Santos e frangos

Os “meninos” da Vila seguem com a máxima, “o show não pode parar”. Sem Robinho e com André triste e perturbado com a morte do avô (na véspera) marcaram 5 gols, devagar. Em honra de André, de luto, não houve coreografia

Goleiros e Ronaldo

Julio Cesar, da seleção brasileira e do Inter, deixou passar uma bola inesquecível, levou à derrota o seu time.

O Corintians fez 4 gols, nenhum do fenômeno, rotina de agora. Roberto Carlos fez um gol de falta, quase no outro lado do campo. Mas esse gol vai para a conta do Rogério Ceni, pensou que tivesse três braços, precisava apenas de 1.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *