Renan Calheiros representa nova ação contra Dallagnol e o acusa de conluio e perseguição a Gilmar Mendes

Renan pede o afastamento cautelar de Deltan e a sua suspensão

Juliana Braga
Estadão

O senador Renan Calheiros (MDB-AL) protocolou nova representação disciplinar contra o procurador Deltan Dallagnol no Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Desta vez, alega atuação político-partidária para perseguir o ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes usando o partido Rede Sustentabilidade.

Além disso, menciona precedentes do próprio CNMP para admitir as supostas mensagens obtidas pelo site The Intercept como provas no processo. De acordo com a representação, Deltan e outros procuradores conversam no Telegram sobre a necessidade de impedir Gilmar Mendes de julgar casos da Lava Jato.

AFASTAMENTO – Depois de o ministro conceder habeas corpus em favor do ex-governador do Paraná, Beto Richa, Deltan teria acionado o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) para protocolar uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) e pedir seu afastamento do caso.

Na peça, Renan argumenta que Deltan usou o partido Rede Sustentabilidade para contornar as limitações legais impostas ao seu cargo. Como sua atuação está restrita ao primeiro grau da Justiça Federal, argumenta, Deltan jamais poderia fazer qualquer representação ao Supremo Tribunal Federal. Em uma das mensagens anexadas, Deltan teria afirmado que Randolfe havia “topado” entrar com a ação.

A representação defende ainda que o direito à intimidade não resguarda dados existentes em celulares funcionais e cita precedentes do próprio CNMP e do Tribunal Superior do Trabalho que admitiriam o uso das mensagens do The Intercept como prova.

TRANSPARÊNCIA –  No PAD nº 741/2012-32, o próprio CNMP teria estabelecido que os dados referentes a telefones funcionais são públicos, não privados. Por serem instrumentos para o exercício do cargo público, o uso deveria ser submetido ao princípio da transparência em prol do interesse público. É citado ainda outro precedente do Tribunal Superior do Trabalho no mesmo sentido.

Por conta dessa atuação, Renan Calheiros pede o afastamento cautelar de Deltan até a denúncia ser esclarecida e, posteriormente, como punição, sua suspensão de 45 a 90 dias. Esta é a segunda reclamação que o senador protocola contra Deltan no CNMP. Além das duas, Deltan é alvo de outras 11 representações. Renan é investigado pela Lava Jato, e responde a 13 inquéritos no STF.

CRIVO INTERNO – Procurado, Randolfe Rodrigues afirmou que ele e a Rede possuem militância judicial e legislativa conhecidas no campo do combate à corrupção. “Em qualquer caso, a decisão final sobre o ajuizamento ou não de ações de controle de constitucionalidade ou quanto à propositura de medidas legislativas sempre passa por rigoroso crivo político interno, de modo que esta grei ou seus parlamentares jamais se converteram ou se converterão em meros porta-vozes de quem quer que seja”, afirmou.

Por meio da assessoria, a força-tarefa Lava Jato e o procurador da República Deltan Dallagnol afirmaram que não irão se manifestar. 

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Mais um capítulo entre os desafetos Renan Calheiros e Deltan Dallagnol. O senador já acusou Dallagnol de agir não como procurador, mas como “ativista do cotidiano político”. Diante das reclamações disciplinares protocoladas por Calheiros, acusações de tentativas de intervenções e supostas ações mal intencionadas, Deltan não se recolhe e já atacou o senador diversas vezes através de declarações públicas em suas redes sociais. O mais irônico é ver Renan, um exemplo de sobrevivência na selva da corrupção, como diz o amigo Carlos Newton, e alvo de mais de uma dezena de inquéritos no STF, dizer que Deltan “continua fora da lei”. (Marcelo Copelli)

21 thoughts on “Renan Calheiros representa nova ação contra Dallagnol e o acusa de conluio e perseguição a Gilmar Mendes

  1. A menos que o corrupto Renan tenha se convertido à seita de Edir Macedo, aceito a sua santidade e repudio Dallagnol!

    Agora, como é muito mais fácil Bolsonaro ser o próximo candidato à eleição para o Planalto em 22 CONCORRENDO PELO PT, o senador que representa o Estado das Alagoas já deveria estar na cadeia há muito tempo!

    Aliás, falando em senador, Collor e Renan – Deus meu!
    Os dois indivíduos se tornaram sinônimos de corrupção, traição, roubos, incompetência, maldade, mentira e torpeza!!!

  2. Copelli,

    O antro de venais, vulgo congresso nacional, é composto por corruptos e ladrões, mal intencionados e incompetentes, vagabundos e perdulários, irresponsáveis e estelionatários!

    O bando de criminosos precisa mostrar, pelo menos, a aparência de se “indignar” com algumas das tantas acusações, entendendo que deve partir para o contra-ataque.

    Evidente que esta reação é ridícula, pois mais ainda expõe a podridão do legislativo, que fede, liberando toxinas insuportáveis e venenosas.

    Renam chamar à atenção quanto à imoralidade e falta de ética, é como o porco não aceitar lavagem, lixo, para se alimentar.

    Renan subsiste da corrupção;
    tem sido o seu fiel seguidor;
    é quem mais enaltece os roubos, as explorações e manipulações do povo e país;
    Renan é solerte, sórdido, traiçoeiro, e adora o circo pegar fogo para posar de vítima!

    Aluno fiel de antigos mestres na arte de roubar, hoje é um dos líderes neste particular, construindo a sua carreira conhecendo o cego dormindo e o rengo sentado.

    Renan ainda vai muito longe no seu modo de fazer “política”.
    Afinal das contas, ele está no seu ambiente e rodeado de corruptos, inescrupulosos, a máfia parlamentar que rege o Brasil, valha-me Deus!

    Abração, guri.
    Bom trabalho fazes no lugar de Newton.

  3. Renan, sinônimo de crápula, corrupto, canalha, pior tipo de político existente.
    Sem caráter.
    Desonesto.
    Um merda, com influência na pocilga que atende por congresso.
    Deveria ter sido cassado há tempos.

  4. OPINIÃO

    Deputados e ódio: mais de 300 parlamentares não respeitam o povo e agem sorrateiramente na calada da noite

    19/09/2019 às 10:07

    Sou pacífico. Mas esse é um texto de ódio. Ódio por perceber que pouco mais de 300 parlamentares simplesmente não respeitam o povo, e fazem o que bem entendem dentro do Parlamento, na calada da noite.

    Eles impõem a sua vontade de cima para baixo, autoritariamente, e aprovam os projetos que querem, sem que ninguém consiga impedir, já que dos mais de 500 habitantes da cidadela chamada Câmara dos Deputados, apenas 200 têm a honestidade e a ética como um valor inegociável, e fazem do mandato parlamentar um meio de tentarem realmente mudar o “status quo” e melhorar a situação do país.

    O exemplo gritante disso é esse esdrúxulo projeto de lei aprovado nesta quarta-feira (18), que diz que o povo, ou melhor, o pagador de impostos, é que arcará com as multas punitivas impostas pela Justiça Eleitoral aos candidatos que desobedecerem as regras do jogo eleitoral, e que o dinheiro desse mesmo povo pagador de imposto poderá ser usado pelo partido político para comprar imóveis.

    Meu ódio aumentou quando assisti a um vídeo do Rodrigo Maia, em meio à sessão que culminou na aprovação desse projeto de lei aberrante e infamante, dizendo, de forma arrogante e presunçosa, a uma deputada que não precisa de requerimento de ninguém para ele agir como agiu porque é “presidente da Casa”.

    É precisamente uma forma de ele dizer à deputada: “fica quieta aí que quem manda aqui sou eu”.

    Com efeito, saber que parlamentares eleitos quase na “rabeira” do coeficiente eleitoral fazem do mandato parlamentar um método de legislar em causa própria, esquivando-se da obrigação de atuar em prol da sociedade brasileira e especialmente dos seus representados, que neles votaram, me dá ódio.

    E esse ódio me consome. Corrói minhas entranhas. Certamente esse meu ódio se junta ao de milhões de brasileiros indignados que, assim como eu, veem, inertes, 300 deputados desonestos e mal-intencionados fazer o que bem entendem contra o Estado Brasileiro, elaborando leis que autorizam que eles surrupiem legalmente o dinheiro do pagador de impostos.

    Para quem afirma que o Parlamento nada mais é do que reflexo da sociedade, mais uma vez eu digo que isso está errado. A sociedade não é formada por pessoas desonestas ou com valores morais e éticos enviesados; o Parlamento é que é.
    Os brasileiros comuns são muito melhores do que esses deputados. Como eu já escrevi em um texto, o Parlamento não é consequência; ele é a causa dos problemas brasileiros.

    É óbvio que a frase-chavão que diz que “o amor vence o ódio” está correta, e que não devemos alimentar o nosso monstro interior do ódio, que habita nas profundezas do nosso subconsciente.
    Mas, tal qual água e óleo, é incompatível entre si a coexistência de amor ao Brasil e ao nosso país, com tudo o que ele representa para nós, com esses parlamentares a que me refiro: nesse caso, o amor não vence o ódio jamais; o ódio sempre ganhará.

    Portanto, não há nada mais urgente no país do que uma reforma política, reduzindo o número de Deputados Federais por Estado, e modificando o sistema eleitoral proporcional, corrigindo a distorção que faz com que alguém consiga se eleger com poucos votos.

    Paralelamente a isso, é preciso também que se escreva um novo Regimento Interno para a Câmara dos Deputados, considerando que o que está em vigor se encontra totalmente desatualizado e ultrapassado, servindo apenas para concentração de poderes nas mãos desses que pretendem manipular as sessões parlamentares para atingirem os seus objetivos espúrios de aprovação de leis em benefício próprio. Apenas assim conseguiremos vencer o ódio. Mas até lá ele continuará nos consumindo por dentro. Porque nós, brasileiros comuns, temos ódio de grande parte dos integrantes do Congresso Nacional.

    Guillermo Federico Piacesi Ramos

    https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/16444/deputados-e-odio-mais-de-300-parlamentares-nao-respeitam-o-povo-e-agem-sorrateiramente-na-calada-da-noite

      • Minha querida Mara,

        Tens razão, sim.

        Certamente há um plano sendo executado para manutenção desse sistema, que nos rouba, explora e manipula.

        Os tais poderes constituídos estão objetivados em alimentar a impunidade, proteção aos ladrões do país e povo, e leis que impeçam até mesmo as investigações sobre condutas ilícitas de parlamentares!

        Os poderes se encastelam contra a população, e esse fato é visível, constatável.
        Jamais tivemos na história dessa republiqueta, mesmo quando colônia, depois império, período regencial, volta do império e posterior República e, dentro dela, duas ditaduras, uma situação de tamanha agressão às leis e criação de castas, pois assim se transformaram o legislativo e judiciário.

        Indiscutivelmente, o Brasil se encaminha lentamente para aquele que será o seu maior conflito, de onde haverá a expectativa de um novo país, que valorizará o povo, o cidadão, e impedirá as injustiças de hoje.

        Abração, menina.
        Saúde.

  5. Renan não tem jeito.
    O canalha já nasceu torto e vai morrer assim, pois na vida vai sempre.fazer o que.não presta.
    Só anda em roda de malandro, mas esquece, para ser malandro de verdade teria que ter nascido no Rio, e até os anos 30 porque a malandragem morreu nos anos 60, e o basbaca nasceu no meio de jagunços, só pode chegarva cangaceiro, e assim mesmo de Alagoas.
    Bicho besta está aí para todos verem, onde se mete lá vem merda, e daquelas que de loge todos dizem: essa tem a marca do Renan.
    O Brasil mudou, e para melhor, com essa tal de lava jato, e parabéns ao Moro e sua turma que deu visibilidade aos ratos velhos que encontravam com facilidade o caminho da toca para esconder o queijo roubado do povo brasileiro. Moro e sua turma fecharam os buracos, mas os caminhos continuam e os ratos são vistos a luz do dia.
    Tudo está ruindo para o lado de Renan e seus comparsas, logo os veremos em companhia de lula, isso.é certo como foi a prisão de mais de uma centena de ratos pegos pela ratoeira de Moro.
    Renan não aguenta sentir o cheiro do queijo sem querer levar para casa mas a ratoeira está armada e logo cairá.
    O canalha metido.a malandro está proximo da ratoeira.

  6. 23:59 – “Aiiinnnn, o importante foi que nos livramos de Renan Calheiros!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

    ———————————————

    00:00 – “Aiiiiinnnnnnn, Alcolumbre é um novo Renan Calheiros!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!”

  7. #MaiaTraidorDaPatria lidera após lei que dá regalias a partidos

    A hashtag foi a mais comentada na tarde de hoje, seguida de #vetabolsonaro

    © Reuters

    Notícias ao Minuto Brasil
    19/09/19 18:30 ‧ HÁ 8 MINS POR ESTADAO CONTEUDO

    POLÍTICA REGALIAS

    A aprovação do projeto de lei que altera regras eleitorais sobre recursos de campanha dos partidos pela Câmara, na noite de quarta-feira, é o assunto mais comentado no Twitter na tarde desta quinta-feira, 19. A hashtag #MaiaTraidorDaPatria está em primeiro lugar entre os dez temas mais comentados da rede social no Brasil, ao criticar o papel do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), na aprovação da proposta. Já a hashtag #VETABOLSONARO, usada pelos internautas que não querem que o presidente Jair Bolsonaro sancione o texto, está em quarto lugar.

    A Câmara retomou o texto que tinha sido rejeitado quase na totalidade pelo Senado no dia anterior, ao resgatar trechos que afrouxam regras e beneficiam legendas. A aprovação do texto não agradou à militância virtual bolsonarista, que dirigiu a atenção para Maia. O influenciador digital de direita Leandro Ruschel, que tem mais de 310 mil seguidores no Twitter, usou a hashtag #MaiaTraidorDaPatria para pedir que eles focassem o presidente da Câmara. “É isso aí. #MaiaTraidorDaPatria chegou ao topo do Twitter, desbancando a tag do veto.”

    A deputada estadual Leticia Aguiar (PSL-SP) também comentou o assunto. “Olha a tática pérfida do Maia: aproveitando que está tendo a final da Copa do Brasil, a semifinal da Sul-Americana com o Corinthians, na calada da noite, coloca para votação os itens rejeitados do PL 5029/2019, que modifica leis dos partidos e regras eleitorais. #MaiaTraidorDaPatria”, disse.
    Deputada federal pelo PSL da Bahia, a Professora Dayane Pimentel preferiu fazer um pedido a Bolsonaro. “Ontem, os deputados do PSL fizeram a sua parte. Lutamos e fomos vencidos pela maioria, que quer o fundão. Agora, só nos resta uma força maior, a força do nosso Presidente. #VetaBolsonaro”, pediu.

    A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) foi na mesma linha, pedindo que o presidente não sancione o projeto, escrevendo apenas “#VETABOLSONARO”.

    Os internautas que apoiam o governo se dividem entre aqueles que criticam Maia pela votação e aprovação do texto, chegando até a pedir a cassação do mandato dele, e aqueles que escolhem fazer campanha pelo veto de Bolsonaro.

    https://www.noticiasaominuto.com.br/politica/1061950/maiatraidordapatria-lidera-apos-lei-que-da-regalias-a-partidos?
    utm_source=notification&utm_medium=push&utm_campaign=1061950

  8. -Só faltaram as assinaturas do Beiramar e do Marcola. Que pena! Eles não tem diploma de direito, mas têm muito mais princípios, pois pelo menos nunca mataram idosas nas filas dos hospitais públicos, nem roubam leite de crianças carentes.

  9. Boa tarde , leitores (as):

    Juliana Braga ( Estadão ) e Carlos Newton , vejam a total inversão de valores ” OS CRIMINOSOS ACUSANDO e JULGANDO SEUS ACUSADORES ” , a líder ruralista e senadora Kátia Abreu (PDT-TO) , ela e seus liderados ” RURALISTAS ” descontaram a ” PREVIDÊNCIA ” dos salários de seus funcionários e não entregaram ao seu legítimo dono , se apropriando em mais de 500 milhões de reais e agora o Presidente Jair Bolsonaro , os quer anistiar , já o senador Renan Calheiro e sua família dispensam comentários , basta olha sua folha corrida .
    Pelo que eu saiba , ninguém é obrigado a gerar fatos que o condenem , mas o ministro / juiz do STF Gilmar Mendes , é auto carburante devido á sua arrogância , presunção , prepotência e imbecilidade , ou seja , ele se alto incrimina , portanto não precisa de defensores , acusadores nem ser perseguido , seus atos e práticas já falam por si .
    OBS,:
    Num país sério e seus membros do congresso nacional tivessem um mínimo de dignidade e vergonha na cara , essa inversão de valores não existiria , pois os meliantes acima mencionados , seriam tratados como tal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *