Resultado das eleições no interior representa derrota de Sérgio Cabral

Editorial da Tribuna de Petrópolis

O resultado das eleições para prefeito de Petrópolis representou a derrota da maioria dos principais tradicionais líderes políticos de Petrópolis e do estado. O principal derrotado é o governador Sérgio Cabral, que terá de explicar à presidente Dilma Rousseff como é que dois de seus candidatos – Bernardo Rossi, em Petrópolis, e Washington Reis, em Duque de Caixas – perderam as eleições para adversários do PSB, partido do governador de Pernambuco, cujo nome está em evidência como adversário da presidente nas eleições presidenciais de 2014.

Com Cabral, também são derrotados o vice-governador Luiz Fernando Pezão, candidato à sucessão estadual, e o presidente regional do PMDB, Jorge Picciani. Além deles, estavam empenhados na eleição do candidato Bernardo Rossi o senador Francisco Dornelles (PP) e o presidente do PSDB regional, Luiz Paulo Correia da Rocha.

Ao ganhar as eleições em Petrópolis, Rubens Bomtempo derrotou também vários líderes políticos locais, com destaque para o prefeito Paulo Mustrangi (PT). Também foram derrotados o ex-deputado e ex-prefeito Leandro Sampaio (PPS), o ex-deputado Ronaldo Medeiros (PSD), o ex-deputado Nélson Sabrá (PDT), o deputado federal Hugo Leal (PSC), e o deputado estadual Marcus Vinícius (PTB).

Com a vitória de Bomtempo, ganham o governador Eduardo Campos (PSB), que chegou a participar de um comício em Petrópolis; o ex-governador Anthony Garotinho (PR); e a deputada Jandira Feghali (PCdoB). Também ganha o senador Lindbergh Farias (PT), que desafiou a decisão local de seu partido e caminhou ao lado de Rubens Bomtempo na campanha do segundo turno.

(Editorial enviado por Mário Assis)

Tribuna de Petrópolis

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *