Se marcar apenas com dois jogadores no meio-campo, Mano não forma um grande time.

Tostão (O Tempo)

Apesar das inexplicáveis escalações de Thiago Neves e Leandro Castán, o Brasil mostrou, contra a Colômbia, que está no caminho certo. A equipe também teve problemas. Os dois laterais não tiveram apoio dos meias (Oscar, Kaká e Thiago Neves) na marcação pelos lados. Assim saíram o gol e outros lances de perigo. Se marcar apenas com dois jogadores no meio-campo, não se forma um grande time.

* Ótima ideia a de fazer um jogo entre seleção mineira e River Plate, na reinauguração do Mineirão, assim como ocorreu na inauguração, em 1965.

* Não há razão para vetar Marcelo Oliveira como técnico do Cruzeiro por ele ter tido uma história no Atlético, ao não ser que o torcedor ache que ele ainda não tem preparo para dirigir a equipe. O torcedor quer um nome de mais peso, como Felipão, Luxemburgo, Abel Braga, Tite, Muricy. De qualquer maneira, com o ambiente negativo criado, será uma contratação de risco.

* É uma desculpa Ronaldinho condicionar sua permanência com a vaga direta na Libertadores. Se o Atlético não for vice-campeão, terá apenas de enfrentar um fraco adversário, em dois jogos. Isso já é Libertadores.

 

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *