Roberto Jefferson processado por ofensas homofóbicas ao governador Eduardo Leite

Roberto Jefferson

Roberto Jefferson é uma erva daninha na política nacional

Daniel Scola
Rádio Gaúcha/ZH

O presidente do PTB nacional, ex-deputado federal Roberto Jefferson, foi denunciado pelo Ministério Público gaúcho por ofensas proferidas contra o governador Eduardo Leite em entrevista à Rádio Bandeirantes de Porto Alegre. Os promotores decidiram mover duas ações: uma na esfera criminal, por injúria e preconceito, e outra na cível, por dano moral à comunidade LGBT+. 

Esta última iniciativa é um movimento inédito do MP, pois os promotores entenderam que as ofensas do ex-deputado — condenado no Mensalão — têm alcance coletivo. Em 20 de março, o próprio governador foi ao órgão representar contra Jefferson por injúria e homofobia. 

OFENSAS E BAIXARIAS – A entrevista ocorreu no dia 12 de março, oportunidade em que o presidente do PTB criticou o modelo de distanciamento controlado e proferiu ofensas com conteúdo homofóbico contra Leite.

Na mesma semana, Jefferson enviou áudios pelo WhatsApp para integrantes do PTB gaúcho ofendendo o vice governador, Ranolfo Vieira Jr, membro do partido.

Nas manifestações, Jefferson ainda atacou Leite por, supostamente, usar de forma indevida recursos enviados pelo governo federal ao Estado. O governo nega qualquer irregularidade e, ao Ministério Público, explicou a destinação dos recursos.

DIZ O GOVERNADOR – Eduardo Leite, ao fazer a representação, justificou: “Vim ao MP para oferecer uma representação contra Roberto Jefferson por injúria, por homofobia, por agressão, que não é exclusivamente a mim, pessoalmente, mas a toda a sociedade, ao povo gaúcho e ao povo brasileiro. Manifestações que geram confronto, que geram discórdia, que são indignas e que não podem ser toleradas”.

A ação civil pública pede indenização de R$ 500 mil a ser destinada ao Fundo de Recuperação de Bens Lesados.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
A reportagem foi enviada por Antonio Fallavena, sempre atento aos fatos. Mostra que Roberto Jefferson continua a ser uma erva daninha na política. Além de semear a corrupção em grande escala, é um cultivador de preconceitos e recalques. Que se faça justiça, é o que esperamos. (C.N.)

24 thoughts on “Roberto Jefferson processado por ofensas homofóbicas ao governador Eduardo Leite

  1. O inventor do mensalão!
    Sem nominar um projeto sequer que motivaria a compra de votos de partidos fora do PT.
    Sem nominar nenhum parlamentar que teria recebido a grana! Mesmo assim recebeu homenagens de parlamentar íntegro! Conseguiu ludibriar muitos. E ainda por cima consegui unir muitas forças contra o PT. Mas no final a eleita foi Dilma e não Aécio, que até hoje continua um santo!

  2. Maria g carvalho

    A politica brasileira nunca chegou a este nível, nesta RÉ PÚBLICA de ” juiz Celso de Melo” Sempre esteve. Veja o discurso ABC DA MONARQUIA DE RUI BARBOSA, no Google

  3. Papai do Céu é lembrado por nós, as aves do mundo inteiro, que Ele nos deu asas para que pudéssemos voar.
    E servir-LHE de testemunha de como o homem se comporta.
    Através do nosso bater de asas, Deus sabe o recado que estamos LHE transmitindo. Por isso que vocês, humanos, têm nos observado que nossas asas batem freneticamente, querendo dizer que a humanidade vai de mal a pior.
    Um dos maiores defeitos que vocês possuem e o cultivam, trata-se da inveja. Basta não gostarem de alguém porque ele é reconhecido pelo que diz, pelo que faz, pelas suas atitudes, e já está na alça de mira dos invejosos para ser abatido.
    Tenho lido comentários que se eu digo ao Todo-Poderoso o quanto de maldade e de más intenções eles são escritos, acredito que ELE não me daria crédito.

    Vocês estão demais, humanos, cada vez piores.

  4. Jeferson é a cara de Bolsonaro, ou vice versa. Tanto faz.

    Não sabem o que é política, apenas se aproveitam das benessias que a vida pública oferece às custas do dinheiro suado do povo brasileiro.

    Vivem à deriva, e não são dignos de serem filhos da pátria brasileira.

  5. Uma vez engoli um corvo. Levei muito tempo para digeri-lo.
    Carne ruim, dura, muitas penas e um bico difícil de ser diluído.
    Se o corvo pode escrever, mesmo eu não tendo braços posso conseguir. Uso a minha língua como caneta.
    E esta ave agourenta tem razão.
    Se ela observa o homem de cima, só eu sei o que esta espécie faz aqui embaixo.
    Ou vocês tomam jeito ou vão se arrepender com muito choro e ranger de dentes em seguida.

    • Che, mesmo que o governador seja como estão falando, que é homossexual, o RS demonstra o quanto tentam nos desprezar alegando que somos preconceituosos.

      Pelo contrário.
      Abaixo, fiz uma pequena relação dos fatos históricos que lideramos, que fomos seus iniciantes, e que nos colocam na galeria muito especial de respeito às diferenças sociais, políticas, religiosas e, agora, de gênero.

      Como diz a letra da maravilhosa canção gaúcha, composta por João Luiz Corrêa, interpretada pelo genial Leonardo:
      “É o meu Rio Grande do Sul
      Céu, Sol, sul, terra e cor
      Onde tudo (que se planta cresce)
      O que mais floresce é o amor”

      https://www.youtube.com/watch?v=urxh-MzcG44&ab_channel=AsMelhoresCan%C3%A7%C3%B5esGa%C3%BAchas

  6. Che, mas o meu Rio Grande sempre fazendo história!

    Tivemos o primeiro presidente da Assembleia do RS negro;
    tivemos o primeiro governador brasileiro negro;
    tivemos a primeira Miss Brasil negra;
    tivemos a primeira Miss Universo;
    tivemos a última Miss Universo;
    tivemos a primeira atleta com medalha de ouro numa Olimpíada, negra;
    tivemos o primeiro e único almirante negro;
    tivemos o primeiro brasileiro que presidiu a ONU, na solene e célebre decretação do Estado de Israel;
    tivemos a mais longa das revoluções nacionais, a Guerra dos Farrapos, com quase dez anos de duração;
    tivemos o primeiro ditador brasileiro, Vargas;
    tivemos o primeiro ditador que depois foi eleito pelo povo democraticamente, Vargas;
    tivemos o primeiro episódio da História, quando o RS se levantou contra o Brasil, quanto à posse de Jango, após a renúncia de Jânio;
    temos o único campeão brasileiro INVICTO, o Internacional;
    temos a maior praia do mundo, a Praia do Casino;
    tivemos a primeira montadora de carros esportivos no Brasil, antes de Gurgel, os ícones Miúra;
    Pois, agora, temos o primeiro governador – QUE DIZEM AS MÁS LÍNGUAS -, que é homossexual.

    Dá-lhe Rio Grande do Sul, vanguardista em várias áreas humanas, e sempre pontando sua atuação com vistas ao enaltecimento do SER HUMANO!

  7. Podemos e devemos questionar o governador Eduardo Leite,como gestor.

    Onde aplicou as verbas,se houve desvio onde foi parar,etc…

    Agora,em relação a sua opção e gosto pessoal,o Eduardo Leite,tem uma conduta discreta e
    exemplar….

    A nossa solidariedade ao Eduardo, é uma pessoa de fina estampa…

    PS: O Bob, é um delinquente,um elemento de alta periculosidade…

    • De outra banda,como Bolsonaro,gosta de emoções perigosas,e Eu Souza,não descarto uma jogada ariscada do Bolsonaro.

      Infla o Eduardo Leite,deixando em evidência, mesmo pelas linhas transversai,assim,esvazia de vez o Governador Dória.
      Mandetta- coveiro do SUS,Moro,e outros menos votados que não tem vivência no executivo.

      Para ressaltar,Eduardo Leite,e bacharel em direito,possui cursos de administrador,foi vereador e Prefeito de Pelotas a segunda cidade importante do RS.
      Portanto, Eduardo Leite,tem bagagem,mas, também pode ser um inocente útil para as pretensões do Bolsonaro, aqui,em SP.

      As vezes as aparências enganam.

Deixe um comentário para Jiboia Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *