Renato Duque contrata advogado para fazer delação premiada

Duque, em dezembro, quando deixava a carceragem da PF em Curitiba. | Aniele Nascimento/Arquivo/Gazeta do Povo

Ligado ao PT, Duque vai dar as informações que ainda faltam

Thiago Herdy
O Globo

A família do ex-diretor de Serviços da Petrobras, Renato Duque, contratou oficialmente o escritório do advogado Marlus Arns, de Curitiba, para que ele negocie com a Polícia Federal (PF) e o Ministério Público Federal (MPF) os termos de um acordo de delação premiada.

Segundo o próprio advogado, que conduziu a delação dos ex-executivos da Camargo Corrêa, Eduardo Leite e Dalton Avancini, as reuniões de Duque com o MPF ainda não ocorreram, mas as conversas devem ser iniciadas a partir da próxima semana. O ex-diretor está preso, em Curitiba, desde março deste ano. Os atuais advogados de Duque, Alexandre Lopes e Renato de Moraes, devem deixar o caso.

Duque apresentará aos investigadores uma lista de temas sobre os quais estaria disposto a contribuir com informações para a força-tarefa que investiga corrupção na Petrobras. Para que a delação seja aceita, o ex-diretor deve apresentar colaborações para as ações penais e inquéritos em curso, que o envolvem diretamente, mas também apresentar novos fatos que ajudem a PF e o MPF a apurar crimes de corrupção envolvendo a estatal. Em troca, o dirigente teria sua pena reduzida, em caso de condenação.

INDICADO POR DIRCEU

Apontado por petistas como diretor indicado pelo ex-ministro José Dirceu para o cargo, o que o ex-ministro nega, Duque é acusado de chefiar um dos grupos que fraudava licitações em benefício de empresas que pagavam propina a ele e ao PT. Sua relação com o esquema de corrupção na estatal foi denunciado por seu ex-braço direito e um dos delatores da Lava-Jato, o ex-gerente de Engenharia Pedro Barusco.

Na sexta-feira, a Justiça Federal aceitou denúncia contra Duque e os empresários Júlio Camargo e João Antônio Bernardi, por crimes como corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGÉ o começo do fim. Com a delação premiada de Duque e o envolvimento de Erenice Guerra e dos irmãos de Mercadante e Palocci, o castelo de Dilma Rousseff não tarda a desmoronar. (C.N.)

12 thoughts on “Renato Duque contrata advogado para fazer delação premiada

  1. Continue sonhando Newton, a roubalheira tucana continua escondida por voces. Fale quando foram abertas as contas milionar as de Duque, de P Roberto, de Barusco, por que vice teima em esconder isso. Nao precisa nem falar dos milhoes de dolares presos, na/suiça na conta do chefão da casa civil de covas.
    Os dolares do achacador, que todo brasileiro que conhece politica sabe, voce nao toca no assunto, nem nos 20 milhoes de dolares para dois tucanos fecharem a CPI da/Petrobras no governo passado?
    Desespero ? mas voces jamais voltarao a ter acesso aos cofres federal, vao pastar como a Veja, esta pastando e quebrando.

  2. Chico de Assis, por onde andas?
    Por que esta ausência?
    Volta a escrever mais vezes, pois precisamos do contraditório.
    Um abraço.
    Chico Bendl

  3. Engraçado, vejo colegas comentando aqui sobre a corrupção do PSDB, como forma de defender o PT. Espere aí, o governo federal não é do PSDB, é do PT! Então é ferro na corrupção do PT! E é ferro também na corrupção do PSDB! Aliás, justiça seja feita ao Carlos Newton: ele sempre criticou a corrupção tucana; acho que foi o único a abordar o escândalo de algumas indenizações milionárias pagas pelo governo paulista! E sim: esse governo corrupto da arrogante Dilma Roussef cairá! Cairá e será escorraçado pelo povo!

  4. Como cidadão e brasileiro, ainda sem dupla nacionalidade, quero deixar aqui registrados, neste maravilhoso, necessário e incomparável espaço democrático, meus mais sinceros agradecimentos a dois brasileiros, as duas primeiras e importantíssimas figuras que, por escolhas diversas, estão proporcionando-nos estes momentos que, precisamos acreditar, poderão limpar nossa alma e uma parte do lixo produzido em nossos país, desde sua descoberta.
    Quem são eles? Roberto Jeferson e Marcos Valério. O primeiro, por ter aberto a boca, não importando suas razões pessoais. O segundo, por ter sido leal, defendido seus parceiros, assumindo grande parte dos pecados/crimes/punições suas e deles.
    Ambos, devem servir-nos hoje, como exemplos. Roberto Jeferson mostrou o caminho às delações premias. Marcos Valério, mostra com sua própria vida, como não se deve colocar “rabo” à serviço dos “amigos do alheio” da pátria amada.
    Nos últimos meses, diante do que ocorreu com os dois exemplos acima, um a um dos “engaiolados da lava-jato”, para não ter de passar pelas pedras de Roberto Jeferson/Marcos Valério, entregaram/entregarão outros, salvando-se da humilhação total.
    O grande brasileiro Moro e outros cidadãos de verdade, precisam continuar trabalhando dentro da lei, com firmeza, inteligência e incessantemente, até chegarem, definitiva e inquestionavelmente, aos chefes e comandantes supremos do maior roubo, da maior corrupção, do maior escárnio e crimes praticados contra um povo, cujos resultados serão, infelizmente, o legado às atuais e as próximas gerações.
    Que a lição seja aprendida, rapidamente, por nós e por nossos filhos/netos. Assim, mais cedo e com menores sacrifícios o país será reconstruído.

  5. CN não está defendendo qualquer Tucano. Pelo contrário, combate à exaustão. Agora, o governo é do PT, que chegou ao poder dizendo combater a corrupção e fez o contrario. Noutro ponto, a defesa dos poucos que ainda defendem o governo é afirmar que.os Tucanos são corruptos! Jamais dizem que os petistas não são.

  6. Atualmente, infelizmente, só vemos trambiques de todo quanto é lado. Em Niterói o Exército está movendo uma ação para despejar as famílias da Aldeia do Imbuhy, fundada no século XIX, que é patrimônio da cidade. O seu conjunto arquitetônico, paisagístico, histórico e etnográfico foi tombado pela Lei Municipal 3040/2015. Dentre os seus moradores encontra-se descendentes de Flora Simas de Carvalho, que bordou a primeira Bandeira Nacional.
    Em sua ação o Exército alega que o local é área de Segurança Nacional, porém o Forte é explorado turisticamente através de dois hotéis, um centro de convenção, situado no meio da aldeia e do uso da praia que se dá mediante o pagamento de uma taxa anual.
    Quando o Estado não tem mais o que tirar da população, tira-lhe o chão…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *