Revista Veja diz que que o porteiro mora em área dominada pela milícia e está ”acuado”

Resultado de imagem para BAIRRO GARDENIA AZUL RIO"Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

O porteiro que associou o presidente Jair Bolsonaro a Élcio Vieira de Queiroz, um dos acusados de matar a vereadora Marielle Franco, mora em área dominada por milícia na zona oeste do Rio. A revista Veja localizou Alberto Jorge Ferreira Mateus em uma casa simples na Gardênia Azul, bairro da região administrativa de Jacarepaguá. “Eu não estou podendo falar nada. Não posso falar nada”, disse Alberto quando abordado pela reportagem.

Foi ele quem anotou que Élcio ia para a casa de número 58, a de “Seu Jair”, quando esteve no condomínio no dia do crime. Parentes e amigos relataram à revista que o porteiro está “acuado” e não arriscam dizer por que ele supostamente mentiu, como afirmou o Ministério Público após perícia feita às pressas um dia após o Jornal Nacional revelar o depoimento de Alberto.

BAIRRO DOMINADO – Ainda segundo a Veja, a Gardênia Azul já estava no radar dos policiais que investigam o assassinato da vereadora porque Ronnie Lessa, o preso acusado de efetuar os disparos contra Marielle, seria um dos responsáveis pelo controle daquela região.

A reportagem também localizou o outro porteiro que trabalhava no Vivendas da Barra naquele dia. Trata-se de Tiago Izaias, o dono da voz que está nos áudios usados pelo Ministério Público e por Carlos Bolsonaro para atestar que foi Ronnie Lessa quem autorizou a entrada de Élcio. Izaias confirmou que partiu dele a ligação para Lessa, mas disse que não lembra quem trabalhava com ele no dia 14 de março de 2018.

“Não lembro nem se estava dentro ou fora. A coisa toda aconteceu há tempos, e são muitas casas e visitantes o dia inteiro”, afirmou. “Todos aqui no condomínio ficaram surpresos por ele ter ligado o presidente a um crime gravíssimo. Pode ser que estejam usando o Alberto para denegrir a imagem de Bolsonaro”, disse ainda Izaias, que é bolsonarista assumido e tem foto com o presidente nas redes sociais.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOGGardênia Azul é uma comunidade perto da Cidade de Deus, na Zona Oeste. Região que está praticamente toda dominada pelos milicianos. Esta é a realidade do Rio de Janeiro e de muitas outras cidades do país. (C.N.)

5 thoughts on “Revista Veja diz que que o porteiro mora em área dominada pela milícia e está ”acuado”

  1. No Brasil você tem três opções: ou você é refém da milícia ou é refém dos traficantes ou você é rico.

    -Liberdade de sair às ruas depois que o Sol se põe?
    -Só nas áreas nobres, como aquelas onde estão as mansões dos ministros do Supremo.

  2. Se eu fosse o porteiro iria ganhar uma grana nas costas dos jornalões, todos afirmam que ele mentiu, qual é a prova, o que o impede ter errado a anotação nada mais nada menos que isso, e quando perguntado o que ele fez naquele dia disse o que estava escrito, simples assim um erro de numero acabou com a vida do cara.

  3. Gardênia Azul é área do miliciano Brazão, principal suspeito de ter mandado matar Marielle. O escritório do crime é associado a esta milícia. Público e notório. No mesmo dia que Marielle foi morta, a ex-mulher do miliciano Girão (ex-vereador preso por causa da CPI das milícias do Freixo) teve seu atual companheiro fuzilado em um estacionamento de um restaurante. O tal Girão teve como álibi ter ficado 10 (DEZ!) horas dentro de uma churrascaria, das 14 às 24. Este crime a Polícia Civil do Rio não quer elucidar pois já está mais do que óbvio. Sobre o porteiro é claro que foi forçado a colocar outro número na planilha (talvez até na hora que o Élcio chegou mesmo). Mas aqui é Cabril, minha gente.
    https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2019/03/20/marielle-franco-morte-cristiano-girao-matias-depoimento-rio-de-janeiro-rj.htm

  4. Não é só a Gardênia que é dominada pelas milícias, são todos os bairros de Jacarepaguá.
    Para os moradores das comunidades, as milícias são piores que os traficantes de drogas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *