Roseana Sarney também não leu o Código de Conduta de Sergio Cabral

Carlos Newton

Infelizmente, está comprovado que o Código de Conduta Ética editado pelo governador Sergio Cabral foi um fracasso total. Até agora, não se descobriu um só político ou autoridade da administração pública que tenha lido a obra de Cabral, que mandou redigir quando descobriram que ele tinha ligações íntimas com empresários, especialmente o empreiteiro Fernando Cavendish, hoje também envolvido com Carlinhos Cachoeira.

A governadora do Maranhão, Roseana Sarney (PMDB-MA), por exemplo, embora seja do mesmo partido de Cabral, não passou os olhos no livrinho. Se tivesse lido, não teria viajado aos Estados Unidos em um jatinho de um empresário do Estado, como informa reportagem de Rubens Valente e Andréia Sadi, publicada na Folha.

O avião foi cedido por Mauro Fecury, que já foi prefeito de São Luís e vice-governador, e é dono de uma gráfica e de uma universidade privada em São Luís, que por coincidência tem convênio com o governo.

A família toda não leu o livro de Cabral, pois recentemente o patriarca José Sarney usou um helicóptero do Maranhão em viagem particular e se justificou dizendo que não prejudicou ninguém.

Tal pai, tal filha. A governadora embarcou no dia 4. O uso do jatinho foi confirmado pela assessoria do governo: “O avião que levou a governadora aos EUA faria a mesma viagem, na mesma data e no mesmo horário, vez que naquele período passaria por procedimento de manutenção”.

O governo negou irregularidades -“Não há problema em aceitar a carona oferecida por um amigo” – e disse que a viagem de Roseana foi oficial. “Não houve fretamento nem qualquer outro procedimento que gerasse despesa ao Estado”.

Pelo jeito, Cabral precisa distribuir melhor seu livro, pois não faz sucesso mesmo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *