Se o Lula não quiser ou não puder…

Carlos Chagas

Apesar de natural e lógica, a candidatura presidencial do Lula para 2018, amplamente majoritária no PT, começa a despertar certas dúvidas em setores estratégicos do partido. Vontade de preservar a própria imagem, expondo-a ao futuro imponderável? Desconfiança de que após 16 anos no poder, o eleitorado optará por substituir os companheiros? Dúvidas a respeito da saúde do ex-presidente, tema que até a mídia evita desenvolver?

Tanto faz a motivação, mas a verdade está em que a hipótese de o Lula ficar fora da disputa preocupa algumas cabeças pensantes do PT, fazendo emergir paliativos. Se o óbvio não puder acontecer, haverá que pensar nas alternativas. A única aceitável para as lideranças partidárias é buscar outro petista. Mas qual?

Dilma, pela Constituição, situa-se à margem. Não há terceiro mandato consecutivo, se outros motivos não existissem. A sucessão de críticas à postura rígida de Aloizio Mercadante faz supor que, se em despertando adversários, é sinal de que adeptos também. O chefe da Casa Civil é acusado de rígido e inflexível, responsável por dar as más notícias a aliados e até a colegas de partido. Acresce não ser das preferências do Lula, que se não for candidato, certamente será o grande eleitor.

Mercadante precisará evitar, a todo custo, qualquer comparação com José Dirceu. No início do primeiro governo do Lula, vestido de príncipe herdeiro, ele atraiu amuos e idiossincrasias de meio mundo, a ponto de ter seu mandato cassado na Câmara dos Deputados. Não apenas o mensalão o alijou da vida pública. Também sua arrogância e a forma de como se comportava no governo, acreditando que ser capitão do time, permitia-lhe ocupar a cadeira de técnico e de presidente do clube. Mercadante pode estar vacinado contra a experiência vivida por Dirceu, ainda que pareça grande a tentação.

UM PARTIDO VAZIO

Outros companheiros andarão de olho na hipótese por enquanto esmaecida. Jacques Wagner sente-se desconfortável como ministro da Defesa, lugar incapaz de acrescentar-lhe prestígio partidário em tempos de paz. Tarso Genro perdeu o trem, derrotado na tentativa de reeleição. Caso consiga o impossível, realizando a reforma agrária, Patrus Ananias poderia ser considerado. Entre os governadores, só Fernando Pimentel, de Minas, mas precisando realizar performance administrativa invulgar. Marta Suplicy tentou um dia ser candidata no lugar de Dilma Rousseff, possibilidade afastada pelo Lula e agora muito mais remota em função de suas críticas ao PT, que por sinal não vai mudar nem acabar.

Em suma, ao lado de ter-se tornado um vazio de idéias, o Partido dos Trabalhadores dá a impressão de também constituir-se num vazio de candidatos.Claro que à exceção do Lula, aparentemente imbatível, sujeito apenas à própria decisão e, não há como evitar a referência, à saúde.

Para buscar um candidato fora dos quadros da legenda, entre os aliados, faltam alternativas. Primeiro, porque os companheiros jamais admitiriam apoiar alguém do PMDB, do PP, do PR, do PTB e penduricalhos. Depois, porque eles não existem.

4 thoughts on “Se o Lula não quiser ou não puder…

  1. Caros CN e CC … candidato quem faz é a mídia … ou melhor, o editor da mídia … … … se o editor não deixar que sejam publicadas notícias sobre determinado político – este não cresce!!! !!! !!!

    Vejam o caso do nosso grande Vice Temer!!!

    Quando o PT entendeu que o horário eleitoral do PMDB é essencial para a vitória nas eleições presidenciais – isto após desejarem governar sem apoio explícito do PMDB no 1º mandato Lula (e deu em quê???) … isto após a Executiva Nacional do PMDB unanimemente apoiar o 2º governo Lula (após o então Presidente telefonar para o então também candidato Sergio Cabral sugerindo apoios recíprocos no 2º turno – coisa que levaria ao enfraquecimento do PMDB-RJ com a saída dos Garotinho) – levaram o excelente Meirelles a se filiar no PMDB!!!

    E após a definição de que a candidata seria a Dona Dilma … Lula começou a afirmar que a noiva é quem escolhe o noivo … e o PMDB foi inflexível – se quer NOSSO horário, o candidato é o Michel Temer!!!

    E Temer tem sido dos exemplares Vices!!! !!! !!!

  2. PT sem idéias, sem candidatos? Lembra quando o PIG queimou J Dirceu? Achando que arruinando o ÚNICO possível candidato, o PSDB/DEM teriam a sua chance? Uma ilustre desconhecida, que nunca concorrera a cargo públco venceu e agora foi reeleita. Lula já afirmava em 2009, que nunca mais seria candidato ao cargo de presidente, só abrindo exceção no caso de o PSDB, apresentar algum candidato forte. Mas é bom que o PIG, pense assim. É dessa forma que o PT vem se firmando, e o Brasil andando para a frente.

  3. Se depois do processo ora em andamento e outros mais, de menor repercussão, que correm paralelamente (mas não menos importantes), ainda estivermos discutindo candidaturas do PT ou de outros mancomunados com o atual estado de coisas, é porque o país já terá afundado, a vaca mergulhado na lama do brejo e a justiça oficializado a impunidade como lei ! Muito provavelmente, estaremos discutindo os próximos setenta anos comentados no artigo do Prof. Delfim Neto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *