SBT vai fazer a mesma armação que a Band fez com o PT?

15-debateRICOCarlos Newton

Sempre que ia iniciar um show ou programa de televisão, o célebre palhaço Carequinha, cujo centenário transcorre em 2015, fazia a mesma pergunta: “Hoje tem espetáculo?” E ele mesmo respondia: “Tem, sim senhor!“. Hoje é dia. Teremos mais um debate entre os dois candidatos à Presidência da República, Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB), um embate que ninguém pode perder.

Como começa às 18 horas, a programação é mais destinada às donas de casa, aos aposentados e aos jovens nem-nem, que nem trabalham nem estudam e, consequentemente, não entram nas nossas criativas estatísticas de desemprego.

E depois ainda faltarão mais dois debates, semana que vem, na TV Record e na TV Globo, dando uma canseira no respeitável público. No programa de hoje no SBT, que vai ao ar menos de 48 horas depois do debate anterior na Band, os dois candidatos precisam desesperadamente mudar o repertório, para não entediar os telespectadores.

A expectativa é enorme. Qualquer vacilo pode ser fatal e nenhum dos pretendentes está em condição de perder eleitores, porque as pesquisas de opinião estão inteiramente desmoralizadas, ninguém acredita nelas e os candidatos não sabem em que situação realmente estão na disputa pela Presidência.

INTERVALOS COMERCIAIS

A maior expectativa diz respeito aos intervalos comerciais. Há enorme interesse em saber se o SBT vai fazer a mesma armação da Band, inserindo estrategicamente propaganda produzida pelo PT atacando o candidato Aécio Neves.

Já explicamos aqui na Tribuna da Internet que alguém levou uma bolada na Band para prestar o serviço ao PT, porque é impossível haver esse tipo de coincidência. A propaganda dos partidos é entregue às emissoras em pacotes, e quem decide em que intervalo comercial vai entrar esse ou aquele anúncio é a equipe de operadores de vídeo da emissora, que fazem a escolha aleatoriamente e nem se preocupam em prestar atenção em que comercial é escolhido para inserir. A equipe recebe apenas uma ordem por escrito dizendo assim: Intervalo tal, programa tal, anúncio 1 (Ponto Frio); anúncio 2 (TAM), anúncio 3 (chamada do programa tal), anúncio 4 (propaganda do PT). E o operador então edita uma fita com esses anúncios, nesta ordem, para que a inserção seja feita naquele determinado intervalo comercial.

Dizer que foi “coincidência” a Band fazer em pleno debate aquelas inserções atacando Aécio Neves, sem a menor dúvida, é menosprezar a inteligência alheia. Em televisão, como se sabe, tudo é possível se você tiver 30 dinheiros, digamos assim.

Vamos ver hoje como se comporta o Departamento de Programação do SBT.

16 thoughts on “SBT vai fazer a mesma armação que a Band fez com o PT?

  1. Pelo desespero dos quadrilheiros , o Aecio deve estar de 6 a 8 % na frente. Ontem o jornalista ‘ ex prestador de servicos a mafia russa , Breno Altmann ja recomecou escrever a favor do golpe de Estado a que chamam de constituinte exclusiva
    O seu chefe ‘ o consultor ‘ nao e mais primario
    Ontem ja veio o escandalo do Comperj.

  2. SBT irá fazer o que a Band fez e mais tudo que seu Lula quiser. Senor Abravanel (nome artístico Silvio Santos) tem uma divida para com o Lula+PT depois da compra do falido Banco Panamericano pela Caixa Econômica Federal.

    Mais detalhes: WIKIPÉDIA
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Banco_Pan

    Em janeiro de 2011, o BTG Pactual comprou uma participação de controle no Banco Panamericano por 450 milhões de reais, uma companhia financeira problemática, do Grupo Silvio Santos. A aquisição lhe deu uma participação econômica de 34,64% no Panamericano, com 51% do capital votante e um acordo de controle conjunto com a Caixa Econômica Federal (CEF). Pelo acordo, a CEF aceitou manter sua participação no Panamericano e lhe oferecer financiamento por um período de oito anos, assim sustentando o seu negócio futuro.14

    Reparem que a festa é feita com com o nosso dinheiro. No final nós vamos pagar, como sempre, a conta.

  3. Ficaremos de olho, com certeza a band apelou para o lado de Dilma, mas o telespectador consciente, percebeu esta armação e também viu esta figura Dilma não saber fazer perguntas, ficou toda embaralhada, gaguejando como sempre, como pode chegar a ser presidente do Brasil, triste história para contar no futuro.

  4. O candidato Aécio e o PSDB,tem que deixar de ser vaselina e partir pra dentro!
    Se esse negocio aí,que a Band armou fosse contra o PT o mundo racharia,melariam o debate,no meio do programa,alegando golpe! Mas o PSDB,ficou na muda,nem um pio e querem ganhar a eleição tomando Todynho.
    Francamente,se continuar assim,a vaquinha vai pra Minas com o rabo entre as pernas e adotando o apelido do Alckmin,”Picolé de Chu-chu”!
    Com autoridade de marqueteiro de porta de buteco nos finais de semana,acho que o Sr. Vaselina,deveria perguntar,no ar, para a madame, se ela estaria usando ponto eletrônico.
    Jogaria uma baralhada de números,para mais ou para menos,nos peitos da algoz,usando da mesma arma que ela habilmente chuta. Aprendeu com o padrinho! Até arriscaria,chegar no palco,carregando trocentas pastas,esclarecendo que são dossiês de corrupção do PT,começando por Celso Daniel,passando por Erenice e terminando na Petrobrás. Se ao invés de discutir programas de governo, fosse para discutir corrupção…..
    Querer brigar com esse pessoal do PT com punhos de renda,só se for com uma marreta na mão!
    Abraços

  5. Se o candidato não perguntar eu pergunto, à “presidente” marionete:

    Quando é que o BARBA-DELATOR-DEDODUTO e o seu sacrista vão processar o Delegado Tuma Júnior? O Brasil inteiro, ansioso, deseja ver o Júnior (e não será delação premiada) nas barras dos tribunais.

    Aproveitando: A Rosemary dos vôos ardentes, a Rosemary do bebarrão, cadê-la?

    P.S.: Hoje, 16 de outubro de 2014, se completam 310 dias que o sacrista ameaçou, publicamente, processar Romeu Tuma Júnior; daqui a poucos dias se completa um ano. Aí vai ficar sem graça…

  6. Texto feito após o debate promovido pelo SBT.

    A rede atentou para os detalhes levantados por Carlos Newton, passou ao largo, não repetindo o figurino publicitário do primeiro debate, realizado pela Band.
    No caso, bola fora do jornalista Fernando Mitre ( Band ), que deveria ter atentado para o efeito colateral publicitário no debate, fato que o Moderador da Tribuna da Internet colocou com perfeição no seu texto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *