Reeleita presidente do PT, Gleisi Hoffmann reforça discurso de polarização contra Bolsonaro

Com apoio de Lula, Gleisi Hoffmann obteve 71,5% dos votos

Carolina Linhares
Folha

Com a bênção do ex-presidente Lula, a deputada Gleisi Hoffmann (PR) foi reeleita com 71,5% dos votos em eleição indireta de filiados do PT para mais quatro anos na presidência da sigla. Ao avaliar as prioridades do partido, ela reconheceu que é preciso fortalecer a comunicação digital, dominada pela direita.

Gleisi admitiu que a comunicação do PT está “aquém daquilo que nós precisamos”. “A direita está na nossa frente. Precisamos nos armar nas redes sociais, organizá-las, juntá-las, potencializar os nossos canais”, afirmou.  O resultado do 7º Congresso Nacional do PT, em São Paulo, foi anunciado neste domingo, dia 24, e já era esperado. A principal corrente do partido, a Construindo um Novo Brasil (CNB), da qual Gleisi faz parte, tinha a maioria dos quase 800 delegados eleitos previamente para deliberar sobre o comando da sigla.

IMPEACHMENT – O congresso também apresentou uma resolução final, que guiará a atuação do partido nos próximos anos. O documento é basicamente a tese já defendida pela CNB, mas com uma emenda que avaliza a possibilidade de o partido pedir o impeachment de Jair Bolsonaro caso enxergue condições para isso.

“A partir da evolução das condições sociais e percepção pública sobre o caráter do governo, da correlação de forças, a direção nacional do partido, atualizando a tática para enfrentar o projeto do governo Bolsonaro, poderá vir exigir a sua saída”, diz o trecho.

“FORA, BOLSONARO” – Correntes à esquerda no partido chegaram a propor que o PT adotasse o “fora, Bolsonaro”, mas foram derrotadas pela maioria dos delegados. Segundo membros da CNB, hoje não há crime de responsabilidade praticado por Bolsonaro nem mobilização popular ou maioria no Congresso capaz de sustentar um impeachment. O texto final, no entanto, como uma concessão às outras correntes, coloca essa hipótese no horizonte em vez de descartá-la.

“A possibilidade sempre tem. O presidente comete uma série de impropriedades, sua família está sendo investigada, então há possibilidade de se configurar um crime de responsabilidade como diz a Constituição”, afirmou Gleisi à imprensa.

UNIDADE DAS ESQUERDAS – A tese da CNB defende que o partido ajude a consolidar a unidade das esquerdas ao mesmo tempo em que busque o centro para aliança ampla em prol do Estado de Direito e outras causas convergentes. “A luta pela liberdade de Lula, crucial para a recuperação da plena democracia no país, exigiu a máxima amplitude social e política”, diz o texto.

“Trata-se de construir uma maioria consistente na sociedade —que não seja apenas eventual, conjuntural, mas que se afirme como verdadeira hegemonia democrática de ideias e valores— se queremos chegar novamente ao governo federal”, continua a tese.

ALIANÇAS – Gleisi afirmou aos jornalistas que o partido admite buscar setores do centro para defesa de pautas específicas, ainda que se oponha à política econômica defendida por esses partidos. “Somos contra essa pauta liberal que está no Congresso, que retira direitos, destrói o Estado e privatiza. Essa é nossa pauta principal e em torno dela vamos fazer alianças. Agora, tem questões mais pontuais que outros setores podem se juntar a nós, por exemplo, a defesa da democracia”, disse.

Ao encerrar o congresso, Gleisi afirmou que o partido “quer Lula presidente da República novamente”. O petista, solto no último dia 8, foi a grande estrela do congresso. No discurso de abertura, o ex-presidente defendeu a polarização e negou isso signifique radicalização.

ANULAÇÃO DA CONDENAÇÃO – Ela voltou a afirmar os rumos do partido já expressos por Lula em suas falas, como a defesa da anulação da condenação do ex-presidente na Lava Jato e que o PT tenha o maior número possível de candidaturas em 2020.

“Acharam que nos matariam, mas estamos bem vivos”, disse Gleisi em seu discurso neste domingo, diante de um já esvaziado público —a maior parte dos delegados deixou a capital paulista ao longo do dia. “Lula fez um chamado ao povo para ir às ruas e foi chamado de radical. Mas Lula sempre exortou o povo brasileiro a lutar. E a luta que queremos é no campo democrático”, afirmou, repetindo a fala do maior líder petista feita na sexta-feira, dia 22.

DEFESA DO PT – Em relação à eleição de 2020, Gleisi também ecoou a orientação de Lula de que o partido lance o maior número de candidaturas possível. A ideia é usar o espaço das campanhas para fazer uma defesa do PT.

Ao contrário do ex-presidente, que já afirmou que outros partidos de esquerda não têm candidatos que superem os do PT, a deputada fez a ressalva de que alianças com outras legendas são consideradas. “[Nas eleições de 2020] Temos que falar com povo, defender Lula e defender nosso partido. Isso não quer dizer que vamos prescindir de fazer alianças com o campo progressista e popular”, disse a deputada.

Gleisi afirmou que não há discordância com Lula em relação à possibilidade de alianças. “Nós não temos divergência, ele tem uma disposição de animar o PT [a lançar candidatos]”, disse.

FREIXO – No Rio de Janeiro, por exemplo, onde o PT considerou apoiar Marcelo Freixo (PSOL), Lula lançou o nome da deputada Benedita da Silva. À imprensa, porém, Gleisi afirmou neste domingo que a conversa com o PSOL continua, assim como a negociação em torno do apoio à Manuela D’Ávila (PC do B) em Porto Alegre.

A CNB, corrente de Gleisi, também obteve a maior parte das vagas do diretório nacional, composto por 90 cadeiras. O órgão será preenchido de forma proporcional, segundo os votos obtidos por cada uma das correntes. Na próxima semana, o diretório se reúne para eleger a comissão executiva nacional.

DEFINIÇÃO DE CARGOS – Por falta de acordo dentro da própria CNB, ainda não há definição sobre cargos importantes, como o de tesoureiro —os principais nomes cotados são Márcio Macedo, um dos vice-presidentes do PT, e Vagner Freitas, vice-presidente da CUT. Como mostrou a coluna Painel, a ala que representa o Nordeste reivindica postos de projeção.

A corrente majoritária no PT também deve ocupar as secretarias de organização, comunicação e relações internacionais. A secretaria-geral tende a ser ocupada pelo deputado Paulo Teixeira (PT-SP), que abriu mão de concorrer à presidência neste domingo para apoiar Gleisi.

Os outros nomes que concorreram à presidência foram a deputada Margarida Salomão (PT-MG) e o historiador Valter Pomar, de correntes mais à esquerda no partido. Eles obtiveram respectivamente 16,6% e 11,7% dos votos.

AVAL DE LULA – No caminho para a reeleição, Gleisi chegou a enfrentar resistência dentro da CNB. Houve um movimento a favor de que Fernando Haddad, presidenciável do partido em 2018, comandasse o PT. O nome da deputada, no entanto, foi defendido por Lula e acabou se sobressaindo.

11 thoughts on “Reeleita presidente do PT, Gleisi Hoffmann reforça discurso de polarização contra Bolsonaro

  1. Agora eu sei por quê a gurizada fandangueira, calças curtas, do velho continuísmo da mesmice têm tanto medo da dupla Bolsonaro e Lula. Porque, hj, são as duas expressões máximas e tb os dois últimos biscoitos do pacote do velho sistema político apodrecido, que, na verdade, representam as duas vias originais do dito-cujo, tal seja o golpismo ditatorial (alicerçado na direita xucra, fardada e à paisana), e o partidarismo eleitoral ( ora na pele da tal esquerda caviar ), com o velho centrão no meio comendo mais do que lima nova de ambos os lados, conforme a gangorra temporal do poder e o seu sobe e desce. É por isso que tenho dito, há algum tempo, que Bolsonaro e Lula são dose pra Leão, do qual ambos estão fugindo igual o diabo foge da cruz, à moda caramujo, com as respectivas via$ nas costas, porque o Leão representa a Terceira Via de Verdade, tal seja a Democracia Direta com Meritocracia que tem o condão de por fim a essa nefasta polarização, do nada por coisa nenhuma em termos de Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, que é o o Borogodó que o Brasil mais necessita aqui e agora. Quanto ao resto da tal direita, esquerda e centro, sem comentários, estão condenados à pobre condição de puxadinhos e linhas auxiliares do bolsonarismo ou do lulopetismo.

  2. O Brasil passa por uma tempestade Moral legado de 16 anos de desgoverno de uma quadrilha imune , impune e com uma “corte de estimação” para lhes livrar da prisão ! Quando vejo Gleisi, o Capo de todos os Capos e sua Corte de Estimação tocando terror no país, se sentindo livres e soltos para continuarem delinquir no rasgar contumaz da Constituição, é que tenho a absoluta certeza de que estamos a um passo de uma ruptura necessária para estancarem os crimes que saem de todos, todos mesmo, os podresres dessa República. Eles não querem democracia nem Estado de Direito, eles querem Estado de Desordem Moral e Social para que se locupletem e implantem a tal República Cleptocrata Corrupta Lulobolivariana !

    • Por que vc não assume a sua demência malandra, com um mínimo de coragem pondo o seu nome próprio nas bestialidades facciosas, caolhas, e tendenciosas que vc escreve para proteger a própria orcrim que na verdade são os pais e as mães da corrupção neste país, pelo menos a partir do golpe bandido e covarde que aplicaram no Imperador, tornando-se sócios-proprietários da república que ai está e que já nasceu 171 ?

  3. O bolsonarismo é louco mas não muito, jamais entraria de gaiato nesse navio, até porque, de repente, as coisas mudam de lugar, e serão eles com vc a bordo os ocupantes dessa Guantanamo paralela que vc deseja seja criada.

    • Medo, de vagabundo$, aproveitadore$ ? Fala sério. O vosso militarismo oportunista, aproveitador, salafrário, polítiqueiro, bandido, golpista, desviado das funções constitucionais e imiscuído na política, tb está na mira do pega pra capar geral que vem ai, via revolução redentora da política, do país e da população.

      • Na verdade, somos muitos Leões, aliás, um Legião de Leões de verdade, e não aceitaremos vagabundo$, picareta$, farsante$, safo$, se fantasiando de Leão, pedindo ajuda ao nosso Leão Maior. A Deus ninguém engana, bugrada cabeça de bagre metida a esperta, e, e até por isso, vocês, mais cedo ou mais tarde, vocês serão instados a pagar o preço por tanta mentira, safadeza e canalhice.

  4. “O presidente comete uma série de impropriedades, sua família está sendo investigada, então há possibilidade de se configurar um crime de responsabilidade como diz a Constituição”, afirmou Gleisi à imprensa.”

    -É verdade! Por isso ela quer o Lula presidente!

  5. Só Nessa fotinho aí, já se soma uns 50 anos de cadeia (Gleisi, Boulos, Pimentel…) Imagina se somar a petralhada Toda…
    Oxi, cambada de bandidos… Não tem UM que preste…

  6. A foto que ilustra o artigo é uma obra de arte, um ode a criminalidade, puro dejeto radioativo, a escória!A patricinha de costas, levou filho a tiracolo, imitando parlamentar holandesa, comunista que compra enxoval em NY!Meu Deus, parece um parlatório de Guantanamo ou ADX-Florence, a visão do inferno!O gigolô de sem-teto crescendo o zoião na bunda da amante, Vaccari, Delúbio com chapéu de corno, Pimentel, somando a condenação dos figuras, mais de 100 anos!

  7. Essa moça, é a candidata ideal.
    O dono do partido, mais conhecido como Lula, não quer ninguém inteligente no comando deste. Ele na sua extrema vaidade e insegurança, morre de medo que assuma alguém, inteligente e com idéias novas, que venha ofuscar a sua “estrela”.
    Este cara é o maior responsável na destruição do pt.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *