Reforma ministerial exibe Bolsonaro como refém de um sistema que não soube controlar

Imagem

Ilustração reproduzida do Arquivo Google

Carlos Melo
Estadão

Reformas ministeriais fazem parte do processo político. Em tese, visam aprimorar a eficiência geral do Executivo: o desempenho administrativo, a representatividade e prestígio social do ministério, a governabilidade e os vínculos, no Congresso Nacional, por meio do compartilhamento de espaços de poder. Em tese, são pensadas no contexto de amplos projetos de Poder, de desenvolvimento econômico e social.

No caso concreto do Brasil, porém, tese e realidade se desencontram frequentemente. Sob as circunstâncias que abraçam Jair Bolsonaro esse desencontro parece ainda mais dramático.

SEMPRE SOB PRESSÃO – É fato que a maioria das reformas ministeriais, no País, é feita sob a pressão dos riscos da fragilidade de vínculos entre o governo e o Parlamento. Dão-se quando o sistema de barganhas entra em colapso e precisa ser repactuado a preços crescentes para o Executivo. Sob Bolsonaro, os valores estão hiperinflacionados.

A presente reforma se dá à sombra de mais de 100 pedidos de impeachment, do quase total descrédito diante da opinião pública, fruto dos múltiplos colapsos, da economia à Saúde Pública, revelados no cotidiano das pessoas e no dia a dia das sessões da CPI da Covid-19.

As perspectivas eleitorais são desalentadoras para a base governista, como demonstram as pesquisas de opinião. O “Custo Bolsonaro” aumenta em cada rincão do País; natural que os preços disparem e atinjam espaços centrais de poder.

REFÉM DO SISTEMA – Hoje, Bolsonaro é refém de um sistema que não apenas não soube controlar como a ele se entregou docilmente, embora sem admitir a seus fanáticos. Pois, ao mesmo tempo, é refém da própria língua porque seus gestos negam o farisaísmo eleitoral que, um dia, explorou.

Da “nova política” ao aprofundamento de sua capitulação, Bolsonaro é consciente da regra básica do fisiologismo: quanto mais fraco o governo maior é o preço a pagar. A Casa Civil é o coração do governo. Nas mãos de Ciro Nogueira, a tendência é que ceda mais e mais nacos de poder e orçamento. O Centrão não perde tempo na fila do osso.

35 thoughts on “Reforma ministerial exibe Bolsonaro como refém de um sistema que não soube controlar

  1. Conversinha de merda, quando se sabe que o Brasil é o país do crime desde a proclamação da república, comandado pelas esquerdas que querem o poder totalitário para roubar o país inteiro e pelo centrão que só quer roubar mas sem mexer no regime democrártico.

    • Sr. Mario Oliveira Junior,

      Seu comentário não corresponde à realidade histórica do Brasil. O Brasil nem sempre foi o país do crime desde a proclamação da República. Algumas vezes sim, outras não ! O Brasil foi comandado, na presidência da República por probos administradores e que nunca foram de esquerda, como Juscelino, Itamar Franco, Wenceslau Braz, entre outros, e que nunca foram de esquerda, e jamais se uniram ao “Centrão” para governar.

      Juscelino construiu Brasília, para cumprir a Constituição. Itamar Franco foi um presidente que é tido atualmente como o melhor presidente que o Brasil já teve em toda a República, no mesmo patamar de Juscelino. Tanto Juscelino quanto Itamar ou mesmo Wenceslau Braz morreram deixando herança de classe média para seus descendentes. Não roubaram !

      Tivemos, sim, maus presidentes, de direita, que promoveram crimes, como Collor de Mello, mas não é possível dizer que Collor, ou Temer foram presidentes de esquerda, mas comprovadamente roubaram, e muito ! E o que dizer de Jair Bolsonaro ? – Jair Bolsonaro é um presidente da extrema direita, deseja ter o poder totalitário para roubar o país inteiro, como vem fazendo desde que era do baixo clero na Câmara dos Deputados, tendo sido membro do “Centrão”, onde começou a roubar com as “rachadinhas”, que ensinou a seus filhos parlamentares anos depois a fazer “rachadinhas” e outros crimes, e enriqueceram, estão envolvidos, recentemente, na compra da vacina propinoduto “Covaxin”, além de outros crimes lesa-pátria. Bolsonaro, ao contrário dos demais, deseja destruir o regime democrático.

      Getúlio Vargas foi um governante polêmico. Criou as Leis Trabalhistas, foi um presidente cruel com Olga Benário, enviando-a por deportação para as mãos de Hitler, Olga estando grávida, e Olga foi executada por Hitler em câmara de gás. Olga não poderia ser deportada para a Alemanha, porque era casada com um brasileiro nato. Mas Getúlio não roubou. E defendeu o Brasil, em 1954, de um golpe militar, com seu genial suicídio, o que adiou o golpe militar por dez anos,golpe militar promovido pelos mesmos golpistas de 1964. Repito, Getúlio tem uma biografia controversa, mas, definitivamente, nunca foi de esquerda.

      O poder autoritário foi exercido pela ditadura militar golpista de 1964, período de cerceamento das liberdades democráticas, e foi o período em que mais se roubou no Brasil, “em todos os tempos e modos”, como dizia o Padre Antônio Vieira, em seu “Sermão do Bom Ladrão”.

      Também Luís Inácio Lula da Silva jamais foi um homem de esquerda, como muitas pessoas pensam. Lula é ladrão ! Sabe-se, de longa data, que Lula é cria da ditadura militar, e foi colocado na política sindical e na política pelo general golpista Golbery do Couto e Silva, eminência parda e líder, nas sombras, da ditadura militar de 1964. Deu no que deu ! O governo Lula foi o governo de descarada roubalheira. O que diferencia Lula de Bolsonaro, ambos crias da ditadura (Bolsonaro homenageou, no plenário da Câmara a torturadores da ditadura), é o fato que Lula não foi um genocida, e Bolsonaro é patrocinador de 550.000 brasileiros mortos por covid-19, tanto por negligência, omissão, estímulo a medicações sem comprovação de eficácia, que geraram propinas por fabricantes de cloroquina, invermectina, etc, e pela negativa de comprar vacinas em tempo hábil, preconizando que as pessoas se contaminassem com o vírus, sem vacinas, para obter uma impossível imunidade natural de rebanho, o que explica a carnificina que, até agora, provocou a morte de 550.000.brasileiros inocentes.

      https://www.youtube.com/watch?v=QEUJWSNQZfY

      • Essa retórica para justificar o que o seu grupo pratica na política não convence ninguém.

        Já se esqueceu do hediondo criminoso Cesare Battisti recebido aqui por seus pares, crentes do esquerdismo, como herói?

  2. Deveria ser obrigatório o cumprimento do mandato parlamentar.
    Mas o que ocorre? Uma completa mudança dos objetivos para o qual o legislador foi eleito.

  3. Como distorcer a verdade faz parte dos jornalistas …
    Numa entrevista antes da posse na presidência, ele falou que o congresso eleito seria muito difícil governar profissionalmente , porque muitos que lá estão, não estão trabalhando pelo Brasil e sim sugar o Brasil que é o povo !

  4. … “comandado pelas esquerdas que querem o poder totalitário para roubar o país inteiro e pelo centrão que só quer roubar mas sem mexer no regime democrártico.”

    Disparates como este comentário são postados nas redes sociais sem o menor escrúpulo, desconhecimento da História, e falta de compromisso com a verdade.

    Eis um exemplo típico do quanto a presença de robôs, sectários e contratados pela ideologia no poder são nefastos, querendo adulterar a realidade do país e situação do povo mediante textos deploráveis e que devem ser ignorados completamente.

    Com a palavra, os militares que ficaram 21 anos no poder e Bolsonaro com seus quase três anos no Planalto, acusados de esquerda, que querem o poder totalitário para roubar o país inteiro e pelo centrão que só quer roubar … (sic).

    A tentativa infrutífera de culpar a imprensa pela incúria governamental, erros graves, má intenção e má fé, apenas revela a ânsia de se estender ao povo a versão de quem governa o Brasil com incompetência e obedecendo a corrupção.

    O resto é papo furado, comentários desconexos, e conteúdos deteriorados porque mentirosos.

    • Vc ficou bobão ou já nasceu assim?

      prove que o Brasil não é o país do crime e que os esquerdismo, além de roubar é totalitário.

      Esses seus argumentos generalistas não esbarram nos fatos colocados por mim.

      Quanto a imprensa velha é maior lixo do país hoje, porque perdeu o nosso dinheiro que sustentava suas orgias. Não é a toa que tem o chefinho aqui, “jornalista”, censurando aqueles que não compartilham de suas taras.

      • Que fatos que colocaste, idiota e imbecil??!!
        Se o Brasil é o país do crime por que estás solto??!!

        A tua suposta afirmação que somos o país do crime não seria uma generalização, idiota e imbecil??!!

        E que fatos colocaste, idiota e imbecil, que ratifiquem que somos o país do crime?
        Te baseias em Bolsonaro?
        Na ditadura militar?
        Em Deodoro?
        Floriano Peixoto?
        Em JK?

        Desde quando, idiota e imbecil, que a imprensa é o maior lixo do país, e excluis por absoluta ignorância e má fé o legislativo??

        E que falta de respeito é esta que demonstras, idiota e imbecil, que os comentaristas compartilham as “taras” do Editor??!!

        Certamente nasceste mesmo idiota e imbecil, então és mais um robô de Bolsonaro por afinidade genética!

  5. Bom artigo. Muito acima da média.
    .
    (Não para quem se entope de discursos à base de cloroquina, de cristus num galho de goiabeira, de comunismo inexistente, de mentes que mentem o tempo inteiro.)

    • Comunismo é sinônimo de totalitarismo ,de esquerdismo esquerdismo. Ele existe em Cuba, Coreia do Norte e venezuela. É o estado acima de tudo e todos como agora a Argentina o está adotando. Comunismo nunca vai morrer. Ele apenas muda de nome e não usa mais o termo comunista em seus governos.

  6. Quem é esse bobão que critica comentários aqui mostrando fatos concretos, conhecidos no mundo inteiro, que sabe que o Brasil é o país de crime e que também o esquerdismo é o totalitarimo com face humana como disse Thomas Soell ?

    O tal bobão em vez de contestar o acima, o que o colocaria como uma pessoa séria, parte para generalizações simplórias do tipo que se coloca em mesas de botecos, achando que com isso vai desmoralisar seu autor.

    • Quem é esse idiota e imbecil que critica comentários aqui mostrando fatos concretos, conhecidos no mundo inteiro, que sabe que o Brasil NÃO É o país de crime e que também a direita é o totalitarismo com face humana conforme a situação mundial comprova?

      O tal idiota e imbecil em vez de contestar a resposta – que o colocaria como uma pessoa séria -, parte para generalizações simplórias e ofensivas, do tipo que se coloca em mesas de botecos, achando que com isso vai desmoralizar quem lhe contesta.

      Idiota e imbecil que, além de não saber o que diz, se desmoraliza com ataques ao comentarista, menos defender as suas idiotices e imbecilidades, até porque indefensáveis.

      Vai te enxergar, idiota e imbecil!

  7. Enfim, o bobão pensa que está tá num boteco. Isto aqui , apesar dos pesares não e´um boteco . É coisa bem pior.

    O bobão está no lugar certo.

    • O idiota e imbecil, como todos que se assemelham, quer enaltecer suas idiotices e imbecilidades citando alguns autores, como se esses fossem as vozes da verdade!

      Pois o escritor e economista que citou, Thomas Sowell, jamais abordou em seus livros a expressão que o idiota e imbecil lhe atribui.

      Nascido no estado da Carolina do Norte em 1930, Thomas Sowell é economista e escritor.

      Nesses anos em que muitos argumentam que a identidade racial determina a ideologia política, Thomas Sowell nos desafia a reexaminar muitas suposições amplamente aceitas sobre esse tema.

      Em seus escritos, ele oferece informações valiosas sobre as divisões que polarizam nossa cultura política.

      Sowell avalia as percepções populares sobre o papel da opressão e da discriminação na limitação do sucesso de certos grupos, por meio de uma combinação entre história e economia.

      Dessa forma, ele mostra como as melhores oportunidades para todas as pessoas são criadas a partir de muito trabalho e esforço aplicados de forma livre e pelo livre mercado.

      Embora seja muito conhecido por seus escritos sobre raça e cultura, a ênfase de Sowell nos aspectos do mercado aberto aparece é também consistente em seu trabalho.

      Em cada estudo, ele transforma questões emocionais complexas em análises facilmente compreensíveis dentro de uma perspectiva global e histórica, abordando economia e política social.

      Em plena Grande Depressão, Sowell nasceu pobre e foi criado no Harlem, onde aprendeu a natureza da responsabilidade e do esforço próprio em primeira mão.

      Embora tenha saído de casa antes de finalizar o ensino médio, ele concluiu a graduação de bacharel em economia por Harvard em 1958.

      A conquista do mestrado pela Universidade de Columbia aconteceu no ano seguinte e 10 anos depois, Thomas Sowell já era doutor pela Universidade de Chicago.

      Ele é autor de vários livros sobre economia, incluindo Economia Básica: um Guia de Economia Voltado ao Senso Comum.

      Neste livro, Thomas Sowell explica por que as pessoas têm fome em países onde existem vastas quantidades de terras agrícolas ricas. Assim como, as razões de existirem muitos sem-teto na cidade de Nova York, a despeito de seus prédios abandonados e o porquê de o desemprego ter atingido a marca de 25% durante a Grande Depressão.

      Ao explicar essas fatos reais, Sowell ilustra como uma lacuna entre conhecimento e decisões conduz as ações humanas a consequências não intencionais e muitas vezes trágicas.

      Esse tema também é desenvolvido em muitas publicações de Thomas Sowell, talvez mais notavelmente em Os Intelectuais e a Sociedade.

      Atravessando a teoria econômica e a filosofia social, este trabalho é paralelo às discussões de F. A. Hayek sobre o papel do conhecimento na sociedade.

      Em resumo, nele Thomas Sowell descreve como o conhecimento é incorporado aos julgamentos e às percepções de milhões de pessoas.

      Nesse sentido, ele demonstra como essas percepções, por sua vez, afetam as decisões que impactam nossas instituições econômicas, políticas, jurídicas e outras instituições sociais.

      Além de usar a economia para nos ensinar como o mundo funciona, Sowell também procura entender como e por que as ideias polarizam nossa cultura.

      No campo da história das ideias, ele escreveu Marxismo: A Filosofia e a Economia (1985) e Conflito de Visões (1987).

      Neste último trabalho, em suma, Sowell apresenta uma análise das perspectivas conflitantes da natureza humana e como elas moldaram as instituições morais, legais e econômicas com o passar do tempo.

      Talvez, raça e cultura sejam os tópicos mais polarizantes com os quais Sowell lidou. Suas obras contribuíram amplamente para a compreensão de questões relacionadas à discriminação e aos direitos civis.

      Thomas Sowell nos lembra que muitas declarações incendiárias sobre raça, cultura e até sobre inteligência podem e devem ser resumidas a questões empíricas, ao invés de conclusões precipitadas.

      Os fatos que ele expõe em suas muitas publicações mostram como políticas públicas baseadas em falsas suposições, frequentemente, se mostram prejudiciais às mesmas pessoas que pretendiam ajudar.

      Além disso, ele demonstra essa noção sobre a legislação dos direitos civis, a política educacional, entre outras, que enfraquecem o valor da responsabilidade individual e do esforço próprio.

      É comum a abordagem de Sowell levar a descobertas que se mostram contrárias à sabedoria convencional. Mas, igualmente importantes, elas ilustram como essas visões se tornaram ortodoxas.

      Além de seus muitos livros, os escritos de Sowell apareceram em revistas de economia, direito e outras áreas acadêmicas.

      Ele também foi comentarista político popular, aparecendo em jornais, revistas e artigos online. Contudo, ele não escreve mais, pois se aposentou em 2016, após quase duas décadas assinando colunas semanais que podem ser lidas aqui.

      Sowell, que recebeu o prêmio Francis Boyer do American Enterprise Institute, atualmente, é membro sênior da Hoover Institution em Stanford, na Califórnia.

      https://ideiasradicais.com.br/quem-e-thomas-sowell/

      Trata-se mesmo de um idiota e imbecil!

    • Quem pensa desta forma és tu, idiota e imbecil!

      Se consideras a TI pior que um boteco, mesmo assim tu o frequentas, és mesmo um idiota e imbecil, ao querer desconsiderar o blog pensando que enalteces a ti mesmo!

      Baita idiota e imbecil, um dos casos mais graves que tivemos neste espaço democrático ultimamente.

      O idiota e imbecil não está no seu lugar devido.

  8. Essa movimentação do Bolsonaro, indica que ele deve ir para o PP. Não adianta reclamar, a impren$a cansou de dizer que o presidente não articulava com a classe política, parece que agora o faz.

  9. Desde Sarney até agora torci para todos os presidentes darem certo. Tirando um Itamar e um pouco do Farsante FHC que, pelo menos fez algumas privatizações que foram positivas, o resto foi de mal a pior.

    Enfim toço para o Brasil.

    Agora o presidente eleito é este que está aí:não cometeu crime algum e tem feito através de seus ministros o melhor que pode. Se até o final ele me decepcionar, voto em outro em 2022.
    E assim é a democracia.

  10. O robô programado é idiota e imbecil!

    Não houve um fato mencionado e muito menos números, que comprovassem a tese do idiota e imbecil.

    Então, desmascarado na sua inutilidade e programação errônea do técnico, que deve tê-la colocado nos intestinos do idiota e imbecil, ele sai a ofender que seus opositores são lixo humano.

    A arrogância, prepotência o descaramento, a agressão, falta de respeito e educação, características dos bolsonaristas, vêm à tona nesses momentos, onde o debate poderia se estabelecer, porém é evitado pela falta de razão, de lógica, de comprovação.

    Logo, a generalização toma conta onde, de forma absolutamente idiota e imbecil, querem dizer que trouxeram fatos e números!!!!

    Se algum colega quiser me ajudar, e verificar se o idiota e imbecil mencionou quando, irresponsavelmente, disse que éramos o país do crime, que fatos apresentou e que dados colocou ao lado, tudo bem, mas ficou na generalização, incluindo na sua tese esdrúxula, ridícula, estúpida, até mesmo os períodos que os militares nos comandaram numa indiscutível ditadura!

    O idiota e imbecil extrapolou a programação instalada.
    Vai ver que foi colocada em baixo e não em cima, razão pela qual mostra as suas partes sem qualquer pudor ou vergonha!

    Mazzzzzaaaaa jaguara!!

  11. Tu não torces para o Brasil, idiota e imbecil!

    Se fosses a favor, primeiramente deverias estar ao lado do povo, mas foges dele como diabo da cruz!

    Tu adoras homens, falsos líderes, supostos modelos de eficiência e honestidade.
    A tua defesa em favor de Bolsonaro comprova o quanto és um alienado, um desinformado, uma pessoa que não se interessa pelo país, pois antes do Estado, Pátria e Nação, vem o teu ídolo, aquele que entendes ser o salvador da lavoura.

    Esqueces que a arma que ele usa não é o adubo, mas agentes desfolhantes, produtos químicos venenosos.

    Efeitos?
    Jogar as pessoas contra elas mesmas.
    Tu caíste como um pato nessa armadilha, querendo vencer uma discussão nesta base:
    da agressão e mentira.

    Outros efeitos?
    A imbecilidade e idiotice irradiadas, onde alguns as assimilam como se fossem novos pensamentos, novas condutas. No entanto, comprovam como é fácil manipular o arrogante e prepotente, pois ele mesmo monta a sua armadilha, onde nela sucumbirá com as ideias que lhe deram para divulgar.

  12. Não vi argumentos, nem fatos de nenhum dos dois depreciadores do blog. Só houve xingamentos mesmo.
    Se pelo menos, se limitassem, cada um dos dois, a defenderem suas tetas com argumentos infundados, ou com sonhos de criança; já permitiria que o blog tivesse um ambiente aceitável.

  13. Boa noite , leitores (as):

    Senhor Carlos Melo ( Estadão ) , acontece que as agruras do agora Presidente Jair Bolsonaro , começaram nos idos de 2017 período pré-eleitoral quando os ” POLICIAIS E PROCURADORES DO RJ “, começaram á investigar mais de 80 parlamentares do RJ , envolvidos nessa tal rachadinha sem citar nomes , mas o então deputado estadual Flávio Bolsonaro , apareceu do nada , tomando ás dores dos colegas , chamando atenção dos investigadores para si , e até hoje ele não deu uma resposta ” PLAUSÍVEL ” , para os investigadores , por isso o Presidente Jair Bolsonaro esta fazendo o ” DIABO Á MODA LULA ” para livra-lo .
    Lembram-se ???

  14. Grato pelo apoio, Limongi.

    Muito antes de me acusarem que não respeito a casa do meu amigo, no caso, Newton, esses idiotas e imbecis não respeitam AS PESSOAS!

    Abração.
    Saúde e paz.

    • Não tem nem como classificar você, sem ser com ofensa ou depreciação.
      Mas, pra mim você é que é o marcelino; vocês dois fingem uma briga, porem, os dois defendem o Coroné Ciro.

Deixe um comentário para Francisco Bendl Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *