Reeleição apertada igual a governo medíocre

Carlos Chagas

Pela pesquisa Sensus, divulgada sábado, Dilma caiu mais um pouquinho e Aécio cresceu bastante. Fosse ontem o dia da eleição e haveria segundo turno, ainda que nele a presidente mantivesse razoável vantagem. A pergunta é, se mantidos os índices de preferência pelos candidatos, terá a ainda provável vencedora condições de desenvolver um governo diverso do atual. Por exemplo: conseguirá livrar-se da pressão fisiológica dos partidos que a apoiam? Formará um ministério baseado no mérito e na competência de gente desvinculada de interesses partidários? Continuará submetida à tutela do Lula?

As previsões são pessimistas. A queda nos números das consultas populares, mais as vaias dos últimos dias, mostram uma candidata obrigada a não perder qualquer tipo de apoio, mesmo os mais incômodos. Apesar de haver dito que não se interessa por eventuais defecções em sua base, a realidade é outra. À medida em que outubro se aproxima, Dilma estará obrigada a manter e até a ampliar compromissos. A prometer ministérios e postos nos altos escalões da administração federal. Depois, será cobrada.

Está indo para o espaço o chamado grito de independência que alguns meses atrás se presumia a grande marca do segundo mandato. Assim, o círculo se fecha e faz prenunciar a mesmice e a pasmaceira hoje registradas. A sorte da presidente é que apesar do crescimento, seus adversários continuam não empolgando. Mesmo assim, ou por isso mesmo, uma vitória esmaecida não significa um bom governo. Uma reeleição apertada, cheia de compromissos, faz supor quatro anos medíocres.

TOMARA QUE ESQUEÇAM

No PT poucos falam, mas a maioria sussurra uma esperança: que a presidente Dilma e o Lula esqueçam o mais depressa possível do absurdo que seria, no começo do segundo mandato, a convocação de uma Constituinte Exclusiva. Se é para promover a verdadeira reforma política, nada melhor do que um Congresso renovado, como se prevê a partir das eleições de outubro. O diabo é se a razão estiver mesmo com os comentários do dr. Ulysses: “pior do que o atual Congresso, só o próximo”…

8 thoughts on “Reeleição apertada igual a governo medíocre

  1. No caso, pau que bate em chico bate tb em francisco. Situação e oposição vivem o mesmo dilema, os escolhos migratórios oportunitas é que fazem a diferença, a favor ou contra. E para onde vão os escolhos vai tb a desesperança das mudanças de verdade, sérias, estruturais e profundas, face aos quais a máxima de Ulysses aliada à Lei de Murphy, aplicadas ao partidarismo-elleitoral, são implacáveis, desde a câmara de vereadores ao congresso nacional, do Oiapoque ao Chuí. A coisa, mesmo dentro do inapelável e visível mar de lama que vem de longe e que já tragou até Getúlio e até mesmo a famigerada e própria ditadura militar de triste memória e o seu maior partido do ocidente , no frigir dos ovos, funciona meio que dividida como a sociedade, em três bandas: a “boa”, a “bandida”, e a que oscila entre uma e outra, conforme os ventos do oportunismo. Ademais, em quem confiar, no caso, se todos já fracassaram e trairam a confiança popular, por mais de uma vez, mais ou menos, inclusive a famigera ditadura militar com os seus esquadrões da morte. Pasmem, até esta loucura já foi tentada, por 21 anos consecutivos e não deu certo neste país, que, ao que parece, é dose prá Leão. Daí a chance do inédito e inusitado Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação ( a Mega-Solução versus situação e oposição), exposto e aclamado pela maioria da população, nas urnas ou nas ruas, com força suficente para em quatro anos fazer todas as reformas constitucionais necessárias (Estado, Política e Tributária), porém com o país funcionando a todo vapor, e, e no mandato seguinte, entregue enxuto ao controle direto da sociedade sob as novas regras democráticas e novo ordenamento jurídico. Milagre ? Eu acredito, piamente. Questão de fé. Idiota perfeito ? Talvez. O tempo dirá.

    • Ser ou não ser, a utopia me motiva, me ajuda a viver, e suportar barra tão pesada. O fato é que, face à marcha da sua história, o país e a sociedade entramos num labirinto unisitado, com toda a classe política tb à bordo, na condição de tripulantes, do qual só conseguiremos sair todos juntos, e de mãos dadas, ou não sairemos tão cedo, e só Deus pode prever quando e de que outra forma sairemos desse terrível nó górdio que aí está, ruim para todos, e que pode piorar sem humildade, compreensão, desprendimento e união de todos: situação, oposição, direita, esquerda, centro, e, sobretudo, com muita fé em Deus, torcendo muito para que Ele seja mesmo, de fato, brasileiro, com muito orgulho, com muito amor e que não desista nunca de nós.

  2. Estou sentindo que os canalhas poderosos estão fazendo a presidente de peão do rei ou boi de piranha. Vão deixá-la sofrendo desgaste até o último dia possível. Enquanto isto o verdadeiro candidato não sofre ataques e o tempo passará sem muitas críticas, longe da imprensa e das suspeitas de pilantragem. Se todos os canhões oposicionistas se voltarem contra Dilma, os adversários perderão o avanço paralelo de Lula, sem os arranhões de campanha, embora este seja o verdadeiro culpado pela situação do Brasil de hoje (mas isto é outro assunto). Quando ele finalmente se declarar candidato, os eleitores se prenderão a uma esperança tênue de “solução da pátria que dava certo” e os oposicionistas serão pegos de surpresa. Ganhará quase instantaneamente os votos de Eduardo Campos, e enfraquecerá, por conseguinte o PSDB no Nordeste, caso exista ainda o segundo turno. Pobres de nós.

      • Será essa a tática da Casa Grande e a parasitária Mídia-Esgoto de Televisão.?:???
        Minhas pesquisas não falham
        Tenho contato com o zépovinho diariamente, de segunda á segunda…..
        A Casa Grande perdeu a oportunidade lá atrás, ao invés de atolar os cofres dos banqueiros e afiliados mundo afora com seu hospedeiro Don Cappo Fhcorleone -(me causa ojeriza digitar esse nome)., dividinho pelo “menas” um dedinho das mãos.
        Agora, a Inês tá morta, NEM TEM MAIS VOTOS….só pesquisas encomendadas direto com a burguesia de higienópolis……..eh1eh!eh

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *