Recuo vexatório de Bolsonaro é um monumento à hipocrisia e não engana a mais ninguém

BOM DIA, AROEIRA!

Charge do Aroeira (Portal O Dia/RJ)

Vicente Limongi Netto

Parabéns ao ex-presidente Michel Temer pela façanha de colocar migalhas de bom senso e patriotismo na cabeça oca de Jair Bolsonaro. O recuo é um colossal monumento a hipocrisia. Bons e sinceros sentimentos passam longe. Bolsonaro não engana brasileiros que raciocinam com a própria cabeça.

O tom é de um desesperado chefe da nação que admite, por ora, que disse montes de asnices nas manifestações do Dia da Independência. A nota, repleta de salamaleques, visa tentar tirar do atoleiro político um presidente destrambelhado e irresponsável.

TAREFA DE NOGUEIRA – O constitucionalista Michel Temer conseguiu amenizar o espírito azedo e açodado de Bolsonaro. Era tarefa do chefe da Casa Civil, senador Ciro Nogueira, até agora sem êxito. Aliás, o que Nogueira faz de útil pela governabilidade?

Restava saber por quanto tempo Bolsonaro conseguiria manter as aparências de cordeiro, aliadas a um tom da sensatez e do equilíbrio, necessários para o país voltar a trilhar o caminho do respeito as instituições.

Mas a mudança não demorou nem 24 horas. Na quinta-feira, dia 9, lá estava Bolsonaro a ofender novamente o ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral, que lhe deu uma bela traulitada, ao abrir a sessão do TSE.

PALAVRAS DURAS – Fico honrado ao ver o presidente do TSE, ministro Roberto Barroso, usar palavras duras sobre Bolsonaro. Traçando autêntico perfil do mito de plástico.  Algumas delas usadas e reiteradas por mim, nas redes sociais, sobretudo na Tribuna da Internet.

Definições e expressões como “sem compostura”, “farsante”, “motivo de chacota no exterior”, “agressão”. Aliás, ameaças e xingamentos são armas dos fracos etc. Os arquivos não mentem.

MP DESTRAMBELHADA – Por fim, enfáticos aplausos ao presidente do Senado e do Congresso, senador Rodrigo Pacheco, por decidir devolver ao Palácio do Planalto o papelucho indecoroso em forma de Medida Provisória que desqualifica e ultraja o Marco da Internet, além de blindar, descaradamente as fake news do Gabinete do Ódio.

A atitude firme e serena de Rodrigo Pacheco enfatiza e exige que Bolsonaro respeite o Congresso Nacional. Até porque o Parlamento não é latrina do Executivo.

9 thoughts on “Recuo vexatório de Bolsonaro é um monumento à hipocrisia e não engana a mais ninguém

  1. Prezado Limongi,

    Temer está sendo muito elogiado pela mídia e merecidamente, por ter sido o intermediário no retorno da normalidade entre os poderes constituídos, principalmente Executivo e Judiciário.

    Em seguida, por não ser a estrela a ser admirada, o ex-presidente será declarado inimigo do presidente, basta esperarmos um pouco.
    Bolsonaro não tolera quem lhe rouba os holofotes, e fatos anteriores comprovam o que afirmo.

    Por outro lado, Temer divulga que não está descartada a possibilidade de se candidatar ao Planalto.
    Se o seu comportamento é muito superior ao de Bolsonaro no que tange à educação, respeito, pose de presidente, diplomacia, a bem da verdade o seu MDB trará consigo de volta ao poder o ranço político que o caracteriza:
    estar sempre ligado ao poder, independente de quem for o partido.

    E faz algum tempo que não existem candidatos do MDB à presidência pois, vença quem vencer, e esta agremiação estará sempre na crista da onda.
    Agora, quem não deve ficar satisfeita com essa candidatura será a senadora Tebet, que terá a sua candidatura abortada por uma simples letra:
    sai o “t” e entra o “r”.
    Quem teria mais chances na próxima eleição?
    Temer ou Tebet?

    Parabéns pelo artigo.
    Colocaste muito bem a situação reinante ora entre os poderes, e por culpa exclusiva de Bolsonaro.
    Justamente pelos seus arroubos, teve de engolir seus pronunciamentos vociferados no domingo último passado, caindo mais uma vez no ridículo de dizer e ter de desdizer no dia seguinte seus pronunciamentos açodados, irresponsáveis e inconsequentes.

    Abraço.

  2. Arrivismo.

    Esquerda arrivista.
    Bolsonaro belicista.
    Temer pacifista.
    As narrativas (discurso) perderam conteúdo.
    Agora os arrivistas vão procurar novos defeitos, estão igual cachorro que corre atrás de moto, se ela parar eles não sabem o que fazer. Param de latir.

    Se o Temer ajudou Bolsonaro em alguma coisa, está na hora dos arrivistas investirem contra ele.
    Globo, Estadão e Folha estão rangendo os dentes e os olhos injetados de sangue para partir pra cima.
    O louco, homofóbico, fascista, miliciano, terrorista de quartel, e execrável, segundo a pós bolsonarista Joyce.
    O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. As regras têm como objetivo proteger o investimento feito pelo Estadão na qualidade constante de seu jornalismo. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link: https://brasil.estadao.com.br/blogs/inconsciente-coletivo/joice-hasselmann-bolsonaro-e-a-mais-execravel-de-todas-as-pessoas-que-conheco/

    Pronto, terminei, Bolsonaro é execrável. Não importa se ele passou a ser execrável depois.

  3. Joyce quando era mais que irmã, era carne e unha, foi a mais votada, depois o altruísmo falou mais alto, se incorporou e agora é a Virago de Plutarco.
    Hehehe.
    Vou me despedir não felinianamente, mas a moda romana.
    Ave Carlos Newton!
    Os que vão meter a ripa na cacunda de Bolsonaro vos saúdam!

  4. Pimenta,

    Se me permitires perguntar:
    Ficaste decepcionado com o recuo de Bolsonaro?
    Antes, Alexandre de Moraes era o execrável, e dito publicamente pelo presidente;
    agora, Bolsonaro diz que jamais foi contra o STF, e suas palavras contra o ministro se deram no calor do “momento”.

    Te decepcionaste pela intermediação de Temer?
    Pelo recuo de Bolsonaro?
    Ou pelo fato de, assim como em várias vezes anteriores, o presidente se desdisse no dia seguinte?

    Agradeço, antecipadamente, se me responderes essas questões simples, e se quiseres, naturalmente.

  5. Pena que essa historia de gabinete do ódio, é conversa fiada de esquerdista que inventa essa narrativa contra quem desmente a vagabundagem esquerdista.
    Mas se esse gabinete existisse, o articulista poderia pleitear um emprego lá; não precisa nem de currículo; esse texto se encaixa perfeitamente.

  6. O que rola nos bastidores do poder só as gravações divulgadas quando interessa a alguém.
    Ninguém sabe o que aconteceu de fato, o que tenho visto são elucubrações ideologizadas.
    Se o presidente adotou uma correção de rumo não tenho elementos para julgar.
    De resto continuo apoiando o presidente, e se ele puder ser candidato novamente vou votar nele.
    Mas se conseguirem provar que ele é ladrão, genocida e antipatriota me penitencio e ele sai das minha orações e vão para meu despacho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *