Se Lira não abrir processo de impeachment contra Bolsonaro, ele fecha Câmara, Senado e Supremo

Afirmações alucinadas de Bolsonaro foram e são de gigantesca gravidade

Pedro do Coutto

Os pronunciamentos do presidente Jair Bolsonaro na terça-feira, na Esplanada de Brasília e na Avenida Paulista, além de representarem uma ruptura completa com a Constituição, com as instituições e com a democracia, demonstram também um caminho absolutamente sem volta no quadro político brasileiro.

Negando-se previamente a não respeitar as decisões do ministro Alexandre de Moraes, Bolsonaro ultrapassou todos os limites que poderiam conduzir a um esforço de reconciliação. E fez isso de caso bem pensado, dando curso ao seu projeto de tornar-se o imperador do Brasil. Não foram apenas as faixas reivindicando a ditadura militar com ele no poder os fatos dominantes de uma manifestação que, historicamente, se tornou singular na memória do país em seus 199 anos de independência. Foi, sobretudo, um impulso destrutivo da arquitetura democrática que rege e conduz a vida brasileira.  

SEM RECUO – Depois dos discursos de Brasília e da Avenida Paulist é absolutamente impossível qualquer recuo por parte do Planalto e qualquer aceitação por parte da planície na qual se situa toda a população do país. Mauro Paulino, diretor do Datafolha, lembrou que a mais recente pesquisa do instituto apontou a grande maioria de 75% do eleitorado a favor da democracia e contra qualquer tipo de ditadura. Já tivemos a que marcou o período novembro de 1937 a 2 de dezembro de 1945 e a que preencheu o espaço da longa noite que começou em abril de 1964 e terminou em março de 1985.

As afirmações de Jair Bolsonaro foram e são de gigantesca gravidade, maior do que a atitude do coronel Jurandir Mamede em novembro de 1955, quando se pronunciou contra a posse de Juscelino Kubitschek apesar de sua vitória nas urnas. Surgiu desse episódio o movimento de retorno aos quadros constitucionais vigentes, liderados pelos generais Teixeira Lott e Odílio Denys, que assegurou a posse de JK na Presidência da República.

Naquela ocasião, a Câmara votou o impeachment do presidente em exercício Carlos Luz e do presidente efetivo Café Filho. Não deixa de chamar atenção um ponto comum no extremismo de uma época e de outra. Agora, bolsonaristas nas ruas ressuscitaram o Lacerdismo, movimento liderado por Carlos Lacerda que identificava a presença do comunismo em todas as situações de conflito entre a sua corrente e quaisquer correntes adversárias.

INVESTIDA – Agora, não foi um coronel que investiu contra a Carta Magna, não foi um presidente interino que se negou a puni-lo, mas o próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, o autor da investida fatal contra a democracia e também fatal para a sua continuidade no governo que ele mesmo destruiu. No O Globo, Bernardo Mello Franco qualifica o dia  7 de setembro de 2021 como o Dia do Golpismo.

E, também em O Globo, Rennan Setti e Bruno Rosa focalizam o reflexo da tensão política na economia brasileira, debilitada pelo desemprego, pela retração no consumo dos alimentos, pelo aumento dos combustíveis e pela elevação das tarifas de energia elétrica. Mas o presidente Jair Bolsonaro só pensa em se manter no poder e por isso investe violentamente contra o quadro constitucional brasileiro.

Não há linha de recuo possível. Não pode ser aceita sob hipótese alguma a afirmação enfática de um presidente da República que sustenta antecipadamente que não cumprirá as decisões de um ministro do STF mesmo que encampadas pelo Supremo Tribunal Federal. A atitude é tão descabida que revela em si mesma que a hora do desfecho final  entre a democracia e a ditadura, como diz o verso, brilhou no céu da pátria nesse instante. Não há retorno, ou Arthur Lira age ou a democracia naufraga.  

16 thoughts on “Se Lira não abrir processo de impeachment contra Bolsonaro, ele fecha Câmara, Senado e Supremo

  1. Nada vai acontecer.
    Cão que ladra não morde.
    Ele apenas gosta de barracos. Como sempre.
    Ele falou e convocou colegas para colocar uma bomba no quartel. Colocou?
    Ele só fala besteiras só isso.
    E isso mesmo ele sendo presidente NÃO é crime.

  2. O sr. Pedro do Coutto nçao viu nenhuma investida do $TF contra a Carta Magna? Quanto cinismo e hipocrisia!

    Quem é Alexandre de Moraes? O Zé Trovão tem mais poder do que ele.

    “Não pode ser aceita sob hipótese alguma a afirmação enfática de um presidente da República que sustenta antecipadamente que não cumprirá as decisões de um ministro do STF mesmo que encampadas pelo Supremo Tribunal Federal.”

    Renan Calheiros que o diga…

    • Reconheço que o STF nos decepcionou em várias ocasiões : Lula está solto e ileso bem como a sua gang criminosa do PT; Dilma anda pela aí com chauffeur personnel, assessores e salário de presidentA pela bondade do Lewandowsky e do Renan; foras da lei do Rio foram protegidos por um sapo de toga e até o retraído Fachin fez das suas.
      Quanto ao Bolsonaro, ele é uma total desgraça. Mesmo para um país de tantos corruptos, ele nos choca com sua pequenez.

  3. Excelente artigo de Pedro do Coutto!
    .

    Opinião:
    as pessoas que minimizam as perversidades do criminoso na presidência,

    direta ou indiretamente, por ingenuidade ou má fé,

    AVALIZAM a barbárie em vigor, responsável, dentre outras coisas por mais de meio milhão de pessoas mortas.

  4. Vou desenhar o que vai acontecer se Bolsonaro não meter o pé na porta !

    O bom cabelo + xerife + boka de veludo + 7 com dedos, abrirão diálogo com os donos de partidos e fecharão acordo para não dar legenda para o coiso concorrer a novo mandato.

    Restará o partido do Bob Jef , mas esse está preso não manda em nada .

    Passo seguinte cozinhar em banho-maria , não terá impeachment .
    Decorrido e o fim do mandato do biruliro , será o bozo e toda família bozolinda convidados para conhecer o xadrez e ato continuo ver o sol nascer quadrado !

  5. Os apelidos que deram ao Bolsonaro pela esquerda …

    Começou com Ele Não ..Coiso..Biruliro…Bozo e por último Genocida !

    Lembrando que quem sofreu atentado foi Ele .

    Agora o herói da esquerda !

    Ladrão de 9 dedos …Maior ladrão do Brasil…Chefe da maior quadrilha …larápio…Carniça…Bebum de rose…

    Até pelos apelidos fica fácil a escolha !

  6. Bolsó (e o Brasil), lamentável, caíram no dia em que o Dr. Moro cometeu a bobeira de sair da 13ª Vara. Estivesse lá, nada do que aconteceu teria acontecido. Não houve outro acontecimento para sinistro que a saída do Dr. Moro.
    O que acontecerá agora? Não faço ideia. Preocupante. Assustador.

    • Francisco Feitosa, nada me tira da cabeça que Moro fazia parte do esquema ..

      Quando assumiu o ministério da justiça entrou com intuito de colher informação para deteriorar Bolsonaro , e consequentemente pavimentar sua eleição para presidente baseado na grande popularidade que ganhou na condução da lava jato.

      Só que foi ingênuo em acreditar que blindado o PSDB e com ajuda da mídia teria o apoio .

      Só que a verdade aquela reunião o desmascarou quando todos viram que Bolsonaro não é falso !

      Posso está errado o desenho que ficou foi esse.

  7. E se abrir o impeachment ele fecha tb, dá no que ele precisa para virar um ditador, mesmo sem querer querendo, inclusive porque, perdido por um perdido por mil. O impasse está formado, e mesmo no pior momento que um presidente pode ter, ele continua mais forte do que os seus oponentes, e armado até os dentes, e foi a mídia demotucana golpista que entornou o caldo, com certeza, fazendo de tudo para derrubá-lo com as segundas intenções de colocar Dória no seu lugar, como fizeram contra Dilma, expediente que ele conhece de cor e salteado. E o melhor e mais inteligente a fazer agora é todos baixarem a bola, situação e oposição, colocar todas as cartas sobre a mesa, principalmente a cartada popular libertária, e todos juntos e misturados, povo, direita, esquerda e centro, encontrar a melhor solução para a política, o país e o conjunto da população, para a felicidade geral da nação.

  8. Bolsonaro vai fechar tudo.
    Os governadores e prefeitos não fecharam nada.
    O esquerdismo fica abrindo a mente das pessoas, Bolsonaro fecha, é o verdadeiro Tranca Rua.
    Os devotos andam em sessões de macumba.

Deixe um comentário para Francisco Feitosa Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *