Renan e Janot se reúnem e acertam a sabatina para o dia 26

O reencontro de dois especialistas em cinismo político

Deu na Folha

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se reuniu nesta segunda-feira (17) com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot para uma rápida conversa sobre a recondução do magistrado ao cargo. O Senado deve votar a permanência de Janot à frente do Ministério Público na próxima semana, na quarta-feira (26).

Após o encontro de pouco mais de 15 minutos, Renan afirmou que a visita “foi importante” porque é “muito bom que as instituições conversem”. O peemedebista é investigado na Operação Lava Jato sob a suspeita de participação no esquema de corrupção da Petrobras.

Indicado pela presidente Dilma Rousseff para ser reconduzido ao cargo de procurador-geral da República, Janot é o responsável por conduzir as investigações contra Renan e vários outros congressistas. A indicação precisa ser ratificada pelo Senado.

SABATINA

Janot será, primeiro, sabatinado pela Comissão de Constituição e Justiça. Se for aprovado pelo colegiado, ainda terá que ser aprovado pela maioria do plenário do Senado. Segundo Renan, as duas votações devem ocorrer no mesmo dia.

“Acho que o processo está caminhando com normalidade. Vamos fazer a sabatina e depois vamos apreciar na comissão e no plenário. Está caminhando dentro do que se esperava e a visita dele é muito importante porque significa que as instituições estão conversando. E, ao vir aqui, o procurador repete o procedimento que fez na vez anterior em que fez questão de vir ao Senado”, disse Renan.

Questionado se conversou com o procurador sobre a operação Lava Jato, Renan voltou a repetir apenas que a “visita do procurador foi institucional”.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGCom o acerto entre os dois grandes amigos Janot e Renan, sabe-se que a lista dos parlamentares que serão processados nesta primeira leva só será divulgada pela Procuradoria após o dia 26, para que o favorecimento do presidente do Senado não dê muito na vista, como se fosse possível esconder tamanha desfaçatez. Durante 12 anos, Renan reinou na Transpetro, através de seu preposta Sergio Machado, ex-senador do PMDB do Ceará. Quando as investigações começaram, Machado se licenciou e depois se demitiu. Renan foi denunciado numa série de depoimentos de delatores, mas Janot passou por cima disso tudo, para ajudar Dilma, que mandava o Planalto ligar para Renan e ele não atendia. O cinismo realmente abunda na política nacional. (C.N.)  

10 thoughts on “Renan e Janot se reúnem e acertam a sabatina para o dia 26

  1. Um magistrado, um cara com cabelos praticamente todos brancos, e que, por pura vaidade e, sei lá mais o que,se sujeitar a um papel deprimente como esse, realmente é de dá nojo.

  2. Caro Jornalista,

    -Antes de ser aceito por uma MATILHA, um lobo estranho precisa se submeter ao OLFATO do lobo alfa… depois de algumas CHEIRADAS aqui, uma NARIGADA acolá e alguns grunhidos e gestos de SUBMISSÃO do novato e se o lobo alfa ver nele sinais de confiança e respeito ao sistema de castas vigente, ele poderá fazer parte do bando e, finalmente, dividir a carniça.

    -O comando do Brasil está neste nível: nível dos dos ANIMAIS.

  3. O Renan é apenas mais um membro do partido capacho que junto com o PT estão depenando o Brasil. Mas a justiça logo pega ele, apesar de todas as falcatruas sendo feitas no STF e no STJ

  4. Quem tem razão é Tim Maia

    ” Este país não pode dar certo. Aqui prostituta se apaixona, cafetão tem ciúme, traficante se vicia e pobre é de direita.”

    Tim Maia, nome artístico de Sebastião Rodrigues Maia (Rio de Janeiro, 28 de setembro de 1942 — Niterói, 15 de março de 1998), foi um cantor, compositor, maestro, produtor musical, multi-instrumentista e empresário brasileiro, responsável pela introdução do estilo soul na música popular brasileira e reconhecido mundialmente como um dos maiores ícones da música no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *