Santa Tereza, um importante bairro turístico, abandonado e sem policiamento

Com freqüência impressionante, os jornais, sites e blogs publicam notícias sobre o festival de crimes em Santa Tereza, um dos mais conhecidos bairros do Rio, ponto obrigatório de visita de turistas nacionais e estrangeiros.

Este final de semana, a vítima foi o ex-presidente da Sociedade Pestalozzi do Brasil, Sérgio Nogueira Lopes. Sua casa na Rua Progresso, em Santa Tereza, foi invadida mediante violência, com arrombamento de várias portas, ninguém viu nem ouviu nada. Os assaltantes roubaram R$ 5,2 mil em dinheiro, máquinas fotográficas, relógios, canetas e medalhas de estimação, entre elas, a Tiradentes e a Pedro Ernesto, com que a Alerj e a Câmara de Vereadores distinguiram Nogueira Lopes.

Como se trata de uma figura pública, a Polícia parece que resolveu agir.  Peritos do Instituto Carlos Eboli recolheram amostras de digitais no interior da residência. Policiais da 7ª DP (Santa Tereza) suspeitam de ex-funcionários da Pestalozzi, demitidos mês passado durante a reformação do quadro de pessoal da instituição.  As portas da garagem e da casa foram abertas sem serem arrombadas, o que intrigou a polícia e fortalece a suspeita de o assalto ter sido praticado por pessoas próximas a Nogueira Lopes.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *