Roberto Campos Neto faz o que pode, mas a dívida pública virou uma bomba-relógio

Resultado de imagem para divida bomba relogio

Ilustração reproduzida do Arquivo Google

Carlos Newton

É preciso reconhecer o esforço do economista Roberto Campos Neto à frente do Banco Central, para tentar manter sob controle a dívida pública. Já baixou os juros para 4,25% ao ano. Como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), que mede a inflação oficial, está em 4,19%, isso significa que estamos perto dos juros negativos, que levam ao desespero os rentistas, já acostumados ao lucro sem risco, gerado pelo capital imobilizado, que nada produz, não gera empregos e aumenta a desigualdade social.

Os rentistas fugiram para a Bolsa de Valores, mas o sonho acabou, porque no mercado de capitais tudo tem limite e as ações não podem ter valor maior do que o patrimônio da empresa.

INFLANDO O DÓLAR – O fato concreto é que os rentistas, quando descobriram que a Bolsa bateu no teto e agora vai ficar naquele sobe-e-desce normal, começaram a se mudar para o dólar.

Com isso, os exportadores rurais da filial Brazil estão em festa. porque poderão oferecer aos compradores preços mais favoráveis, que vão levar à loucura os concorrentes da nossa matriz USA, obrigando mister Trump  a subsidiar ainda mais a produção agrícola norte-americana neste ano eleitoral.

É possível imaginar o que Trump vai dizer a seu grande amigo Bolsonaro sobre a queda da cotação do real, ms logo isso vai parar, porque o mercado de câmbio também tem limite gravitacional, como se fosse uma Lei de Newton transposta para o mercado financeiro.

A DÍVIDA DISPARA – Enquanto isso, a dívida pública federal fechou o ano passado em R$ 4,24 trilhões, uma alta de 9,5% em relação a 2018, no maior patamar da série histórica, iniciada em 2004. Como se sabe, o governo emite dívida para financiar despesas que não cabem no Orçamento. O sonho de Guedes e de seus antecessores era pagar os juros dessa dívida com o chamado superávit primário. Porém, desde 2014 o governo gasta mais do que arrecada. E a dívida virou uma bomba-relógio.

Em 2019, a dívida interna cresceu R$ 355 bilhões e a externa, resultado da emissão de bônus soberanos no mercado internacional e de contratos firmados no passado, aumentou outros R$ 17,48 bilhões.

NÃO HÁ PLANOS – Esses dados fazem parte do Plano Anual de Financiamento. A previsão da equipe econômica é que a dívida em 2020 fique entre R$ 4,5 trilhões e R$ 4,7 trilhões. A ideia da equipe econômica é aumentar as emissões de títulos corrigidos pela taxa flutuante em relação ao ano anterior. Ou seja, Guedes não tem plano para controlar a dívida. Além disso, o ministro também não apresentou nenhum plano para reduzir os gastos públicos e eliminar os privilégios da nomenclatura estatal.

“O desafio fiscal atual envolve, sobretudo, o controle dos gastos públicos, de forma que as contas públicas voltem a gerar superávits primários e assegurem uma trajetória sustentável para o endividamento”, diz o próprio relatório do Banco Central.

AS OPÇÕES DO BC – No âmbito do Banco Central, o presidente Roberto Campos Neto só tem duas cartas na manga. A primeira é eliminar a estranhíssima remuneração diária da sobra de caixa dos bancos. Essa prática é herança do tempo de descontrole inflacionário, quando havia o chamado “overnight”. Esse benefício aos banqueiros tem de acabar, não há duvida,

A segunda opção de Roberto Campos Neto é cessar os contratos que o BC faz em sigilo com clientes privilegiados (entre os quais os bancos, para variar) com objetivo de segurar a variação do dólar, e essa prática vem causando gigantescos prejuízos ao país, pagos às custas da dívida pública.

Como disse o almirante Francisco Barroso, espera-se que cada um cumpra seu dever. Ou seja, que Guedes reduza a máquina estatal e elimine os privilégios da nomenclatura, e que Campos Neto acabe como esse desperdício de recursos públicos no Banco Central, se for autorizado por Guedes e Bolsonaro, é claro.

###
P.S. –
Entre Paulo Guedes e Roberto Campos Neto, com toda certeza, prefiro confiar no presidente do Banco Central. Posso estar enganado, mas acho que nada vai mudar. Só acredito em mudanças quando o governo implantar um verdadeiro um plano de carreiras no serviço público, sem penduricalhos nem regalias, e quando os banqueiros forem proibidos de cobrar juros de agiotagem nos cartões de crédito. (C.N.)

16 thoughts on “Roberto Campos Neto faz o que pode, mas a dívida pública virou uma bomba-relógio

  1. Só mesmo o sujeito sendo muto louco e irresponsável vai investir neste país governado por milicianos ,laranjas e pentecostais.
    Os investidores estrangeiros estão comprando dolares e
    retirando seu dinheiro do Brasil .
    Por isto o dólar aumenta todos os dias e vai continuar aumentando.
    Quem tiver juizo deve retirar o dinheiro que tem na bolsa de valores enquanto ainda pode , e investir em ouro ,porque a bolha vai estourar a qualquer momento.
    Vejam o fracasso que foi o leilão pre sal, ninguém quis participar.Só a própria petrobrás participou.
    Foi uma vergonha internacional.
    Hoje , tudo que o Brasil arrecada com impostos serve apenas para garantir os privilégios e mordomias dos militares e servidores publicos.
    Por isto o Brasil não cresce , nunca sobra nada para investir no desenvolvimento do país.

  2. Faltou dizer que o governo gasta mais do que arrecada desde 2014 pois o deus_supremo_aiatolá_laico lula torrou o dinheiro do país desde 2009 para eleger a dilma. Distribuiu dinheiro grosso para os “campeões” nacionais e amiguinhos, abriu o cofre sem lastro para os políticos tapinha_nas_costas e lançou as migalhas para o povão, ignorando investimentos em formação técnica e infraestrutura.
    Por isso dilma foi impeachada pois a fonte secou tanto para os amigos como para o povo.
    Agora é tentar recuperar a década perdida pelo PT e aliados. Favor dar nome e sobrenome ao responsável.

  3. Está chegando a hora D a onça beber água. Pode-se enganar muitos durante muito tempo, mas impossível enganar a todos o tempo todo. Se ficar o Bicho come, se correr o Bicho pega. Guerra da secessão, ou secessão sem guerra ? Eis a questão. Se quer continuar sendo cópia da matriz tem que passar pelo mesmo aprendizado histórico. Será que existe outra maneira mais inteligente, mais transparente e mais eficaz do que cada região cuidar da sua arrecadação e controle das finanças, caminhar com as próprias pernas, à moda unidos porém independentes, organizando-se conforme as suas peculiaridades, remetendo para o poder central, reduzido ao mínimo possível, ocupado por apenas um prédio em Brasil, apenas um percentual, à moda Igrejas e Vaticano ?

  4. “O sonho de Guedes e de seus antecessores era pagar os juros dessa dívida com o chamado superávit primário. Porém, desde 2014 o governo gasta mais do que arrecada. E a dívida virou uma bomba-relógio.”

    O sonho de Guedes pagar a dívida com privatizações, mas isso depende de autorização do congresso, da mesma forma as reformas para reduzir o custa da Nomenklatura.

  5. A Dívida Pública Federal de R$ 4.240 Bi / 2020 para um PIB de R$ 7.300 Bi/2019 é um grande problema, mas apesar de não se pagar 1 centavo de Juros desde 2014 o que a inflou muito, ela está agora desacelerando seu crescimento e está ficando sob controle.

    O problema é que a Dívida Pública Federal tem um Perfil muito curto, +- 5 Anos, e o Banco Central deveria ir pensando em Reperfilar para pelo menos 10 Anos o que daria um alívio de +-50% co Custo Anual de Carregamento.

    É grave, mas a nosso ver não é mais nosso maior problema. Nosso maior problema é reativar fortemente nossa Economia, diminuir sensivelmente o DESEMPREGO.

    O Governo precisa fazer muito mais para ativar nossa maior Indústria que é a Construção Civil que já produziu +-800.000 Unidades/Ano ( Aps, Casas, Lojas, Galpões….) e hoje depois de pequena recuperação está em +- 500..000 Unidades/Ano. Agora que os Juros baixaram deve injetar mais CRÉDITO no setor, especialmente no estratégico CASAS POPULARES. Precisávamos ter Meta próxima de 1.000.000 Unid/Ano. É possível, basta gerar CRÉDITO.

    Depois ativar nossa 2ª maior Indústria que é a Automotiva, que já produziu +- 4.000.000 Automóveis/Ano e hoje ainda está em +- 3.000.000 Automóveis/Ano. Precisamos uma Meta de +- 5.000.000 Automóveis/Ano com grande aumento de Exportação, agora que o Câmbio também começa a ajudar. Novamente geração de CRÉDITO pelo BC.

    Mesma coisa no estratégico setor de Serviços que respondem por +- 65% do PIB ( Comércio, Transportes, Bancos, Seguros, Turismo, etc,etc).
    Com crescimento e DESENVOLVIMENTO Econômico tudo começa a ir para os eixos.

    Um Governo não pode criar RIQUEZA, mas pode e deve criar CRÉDITO, e é isso que devemos fazer para Investir em PRODUÇÃO ÚTIL.
    E se de um jeito ou de outro o Gov. BOLSONARO/MOURÃO não fizerem isso o Poder voltará para as mãos do PT-Base Aliada
    na próxima Eleição Presidencial.

    O Governo em 2020 já gerou R$ 1,350 Bi de Reservas Livres para o Sistema Bancário. Deveria gerar muito mais. Não há perigo de Inflação enquanto tivermos Capacidade Produtiva OCIOSA ( +- 40%), e um imenso Exército de Reserva de Trabalhadores Ociosos ( +- 14 Milhões).

    O Brasil ainda é uma Economia SUD-DESENVOLVIDA o que implica imensa quantidade de RIQUEZAS POTENCIAIS para desenvolver. Precisamos desenvolvê-las, quanto mais cedo melhor.
    O crescimento Econômico é a Chave de tudo para o Brasil.

  6. Quando um rentista aplica em um fundo, o banco coloca o dinheiro no cofre e diz “aqui ninguem mexe”…ou o dinheiro é emprestado para comércio, industria e o próprio governo, e então gera lucros e empregos……O rentista não cria empresas nem empregos, mas acho que o dinheiro dele cria…ou não????? ET..não sou rentista, queria ser….

  7. Vejam o fracasso que foi o leilão pre sal, ninguém quis participar.Só a própria petrobrás participou.
    Foi uma vergonha internacional.

    Petista, infelizmente alguém, da esquerda, dá crédito ao que você escreve.
    “Quem tem telhado de vidro não atira pedras ao do vizinho”
    Assim sendo, você não deveria criticar erros de outros governos, pois, o seu governo petista se superou em falcatruas e erros de governança.
    No governo Dilma também houve um Leilão do pré-sal.
    Então leia essa matéria da época a respeito do Leilão: As mentiras oficiais no leilão bem-sucedido para a exploração de petróleo

  8. As grandes Petroleiras mundiais tipo Exxon Mobil, Shell, Chevron, BP, BG, Total, etc, não fizeram propostas por Campos de petróleo do Pré-Sal Brasileiro porque não tem TECNOLOGIA para explorá-los.

    Só a Petrobras SA e a excelente Engenharia Brasileira criaram TECNOLOGIA para extrair petróleo/gás com lâmina de água de 2.200m, camada de sal de 2.000m e profundidade total dos poços de 6.500m, com perfuração transversal no fundo do poço, etc.etc, tudo isso a um Custo Total viável, hoje ao redor de US$ 24/Barril com viés de baixa.
    Glória a Engenharia Nacional que equacionou esse gigantesco problema e assim nos deram AUTOSUFICIÊNCIA em petróleo e excedente para Exportação de atuais +- 500.000/Barris/Dia com crescimento breve até Exportações de +- 2.000.000 Barris/Dia até o final da Década.

    Então a Engenharia Americana/Inglesa/etc não teria capacidade de resolver esse grande problema, eles que já mandaram o Homem a Lua na Década de 60′. Claro que teriam, mas teriam que gastar muito Dinheiro/Tempo.
    Por isso para eles é muito mais interessante se associar a Petrobras SA na exploração do Pré-Sal.
    Vejam como é importante a TECNOLOGIA.
    Por isso a Petrobras SA tem “a faca e o queijo na mão” para a exploração do Pré-Sal.

    E quem resolveu um difícil problema como o Pré-Sal, pode resolver muito mais e criar uma Economia DESENVOLVIDA e RICA que dê Alto Padrão de Vida para o POVO BRASILEIRO.
    Temos CÉREBRO para fazer isso, é só acreditar mais no HOMEM BRASILEIRO e criar as condições para isso, porque GENTE CAPAZ, TEMOS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *