Ricardo Teixeira jogou milhões na eleição do Clube dos 13, perdeu, foi para a televisão, despudorado como sempre, ameaçou: “A Copa de 2014 no Brasil, corre perigo”

O famoso “Clube dos 13”, tentativa de livrar o futebol brasileiro das garras da CBF (Ricardo Teixeira) e das algemas da TV Globo, teve anteontem sua primeira eleição verdadeira.

Nessa disputa, irmanados, desculpem, o presidente Teixeira, indiciado por 7 crimes financeiros, achincalhado pela CPI, amedrontado, tentou retomar o Poder e o Poderio. (Dizem que não existem mais as sete INDICIAÇÕES. Não consegui apurar, mas nada surpreendente).

Todos os 20 clubes foram seduzidos pelo dinheiro sujo de Ricardo Teixeira, que domina e controla a paixão nacional que é o futebol. O presidente da CBF escolheu o candidato ideal, Kleber Leite, que como repórter tinha mais paixão por vestiário do que por futebol.

Manipulou e mobilizou os recursos fartos da própria CBF e teve á disposição os adiantamentos da TV Globo. Alguns resistiram, outros, não por covardia e sim por necessidade, tiveram que votar com Ricardo Teixeira ou Kleber Leite, a mesma confusão onomatopéica que se forma entre CBF e TV Globo.

Nesse episódio, lancinante a entrevista de Mauricio Assunção, presidente do Botafogo. Não simpatizo com esse tipo de rendição, mas compreendo, revoltado (e não com o presidente do Botafogo), que não é possível presidir um clube sem dinheiro. Se entregou, isso me desagrada, mas quando se trata de um “berlusconi” como Teixeira, a entrega tem que ser total,

(Tratando do assunto, curiosidade que surge da memória. Em 1990, a TV Globo resolveu se lançar no plano internacional, criou a TV Monte Carlo, que já começou com sucesso e provocando represálias. Eu estava lá, vi a repercussão que a TV Monte Carlo ia conquistando).

(Isso provocou o desespero da máfia “berlusconi”, que ameaçou e intimidou o representante do grupo Roberto Marinho, o filho Roberto Irineu. Podiam ter lutado, resistido, fincado o pé no terreno já plantado, o filão, riquíssimo. Mas como só gostam de lutar no subterrâneo (tipo Proconsult, 1982, e o debate Lula-Collor, 1989), bateram em retirada, morrendo de medo do “berlusconi”. Que naquela época era apenas mafioso. Agora é mafioso, sensacionalista-sexualista, chefe do governo).

Derrotado, e já tendo “adiantado” algum dinheiro para os mais necessitados, Ricardo “berlusconi” tinha que se vingar. Então, baseado no atraso de algumas obras, foi para a televisão, e disse textualmente: “Como está tudo ainda por fazer, e muitos estádios-sede nem começaram as obras, nessas cidades não haverá jogo”. O alvo da ameaça de Teixeira é o Morumbi, já que não tem cacife para tirar jogos do Maracanã. Apesar da subserviência e da covardia congênita e adquirida, de cabralzinho e eduardinho.

Mas esse “berlusconi” caboclo não podia ficar apenas na ameaça de superfície. Mergulhou mais fundo, e atacou em profundidade a REALIZAÇÃO DA COPA DE 2014 NO BRASIL. Textual; “Por enquanto é só preocupação. Mas se o SINAL FICAR AMARELO, é o próprio Brasil que corre perigo, a Fifa pode mudar a Copa para outro país”.

***

PS – Pura intimidação, mas vazia. Em todas as oportunidade, Teixeira finge claramente que a Copa de 2014 só veio para o Brasil por causa dele. Além de tudo que se sabe, também é mentiroso.

PS2 – A Copa veio para o Brasil por “decorrência de prazo”. Tendo realizado a Copa de 1950, vamos sediar outra, 64 anos depois. Entre as potências do futebol, nenhuma ficou tanto tempo. E o Brasil é a maior de todas. Não só pela repercussão, mas também pelos títulos conquistados.

PS3 – A Itália foi sede em 1934 (quem se lembra?). Apenas 8 países convidados, 10 ou 12 dias de jogos, repetiu em 1990, 52 anos depois. A Alemanha em 1974 e 2006, apenas 32 anos. A Inglaterra só uma vez em 1966 para ganhar o título com 1 gol ilegalíssimo na final contra a Alemanha.

PS4 – A Fifa jamais mudou a sede de uma Copa. Em 1986, a vez era da Colômbia, desistiu. Como a escolha se dá 6 anos anos, em 1980, Havelange foi conversar com o “presidente” Figueiredo. Amigos de infância, nascidos nas Laranjeiras, Figueiredo ficou irredutível, a Copa foi para o México, que está sempre preparado.

PS5 – Haja o que houver, a Copa de 2014 será no Brasil, mesmo que Ricardo “berlusconi” continue em liberdade.

Amanhã

Qual a diferença entre ASILADOS, exilados, FUGITIVOS, turistas, GUERRILHEIROS? O tumulto vernacular e a interpretação de má fé. Por que esqueceram Jango, presidente deposto?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *