Se Paulo Guedes insistir em isentar as empresas, o INSS vai fechar no dia seguinte

Resultado de imagem para Guedes

Relator já percebeu que a proposta de Guedes é impraticável

Pedro do Coutto

Reportagem de Manoel Ventura e Geralda Doca, edição de ontem de O Globo, revela que o relatório do projeto de reforma da Previdência, ainda nas mãos do deputado Samuel Moreira, vai receber um parecer que afasta o fantasma da capitalização, através da qual somente os servidores, trabalhadores privados e empregados das empresas estatais contribuiriam para sustentar hoje as aposentadorias e pensões de amanhã. 

As empresas seriam totalmente isentas de participação na receita. Atualmente os empregadores contribuem com 20% sobre a folha salarial. Samuel Moreira assumiu posição contrária a essa modificação.

SALVAR O FUTURO – Se essa posição for acompanhada pelo Plenário, estará salvo o futuro de milhões de brasileiros e brasileiras que formam a mão de obra ativa do país. São 100 milhões de pessoas. Moreira, no parecer, destaca que a legislação em vigor não pode ser alterada para isentar as empresas, uma vez que contribuem com 65% da receita do INSS.

Torna-se fácil perceber que as empregadoras são responsáveis por ampla maioria da arrecadação. Na Previdência estão inscritos os trabalhadores regidos pela CLT, os servidores e os empregados das estatais.

Assim, a ideia de Paulo Guedes chama atenção para seu conceito absurdo, pois a contribuição apenas dos empregados não é suficiente para assegurar, como é hoje, uma receita anual em torno de 600 bilhões de reais. Pessoalmente, não consigo atinar logicamente com a posição do Ministro Paulo Guedes. Uma questão de bom senso.

BASE DE TUDO – O bom senso é a base do sistema constitucional e legal em qualquer país democrático. Por isso não consigo entender a razão do empenho e entusiasmo do Ministro Guedes no sentido de isentar as empresas de sua atual obrigação legal.  Acredito que ele, no fundo, esteja tentando iludir a si mesmo e a toda a população ao redor de um projeto absolutamente impossível.

A única explicação honesta (?) que me vem à mente é o fator capaz de ampliar os lucros do sistema empresarial.

Os repórteres Renan Truffi, Fernando Exman, Edna Simão e Marilena Muniz, no Valor também de ontem, informam que Samuel Moreira dará seu parecer final na próxima quinta-feira. Portanto, depois de amanhã.

Paulo Guedes já avisou que, se o seu projeto não for aprovado, deixará o cargo. A questão assim está colocada. Jair Bolsonaro, no caso, terá de escolher se fica com Paulo Guedes ou ao lado de toda a população do país.

14 thoughts on “Se Paulo Guedes insistir em isentar as empresas, o INSS vai fechar no dia seguinte

  1. “Não tem plano A, não tem plano B, não tem plano C, não tem nada de novo de verdade e alvissareiro sob o teto do sistema político podre e da república 171 dos me$mo$, forjados pelo golpismo ditatorial, o partidarismo eleitoral e seus tentáculos, velhaco$, só guerra tribal, primitiva, permanente e insana, por poder, dinheiro, vantagens e privilégios, sem limite$, e plutocracia putrefata com jeitão de cleptocracia e ares fétidos de bandidocracia fantasiada de democracia só para enganar a tola freguesia, guerra essa protagonizada pela direita, esquerda e centro enquanto vertentes do continuísmo da mesmice, todos com prazo de validade vencido há muito tempo, dos quais, no Brasil, há 129 anos, somos todos vítimas, reféns, súditos e escravos, ainda que fantasiados de cidadãos e cidadãs, contra o continuísmo dos quais temos apenas e tão-somente a RPL-PNBC-DD-ME, o Projeto Novo e Alternativo de Política e de Nação, a Revolução Redentora da política, do país e da população, o novo caminho para novo Brasil de verdade, porque evoluir é preciso, Revolução essa que há 20 anos tem dito ao sistema político podre: renda-se pacificamente, bandido, FDP, e vaze a jato, para que novos horizontes alvissareiros possam ser descortinados para o Brasil e o povo brasileiro. https://josiasdesouza.blogosfera.uol.com.br/2019/06/10/plano-b-3/?fbclid=IwAR1IdFKOvUfuf-V8GUVr14Ovx8yAld4Fv9w3P1boplcDRTnyW34z0vwRcM0

  2. O governo Bolsonaro, como ele mesmo prometera na campanha, seria dedicado às empresas, aos patrões, e não aos empregados, sejam eles privados ou públicos.
    Agora por que a gritaria?

    • Esta pessoa parece não saber fazer contas, o regime previdenciário em todo o mundo necessita de contrapartida das empresas, pois, se assim não for, quebra. Só uma pessoa completamente desinformada que vem com um “sem comentários”, porque realmente não entende de nada e fica bajulando o mandatário como um robô.

  3. O grande e experiente Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO analisa como o Governo compensará a perda de contribuição de 20% da Folha de Pagamento que as Empresas fazem ao INSS com extinção dessa Contribuição, e que se não houver outra Arrecadação compensatória, o INSS fecha.

    A concorrência internacional nos obriga a desonerar o Custo das nossas Obrigações Trabalhistas para a Empresa Brasileira ter mais Competitividade e ABRIR EMPREGO.
    Isso acontece em todo Mundo.
    Essa é uma das causas da queda do Muro de Berlim, e se dependesse de mim, faria uma subscrição internacional para “reconstruir o Muro de Berlim”. Isso sendo impossível, temos que DESONERAR Custos Trabalhista, porque outros Países fazem.

    O Governo DILMA PT-Base Aliada já começou a Desoneração dos 20% sobre a Folha de Pagamentos das Empresas com uma “Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta que vai de 1,5% a 4,5%.
    O Governo na Reforma da Previdência estuda algo parecido, ou a criação de uma Contribuição Previdenciária sobre TODAS Movimentações Financeiras, enfim o Congresso decidirá sobre a melhor Contribuição Compensatória a aplicar.

    Hoje as Empresas pagam 34% de Encargos Salariais diretos e o Governo quer reduzir para +- 15%. Isso é bom, para Abrir Empregos.

    Mas compensação haverá.

  4. Pelo que se nota, é essa a ideia do Paulo Guedes: fechar o INSS e implantar o sistema de Capitalização para enriquecer ainda mais os banqueiros. Os trabalhadores que se explodam.

  5. “Não consigo entender a razão do empenho e entusiasmo do Ministro Guedes no sentido de isentar as empresas de sua atual obrigação legal”. Não mesmo? Guedes está ministro e já disse a que veio. Aprovar o começo do fim do sistema previdenciário estatal no país e adentrar no negócio da previdência privada. Trabalha para seu futuro.

  6. Salário nominal de um Empregado é 100.
    Hoje, o Empregado desconta 10% para a sua aposentadoria. Recebe só 90.
    O Patrão paga os 100 e paga mais 20 para a aposentadoria deste mesmo Empregado.
    Deveriam mudar a lei, e colocar os 130 no holerite do Empregado e descontar os 30. Ficaria numericamente tudo igual, mas ( MAS) o Empregado ficaria sabendo o tamanho do absurdo.

  7. Se o Paulo Goebbels falhar, recomendo que, ao inves de ir morar no exterior, seja enviado a um desses Palacetes da direita:

    Capítulo 19 – LOCAIS DE PRISÃO E TORTURA ……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..284
    1. DESTACAMENTO DE OPERAÇÕES DE INFORMAÇÕES – CENTRO DE OPERAÇÕES DE DEFESA INTERNA (DOI-CODI) ……288
    2. DEPARTAMENTO DE ORDEM POLÍTICA E SOCIAL (DOPS/GB) …………………………………………………………………………………………………………297
    3. CASA DA MORTE DE PETRÓPOLIS ……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………303
    4. 1º BATALHÃO DE INFANTARIA BLINDADA DO EXÉRCITO (BIB) ………………………………………………………………………………………………………310
    5. 1ª COMPANHIA DE POLÍCIA DO EXÉRCITO DA VILA MILITAR ………………………………………………………………………………………………………..318
    6. HOSPITAL CENTRAL DO EXÉRCITO …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………323
    7. BASE AÉREA DO GALEÃO …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….328
    8. INSTITUTO PENAL CÂNDIDO MENDES (PRESÍDIO ILHA GRANDE) ……………………………………………………………………………………………….331
    9. COMPLEXO PENITENCIÁRIO FREI CANECA ………………………………………………………………………………………………………………………………………….335
    10. INSTITUTO PENAL TALAVERA BRUCE …………………………………………………………………………………………………………………………………………………..338
    11. ESTÁDIO CAIO MARTINS …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..342
    12. BASE NAVAL DA ILHA DAS FLORES ……………………………………………………………………………………………………………………………………………………….345
    13. DEPARTAMENTO AUTÔNOMO DE ORDEM POLÍTICA E SOCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO – DOPS/RJ ……………….348
    14. FORTALEZA DE SANTA CRUZ …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..350
    15. CENTRO DE ARMAMENTO DA MARINHA ……………………………………………………………………………………………………………………………………………..353
    16. NAVIOS-PRISÃO …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………..356
    17. YPIRANGA FUTEBOL CLUBE …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….359
    18. ANTIGA DELEGACIA DA POLÍCIA CIVIL DE MACAÉ …………………………………………………………………………………………………………………………..361
    19. INVERNADA DE OLARIA …………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………….363
    20. CASA DE SÃO CONRADO ……………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………………368
    21. SÍTIO NÃO-IDENTIFICADO DE SÃO JOÃO DE MERITI …………………………………………………………………………………………………………………….370

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *