Ricardo Teixeira, corrupção, presidência da CBF, redundância ou rotina? Agora, a BBC de Londres massacra o “dono” do futebol brasileiro. Não responde, é intocável, diz, “é apenas inveja”. É uma questão para o CNJ (Conselho Nacional de Justiça).

Helio Fernandes

Juntar essas duas palavras, rigorosamente verdadeiro, mas total perda de tempo. O presidente da CBF já foi acusadíssimo tantas vezes, não aconteceu e não acontecerá nada. Ele nasceu corrupto, só foi aprimorando a experiência, a competência, a suficiência e a ganância do enriquecimento ilícito.

Presidente da CBF desde 1989, não tem limite. Em 1994, quando o Brasil (desculpem, o Romário) ganhou a mais medíocre de todas as Copas, estarreceu o país com um avião lotado de “contrabando” oficial. Teixeira trouxe tudo o que precisava para uma boate que montava nos terrenos do Jóquei Clube.

Foram tantas as imprudências e roubalheiras do presidente da CBF que acabou tendo que responder a uma CPI. Escândalos em cima de escândalos, denúncias provadas e comprovadas, um cidadão comum sairia dali preso. Saiu com 7 acusações de crimes, sonegação de impostos, remessas ilegais, lavagem de dinheiro, tudo “a que tinha direito”.

(Essa é uma questão para o CNJ, Conselho Nacional de Justiça). Nada progrediu. Nenhuma ação andou. As indiciações do Ministério Público, anuladas. Nunca foi ABSOLVIDO. Os processos, inadiavelmente LENTOS, foram EXTINTOS. Com o natural e obrigatório PROTESTO do Ministério Público.

Depois de todas essas acusações mirabolantes, um período de silêncio, quase ostracismo, e a sorte grande da Copa do Mundo de 2014. Ninguém da CBF “conquistou” esse direito. Foi o fato de o Brasil não sediar um Copa depois de 1950, serão 64 anos.

Aí, são bilhões e bilhões despejados nas contas de todos. Ricardo Teixeira recuperou o prestígio, assediado e procurado por governadores de todos os grandes estados.

O prestígio dele junto ao Presidente da República, sem se fala. Lula recebe Ricardo Teixeira a qualquer momento, o presidente da CBF se gaba, que palavra, “tenho o celular do Presidente da República”.

Inesperadamente surgiram acusações mais consistentes, com provas irrefutáveis, de jornais ingleses, e com mais repercussão, da BBC de Londres. O presidente da CBF não responde, “assessores de estrebaria” respingam: “Não há nada a responder, a mídia inglesa quer intimidar os que influem na FIFA, pretendem sediar a Copa de 2018”. (Essa é mais uma questão para o CNJ, Conselho Nacional de Justiça). O Ministério Público investiga.

Enquanto o corrupto acusadíssimo garante que não responde, o presidente da FIFA vem a público, afirma: “A FIFA não vai investigar nada”.  Blatter não defende Teixeira, está investigando tudo, o que NÃO VAI É PUNIR”. As acusações ficarão no freezer, sequestradas par a sucessão do próprio Blatter. Agora em fevereiro, será eleito até 2015. Mas quer outros 4 anos, até 2019. Completará então 21 anos no cargo.

O principal “assessor” da CBF e da Comissão que trata da Copa de 2014, diz: “Ricardo Teixeira não vai responder porque não tem nada a dizer ou a desmentir”. Textual: “Noventa por cento dos processos que vieram da CPI, já foram julgados com o presidente inocentado”. É “MENAS” verdade. (É mais uma questão para ser investigada pelo CNJ, Conselho Nacional de Justiça).

O advogado, caríssimo, fica apelando, “ganhando tempo”, impedindo Teixeira de ser julgado e condenado, ou então “absolvido”, como acontece muito no Brasil. Vejamos, a distração do assessor. (Essa é mais uma questão para ser investigada pelo CNJ, Conselho Nacional de Justiça).

Isso sem falar dos casos da SANUD, os que vieram de mais longe da agora FALIDA ISL. Que insistência na redundância, CORROMPENDO o CORRUPTO presidente da CBF, e “dono” da Copa do Mundo de 2014. Consequência da CPI, na qual foi massacrado por mais de 10 horas diante da televisão. Não respondia a nada, mas exibia subserviência e humildade impressionantes diante das perguntas dos deputados (A CPI foi da Câmara).

Foi denunciado em maio de 2008, pelo Ministério Público, por crime de “lavagem de dinheiro”. O juiz acatou a denúncia. Esse processo corre na 6ª. Vara Federal (Criminal) do Rio. Havia audiência marcada para o dia 26 de novembro.

Ricardo Teixeira teria que comparecer, estava INTIMADO regularmente. Na quarta-feira (dia 24, 48 horas antes) seu advogado entrou com recurso no Tribunal Federal da 2ª Região, pedindo a SUSPENSÃO DA AUDIÊNCIA. Conseguiu, lógico. (É mais uma questão para ser investigada pelo CNJ, Conselho Nacional de Justiça).

A ação está parada à espera do julgamento de um habeas corpus, marcado para o dia 7 deste dezembro (amanhã). O que pede esse habeas corpus? Simplesmente o trancamento (arquivamento) do processo. Alegação do réu, através do seu advogado: “A denúncia é inepta e não tem JUSTA CAUSA”. (Essa é mais uma questão para ser investigada pelo CNJ, Conselho Nacional de Justiça).

Numa coisa o “assessor de estrebaria” não está usando de “MENAS” verdade, apenas fantasia e troca as palavras: ELE NÃO FOI INOCENTADO EM NADA. APENAS TRANCOU PROCESSOS QUE IRIA PERDER. Ah! Rui Barbosa, pra que escrevestes tanto sobre a J-U-S-T-I-Ç-A?

Ainda baseado em conclusões da CPI, o Ministério Público denunciou Ricardo Teixeira por muitos e muitos “crimes financeiros”. Textual da CPI, que o Ministério Público aproveitou inteiramente, numa das denúncias: “Dinheiro de Ricardo Teixeira seria oriundo de paraíso fiscal, e era de propriedade desconhecida”.

Como pode ser I-N-O-C-E-N-T-A-D-O? Não julgado, é bem possível. (Essa é mais uma questão para ser investigada pelo CNJ, Conselho Nacional de Justiça).

Portanto, Blatter, que não é trouxa, de simples burocrata passou a presidente da FIFA, tem muito o que guardar para usar contra Ricardo Teixeira, se for preciso.

Basta este dado sobre a esperteza de Blatter. A eleição para presidente era nos anos pares, junto com a Copa do Mundo. Tumultuada, todo mundo que tinha prestígio esportivo, estava onde se realizaria a Copa. Blatter então passou a eleição para os anos impares. No início, ganhou mais um ano, agora tem os mesmos quatro anos, mas é eleito e reeleito, quase sem ninguém saber. Em janeiro ou fevereiro (só ele sabe direito)de 2011, claro, ganha mandato até 2015, mas quer mais, depende da longevidade.

Em 2015, Teixeira estará com 67 anos, em 2019 com 71, é o malabarista da longevidade. Se em algum momento o presidente da CBF se atravessar no caminho de Blatter, este terá mais elementos para reagir. E não apenas na sucessão da FIFA, mas também nos bilhões e bilhões da construção dos estádios.

***

PS – Desculpem, muitos reclamam quando trato de esportes. Duas explicações. 1 – O esporte tem repercussão internacional, o futebol é a grande paixão do mundo. 2 – O prestígio do Brasil, que o “teixeirismo” carrega pelo lixo e pela lama.

PS2 – A CBF faz uma sede nova, poderia ser no Complexo do Alemão, aqueles imensos territórios agora esvaziados. Estão mesmo?

PS3 – Ia me esquecendo: mais gordo do que suas contas bancárias, Teixeira não sobe morro. Poderia construir um teleférico EXCLUSIVO, da sua casa na Barra, direto para a sede nova da CBF, no Alemão. Levaria indiretamente progresso a toda essa região. Antes de 2014.

PS4 – Seria facílimo, quem faz aquelas obras é o secretário e vice de cabralzinho, o Pezão. Por favor não confundir com o Pezão traficante.

PS5 – Para não esquecer: os ingleses perderam 2018 e 2022. Só em 2026, Blatter e Teixeira ainda estarão dominando, perdão, CORROMPENDO, a FIFA.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *