Roberto Jefferson é preso pela PF por insistir em fazer ataques às instituições democráticas

Foto: Divulgação

Jefferson é preso mais uma vez, por determinação de Moraes

Aguirre Talento e Jan Niklas
O Globo

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes determinou a prisão preventiva do ex-deputado e presidente nacional do PTB Roberto Jefferson, aliado do presidente Jair Bolsonaro, e o cumprimento de busca e apreensão contra ele por suposta participação em uma organização criminosa digital montada para ataques à democracia.

A PF cumpriu a prisão por volta das 9h desta sexta-feira, em sua residência no município de Levy Gasparian, no interior do Rio de Janeiro.

ATOS ANTIDEMOCRÁTICOS – O pedido de prisão partiu da Polícia Federal, que detectou a atuação de Jefferson em uma espécie de milícia digital que tem feito ataques aos ministros do Supremo e às instituições. A PF listou diversos vídeos e publicações dele em redes sociais com esses ataques, que fundamentaram o pedido de prisão.

A investigação faz parte do novo inquérito aberto por ordem de Moraes após o arquivamento do inquérito dos atos antidemocráticos, para apurar uma organização criminosa digital.

A PF cumpre os mandados na manhã desta sexta-feira, mas não localizou Roberto Jefferson no endereço que constava na investigação. Em seu Twitter, o ex-deputado afirmou que a PF estava na casa de sua ex-mulher. “Vamos ver de onde parte essa canalhice”, afirmou na rede social.

PERSEGUIÇÃO POLÍTICA – Ao GLOBO, a filha de Jefferson e ex-deputada federal, Cristiane Brasil (PTB-RJ), afirmou que a família é vítima de “perseguição” e criticou a operação realizada na casa de sua mãe.

— Mais uma vez a PF tirou minha mãe da cama, às 6h da manhã, que tem 70 anos, dificuldade de locomoção, batendo na casa errada! Ela e meu pai já estão separados há 20 anos! Somos perseguidos políticos. E meu pai, pelo que sei, não está bem de saúde. Daqui a pouco o Alexandre vai mandar prender os filhos também? — disse Cristiane que já foi presa por supostos desvios em contratos de assistência social no município no Rio.

O ex-deputado, que já foi preso anteriormente por sua condenação no mensalão, hoje é aliado do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e tem veiculado com frequência vídeos com ataques aos ministros do Supremo.

Jefferson faz constantes ofensas ao Supremo

AMEAÇA ÀS ELEIÇÕES – Em um desses vídeos mais recentes, Jefferson ameaça a não realização de eleições no próximo ano caso não seja aprovado o voto impresso, que foi derrotado na Câmara dos Deputados.

— Se não houver voto impresso e contagem pública de votos, não haverá eleição ano que vem — disse.

O inquérito sobre organização criminosa digital contra a democracia apura a articulação entre grupos bolsonaristas nas redes sociais com o objetivo de fazer ataques contra a credibilidade das instituições e até mesmo ameaças às instituições democráticas.

Essa articulação foi detectada pela PF dentro do inquérito dos atos antidemocráticos. Após a Procuradoria-Geral da República (PGR) ter pedido arquivamento desse inquérito, Moraes acolheu o arquivamento mas determinou a abertura de uma nova apuração, apontando a existência de indícios da participação de políticos com foro privilegiado nessa organização criminosa.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
–  Roberto Jefferson integra ‘núcleo político para desestabilizar instituições republicanas’, disse Moraes na decisão de prisão. Antes de operação da PF, Roberto Jefferson sugeriu que protestos transformariam ministros do STF em ‘urubu com chicória’. (C.N.)

20 thoughts on “Roberto Jefferson é preso pela PF por insistir em fazer ataques às instituições democráticas

  1. Compreendo perfeitamente que Fidel Castro tenha se rebelado contra o regime de Fulgêncio Batista. Não compreendo que ele tenha se tornado um ditador.
    Não compreendo também que um idoso ultrapassado se meta a Rambo para derrubar qualquer regime.

  2. As ilegalidades do STF continuam explodindo pra todo lado, sob o aplauso entusiasmado da mídia em geral. Alguém poderia me mostrar qual o artigo de que lei a prisão do RF está baseada?
    Quando o monstro se voltar contra vcs, não me venham com chororô e “aí meus direitos”.

    • Os urubus togados ditadores prendem um deputado federal com imunidade parlamentar, prendem jornalista contra a liberdade de imprensa, deixando-o possivelmente paraplégico, perseguem e cancela a mídia alternativa e conservadora e agora prendem um presidente de partido indo contra a liberdade de expressão. Quem será o próximo? Isso é ou não é uma ditadura? Enquanto isso, o embaixador da China celebra e ri. Mas ele se esquece quem ri por último ri melhor.

  3. E a ditadura da mídia mercenária, que impede a liberdade de expressão do conjunto da população, não é tb um atentado contra a democracia ? O jogo da mídia mercenária, ao que parece, é tirar o Bolsonaro do páreo e colocar no seu lugar um demotucano, de preferência, nem que SP vá bancarrota para pagar a conta.

  4. A velheci não vem só…

    Senhor Roberto Jefferson,pro ser formado em DIREITO, sua carteira da OAB está atualizada, não sabemos.
    Mas,o Bob,passou dos limites da razoabilidade…

    É um otário,a turma do Bolsonaro quer abocanhar a sigla PTB,ele BOB, não encherga isso.

    Ciro Nogueira,fez mal pro seus neurônios.

  5. DECLARAÇÃO COMPLETA DA PGR
    https://terrabrasilnoticias.com/2021/08/aras-contradiz-moraes-e-afirma-que-pgr-se-manifestou-contra-a-prisao-de-roberto-jefferson-no-tempo-oportuno/

    “A respeito de afirmações divulgadas em reportagens de que a Procuradoria-Geral da República (PGR) deixou de se manifestar sobre o pedido de prisão preventiva do ex-deputado Roberto Jefferson, o procurador-geral da República, Augusto Aras, esclarece:

    – Ao contrário do que apontam essas matérias, houve, sim manifestação da PGR, no tempo oportuno, como ocorre em todos os procedimentos submetidos à unidade.

    -Em respeito ao sigilo legal, não serão disponibilizados detalhes do parecer, que foi contrário à medida cautelar, a qual atinge pessoa sem prerrogativa de foro junto aos tribunais superiores. O entendimento da PGR é que a prisão representaria uma censura prévia à liberdade de expressão, o que é vedado pela Constituição Federal.

    -A PGR não contribuirá para ampliar o clima de polarização que, atualmente, atinge o país, independentemente de onde partam e de quem gere os fatos ou narrativas que alimentam os conflitos.

    – O trabalho do PGR e de todos os Subprocuradores-Gerais da República (SPGRs) que atuem a partir de delegação estabelecida na Lei Complementar 75/1993 – seguirá nos termos da Constituição Federal, das leis e da jurisprudência consolidada no STF, todos garantidos pela independência funcional.

    -As diretrizes acima mencionadas serão observadas na análise dos procedimentos referentes a posicionamento do presidente da República sobre o funcionamento das urnas eletrônicas: haverá manifestação no tempo oportuno, no foro próprio e conforme a lei aplicável às eventuais condutas ilícitas sob apreciação do Ministério Público”.

  6. O respeito as leis deve ser obrigação de todos os cidadãos .

    Dito isto ……

    Inclusive os togados do STF muito mais do que as outras instancias devem observar e aplicar a lei sem olhar CPFs , pois o supremo é a última instancia dentro do estado de direito a qual o cidadão pode recorrer para mudar uma decisão arbitrária.

    Quando membro do stf age a margem da lei e quem pode julga-los estão prevaricando …

    Só resta uma alternativa …..Chamar o chapolim colorado !!

  7. Assusta de verdade o que vem ocorrendo em nossa terra no universo das garantias constitucionais:
    O STF é um tormentoso DIRECTORIUM INQUISITORUM, por lá deambula numa
    anipnia e seus resultados espectrais o GRANDE INQUISIDOR, o TORQUEMADA que manda encarcerar toda a gente que não reza pelo seu catecismo ideológico .
    Basta escrever isso aí.
    Obrigado pela atenção.

  8. Acreditem se quiser, a deputada bolsonarista Alana Passos, nas redes manifestou-se assim: Jefferson foi preso por falar de Deus e manifestar opiniões diferentes.
    Eu, que não consigo ter sangue de barata, não aguentei e fiz o seguinte comentário no Antagonista “Tenho certeza que esta deputada após ser infestada pelo Bolsovirus e ter seus neurónios destruídos, foi acometida de violenta prisão de ventre e…a boca foi a única saída”
    É grosseiro? É, mas não consigo suportar agressões à inteligência e sensibilidade alheias, nossos ouvidos não são latrinas.

    • Roberto Jeferson somente tem a coragem para expressar o que grande parcela da população brasileira também pensa, ou alguém acha normal que o STF queira usurpar a competência do poder executivo e legislativo diuturnamente. A anulação do processo envolvendo o maior ladrão da história desse país demonstra claramente que o STF está em rota de colisão com os anseios das pessoas de bem e honestas que ainda habitam essa república.

  9. O professor da USP Gustavo Badaró, por sua vez, considera que a atuação da PGR seria indispensável para a legalidade da prisão. Ele ressalta que o artigo 282 do Código de Processo Penal estabelece que, na fase de investigação, o juiz não pode decretar a prisão de ofício, ou seja, sem um requerimento prévio.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *