Operação Porto Seguro e o Mensalão – tudo a ver, no grande esquema da corrupção do PT

Marcelo Mafra

Na sexta-feira a Polícia Federal divulgou a existência da chamada operação Porto Seguro, na qual indiciou a chefe de gabinete da representação da Presidência da República em São Paulo, Rosemary Novoa de Noronha.

Continuando com as revelações de mais escândalos envolvendo membros do PT, seus apaniguados e seus indicados (agora indiciados) para cargos de relevância na administração pública federal, vemos sendo divulgada, provavelmente, apenas uma parcela do que, tudo indica, deve ser um escândalo muito maior.

Basta observar a quem realmente a principal indiciada, Rosemary, servia, pois o escritório de representação da Presidência da República em São Paulo parecia ser uma espécie de escritório do próprio Lula.

###
LIGAÇÕES PERIGOSAS

Quando a Polícia Federal chegou até a residência de Rosemary, para cumprir um mandado de busca e apreensão, ela, segundo relato dos agentes federais, divulgado pela imprensa, ligou para o ministro da Justiça, que não atendeu. A seguir, ligou para José Dirceu, pedindo ajuda.

Trata-se, como já foi divulgado pela própria Polícia Federal, de um sofisticado esquema para beneficiar empresas que faziam negócios com o governo federal, envolvendo, dentre outros, os crimes de corrupção ativa e tráfico de influência.

É importante relembrar, neste ponto, um resumo do que teria sido dito pelo empresário Marcos Valério, conforme foi divulgado pela Revista Veja, em setembro:

“O caixa real do mensalão era o triplo do que foi descoberto pela Polícia Federal, com dinheiro oriundo também de outras empresas para conseguirem obter facilidades junto ao governo”;

“Lula se empenhava pessoalmente na coleta de dinheiro para essa engrenagem clandestina”;

“Muitos empresários se reuniam com o presidente Lula, combinavam a contribuição e, em seguida, despejavam dinheiro no cofre secreto petista, sendo que o controle dessa contabilidade cabia ao então tesoureiro do PT, Delúbio Soares, que ajudava na administração da captação, e definia os nomes dos políticos que deveriam receber os pagamentos determinados pela cúpula do PT, com o aval do então ministro da Casa Civil, José Dirceu”.

Parece que, agora, já ficam mais fortes os indícios tendentes a realmente confirmar o que ele teria dito sobre as ligações de Lula com empresários em esquemas de arrecadação clandestina de dinheiro, pois estão aparecendo mais elos do esquema criminoso que funcionava dentro do governo federal.

Além disso, podemos perguntar: qual era mesmo a principal atividade de trabalho de José Dirceu, após ter seu mandato cassado pela Câmara dos Deputados? Resposta: Consultor. Mas que grande especialidade e conhecimentos ele teria para ser um consultor? Muitos dizem que seriam seus conhecimentos, influências e articulações dentro do governo federal. Será que isso não seria, talvez, por parte dele, o que se chama de tráfico de influência ?

###
LULA NO TELEFONE

Por outro lado, já estão vazando para a mídia notícias sobre a existência de gravações que foram realizadas, com autorização judicial, de várias conversas telefônicas da Sra. Rosemary com o próprio ex-presidente Lula, o que poderia vir a revelar falas dele comprometedoras no aspecto criminal.

Portanto, além do julgamento do Mensalão, ainda teremos, pelos próximos dias e meses, muitas novidades sendo divulgadas sobre mais esse escândalo, e que podem apresentar diversas conexões com vários outros.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *