Sarneyzinho, meu filho, meu filho

Helio Fernandes                                                 

O relator do processo contra o ex-ministro que tem o nome do pai, foi o Ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes. Rejeitou as contas de Sarneyzinho, cheias de irregularidades. E não foi só isso, ou só ele.

Também foram trucidadas as contas de José Carlos Carvalho, secretario executivo do Ministério do Meio Ambiente. E Edeijavá Rodrigues Lira, Presidente da Fundação Universitária de Brasília. Os três recorreram, um direito liquido e certo.

Só que o Tribunal de Contas, usando o mesmo direito liquido e certo, recusou o recurso das contas dos três, alegando e provando: “Estão cheias de irregularidades, principalmente nas licitações”. Puxa, LICITAÇÃO é a parte mais suculenta.

Agora vem o que considero negativo, Deus queira que esteja completamente equivocado. As punições se esgotarão com multas. O valor ainda não foi fixado. Pela experiência do repórter, vão “se considerar injustiçados”, mas pagarão.

***

ESTANDARTE DA CORRUPÇÃO

Jaqueline Roriz é genética, destino, falta de educação ou péssimo exemplo em casa? Também pode ser adoração pelo pai.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *