Revista Veja perde a exclusividade para entrevistar Rosemary, a companheira de viagens de Lula

Carlos Newton

A Veja tinha conquistado a preferência para fazer uma possível entrevista com Rosemary Novoa Noronha, ex-chefe de gabinete da presidência da República em São Paulo e “amiga íntima” do ex-presidente Lula. A revista dos Civita chegou a obter informações privilegiadas sobre detalhes da estratégia de defesa, incluindo a primeira lista de autoridades convocadas para depor em favor dela.

A equipe da Veja recebeu o excelente material, com exclusividade para publicação, mas não se conteve e decidiu extrapolar, abrindo uma escandalosa e extensa reportagem de capa denegrindo Rose, sob o título “Vida de Rainha”, usando o material de defesa apenas como um “box” da matéria.

No afã de “espetacularizar” o assunto, a equipe da Veja foi ao delírio. Usando os “vazamentos” do Palácio do Planalto, a revista divulgou o que seria o enriquecimento ilícito de Rose, dando destaque à notícia de que teria sido apreendido em seu poder o equivalente a 33 mil reais em moeda sul coreana (won), quando, segundo ela, consta do auto de apreensão apenas a quantia de 33 mil won, o que faria toda a diferença, porque se trata de algo equivalente a somente 10 reais.

SEM ENRIQUECIMENTO

Rose garante que todos seus recursos estão declarados e nega enriquecimento ilícito. Tem apenas um apartamento, de valor compatível com a renda familiar. E diz que os cerca de 20 mil dólares apreendidos pela Polícia Federalforam comprados licitamente para uma viagem a Disney que faria com a família em dezembro passado.

Quanto à acusação principal “vazada” pela equipe da presidente Dilma, sobre a hospedagem de Rose e o marido na embaixada em Roma, como se tivessem cometido algum ilícito, ela alega que todas as embaixadas costumam hospedar amigos dos diplomatas, e foi nessa condição que esteve em Roma, a convite do ex-embaixador do Brasil José Viegas, ex-ministro da Defesa de Lula.

Para comprovar essa prática, a defesa de Rosemary vai pedir o levantamento das pessoas que teriam se hospedado em embaixadas brasileiras, e há informações de que a relação dos nomes vai causar muita surpresa, especialmente no que se refere ao atual período de governo de Dilma Rousseff.

Bem, esta é a situação. A Veja perdeu a exclusividade, fazendo com que os principais jornais, revistas e emissoras de televisão estejam travando hoje uma frenética disputa de bastidores, para ver quem entrevistará Rosemary.

Amanhã, voltaremos ao assunto, sob novo
ângulo e sempre com exclusividade total e
absoluta: afinal, o que Lula acha disso tudo?

 

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

2 thoughts on “Revista Veja perde a exclusividade para entrevistar Rosemary, a companheira de viagens de Lula

  1. prendam os dois e os coloque no Forte Lage no meio da Baia da Guanabara com um letreiro luminoso anunciando: Aqui estão presos o Romeu e a Julieta da Corrupção Brasileira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *