Reflexões sobre a esculhambação na política e o complexo de vira-latas

Resultado de imagem para complexo de vira-latas charges

Charge sem assinatura (Arquivo Google)

Antonio Santos Aquino

Ao que parece, o que será consagrado para eternidade é a frase de Nelson Rodrigues: “O brasileiro tem complexo de vira-latas”. Esta situação ficou clara em muita coisa no Brasil. Vejamos o caso do segundo turno, que foi empurrado goela abaixo do povo com a teoria da maioria dos votos. Se um candidato não ultrapassar 50% no primeiro turno, terá o segundo turno que foram buscar com a “ballotage” da França.

Mas na época o que a elite dominante queria era barrar o Leonel Brizola. Espalharam que queriam barrar o Lula. Não é verdade. Lula era um protegido dos militares que não metia medo a ninguém, apenas um “pato manco” que assumiria o poder. Brizola, diferentemente, não era protegido por ninguém. Saíra para o exílio depois de derrotar um esquema militar que pretendera evitar a posse de Jango. Caso único no mundo, um governador levantar-se em armas contra as Forças armadas e ganhar a parada.

DESESPERANÇA – O voto nulo, branco e abstenção, a meu juízo, têm resultado valorativo idêntico. O voto nulo diz o quê? Não estou satisfeito e nem esperançoso. O voto em branco diz o quê: eu voto como obrigação cívica, mas não estou interessado. Abster-se é deixar de votar. Quer dizer não quero votar.

Parece muito complicado, mas o resultado é o mesmo. A obrigação de votar é comparecer como cidadão pra expressar sua convicção. Só vale para conferência o voto que indicou um candidato. (Isso vai ao encontro do que queriam os udenistas nos idos de 1950). Tudo agora é: nos EUA não é assim, na França foi assim.

Como nos EUA, ninguém deve ser obrigado a votar (tese de Sérgio Cabral e Chico Alencar). O voto tem que ser individual como é nos EUA.(

TROCA-TROCA – Aqui, nós temos janela. Faltando seis meses para terminar o mandato, o deputado pode sair de um partido para outro sem ferir a fidelidade partidária. Foi invento de Temer para fortaleceu o PMDB, hoje MDB. Depois, o mesmo Temer articulou para que Marta Suplicy saísse do PT e não perdesse o mandato. Ficaram os senadores como donos de seu mandato. Saem quando quiserem, o mandato é seu. O eleitor fica com cara de babaca.

As confusões são muitas. O indivíduo se candidata como Delegado Joaquim, Capitão Nicolino, Pastor Noé, Doutor Rosario, Professor Moderno, Coronel Gorgota, Deputado Tiririca. E dana-se a fazer merda, desrespeitando o povo. Fazer apologia da Forças Armadas também não pode.

CASSAÇÃO – O Supremo pune um senador com perda do mandato, mas o Senado é que deve decidir de ele será punido ou não, e em que tempo. Está uma bagunça tão grande que ninguém se entende. “A confusão e geral”. Quem foi que disse isso? Foi Machado de Assis.

“Mudar sem uma lei draconiana que impeça essas frescuras, inclusive de fazer pregações religiosas no Congresso e em entrevistas, palestras e comícios. A República separou a Igreja do Estado. Significa dizer que igreja subentende-se todas as religiões. O Estado é laico e aceita todas as religiões. Não podem fazer apologia dentro do Congresso, mas estão livres para professar seus cultos em lugar apropriado: Igrejas, Mesquitas Sinagogas, Terreiros de Candomblé e Templos. E mais e mais. Se não houver seleção de pessoas limpas, a política brasileira continuará como está para ou pior.

9 thoughts on “Reflexões sobre a esculhambação na política e o complexo de vira-latas

  1. Bolsonaro , não esqueça de bater continência a bandeira americana , aproveita para ver e os quartéis estão em ordem !

    Com os olhos na China, o secretário de Defesa dos EUA, Jim Mattis, começou no domingo sua primeira viagem à América do Sul. Em suas paradas no Brasil, Argentina, Chile e Colômbia, o objetivo do chefe do Pentágono será fortalecer as relações militares com Washington e conter a crescente influência de Pequim na região. “Essas relações são críticas para um hemisfério ocidental [o continente americano] colaborativo, próspero e seguro”, disse o Departamento de Defesa.

    A viagem de Mattis, que em setembro do ano passado esteve no México, começa no Brasil, onde terá reuniões com altos comandantes militares e fará um discurso. De lá, seguirá para a Argentina e o Chile para finalmente chegar à Colômbia, onde se encontrará com membros do novo Governo de Iván Duque.

    https://brasil.elpais.com/brasil/2018/08/12/internacional/1534102927_711313.html

    • Se os Estados Unidos fossem tão bom para o Brasil os azeitonas não estariam fazendo a pressão que estão para o BC ,em desobediência a lei , para não divulgarem as Atas do Banco Central do período da ditadura l As pós 1986 estão a disposição do público.
      Não querem que fique provado como os Roberto Campos e os Delfins da vida leiroaram o Brasil !

  2. Meu Deus será que o articulista mora no Brasil? Selecionar pessoas limpas. Será que se esquece ou não entende que a porta de entrada é através de partidos políticos que colocam quem é do sistema. E ainda fala bem daquela múmia que destruiu o Rio de Janeiro. Brizolista e comunista não dá né, vamos melhorar o nível de quem escreve.

  3. Antonio você é um lho-go-lho. Sabe o que é isso. Procura em um velho dicionário.É ainda quere barcar o Zé do Caixão. Você deve ser aquele que anda todo de preto no cemitério de São Borja procurando oa seoutura de Brizola para desenterrá-lo e dar-lhe uma surra.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *