Seleção de Tite fracassa novamente: foi uma decepção. E agora, para onde vamos?

Resultado de imagem para brasil perde da argentina"

Tite era uma esperança , mas já se tornou uma decepção

Pedro do Coutto

Foi um verdadeiro desastre a derrota da seleção para a Argentina no cenário da Arábia Saudita. O escrete decepcionou profundamente os brasileiros que acompanham o futebol, entre os quais estão aqueles que vibraram com jornadas heroicas de 58, 62,70 e que se repetiram em mais duas Copas do Mundo o que consagrou nosso futebol e passou a chamar o time brasileiro de seleção de ouro. Mas isso ficou no passado.

No presente o sentimento de derrota passou a dominar o cenário brasileiro depois de nossa desclassificação para uma equipe fraca como a da Bulgária.

SEM VITÓRIAS – Atravessamos o tempo e constatamos um capítulo de cinco partidas amistosas sem uma vitória sequer. Coisas do futebol, podemos dizer, porém a afirmativa não significa uma ocultação da verdade.

A outrora Seleção de Ouro não conseguiu alcançar e dominar adversários mais fracos e que terminaram muito satisfeitas porque saíram-se bem no confronto com o único país penta campeão. O que assistimos sexta-feira foi uma equipe que partiu de uma tática de passes curtos e com isso aumentou o tempo de chegar a área adversária, numa perspectiva tática que terminou favorecendo a marcação argentina sobre nosso escrete.

No segundo tempo o domínio argentino foi total. Para acrescentar a nossa decepção Gabriel Jesus chutou um pênalti para fora. Diferente do que aconteceu com Leonel Messi. Foi nesse momento que o goleiro Alyson defendeu o pênalti batido por Messi. Mas a bola terminou voltando para os pés do argentino que então concluiu o lance.

GRANDE GOLEIRO – Para se ter uma ideia sobre como se desenrolou a partida, basta lembrar que o goleiro Alyson fez defesas espetaculares e, sem dúvida, tornou-se o melhor jogador de uma partida para nós absurda e medíocre. A equipe comandada por Tite não conseguiu livrar-se do esquema tático projetado pelo treinador argentino.

Até a Copa do Muindo há bastante tempo para imprimir reformas, não representando isso a necessidade de alteração da equipe. Não foi pela ausência de Neymar que perdemos ontem. Foi mais um capítulo de derrotas assumidas pelo treinador.

OUTRO ASSUNTO – Numa entrevista a Manoel Ventura, edição de ontem de O Globo, Waldery Rodrigues Júnior, Secretário de Fazenda do Ministério comandado por Paulo Guedes, revela que o governo vai editar medida provisória ou projeto de lei ao Congresso implantando um corte de salários de funcionários públicos, adequado à redução da carga horária de trabalho.

O Secretário calcula que a economia será de 10,5 bilhões de reais por ano. Mas não se referiu ao reflexo do corte de vencimentos no mercado de consumo, que é essencial para que cresçam os investimentos nacionais e estrangeiros no Brasil. Evidentemente o projeto corresponde a uma nova modalidade de desemprego.

É o desemprego parcial, uma nova modalidade para reduzir ainda mais o peso dos salários. Trata-se do desemprego por frações, e estas frações vão se projetar na queda do consumo, reduzindo por consequência a receita tributária do país.

18 thoughts on “Seleção de Tite fracassa novamente: foi uma decepção. E agora, para onde vamos?

  1. No Brasil temos jogadores melhores dos que jogam em clubes estrangeiros. É um erro, não convocar excelente jogadores que jogam, no Brasil.
    Tite, Tem a mentalidade de jogar para não tomar gol e com sorte fazer um, contando com a técnica de alguns jogadores, como Neymar.
    Tite ainda carrega o ranço do futebol do Corinthians.

  2. Esse cara Apoia, Adora e Ama o maior Ladrão do Brasil , é tão corintiano quanto ele, e se pudesse só convocava gente de seu Clube, e, entende de Futebol como Tofolli entende de Direito, dá prá se medir quem é o pior ! A nossa Seleção Brasileira corre o risco de não jogar a próxima Copa do Mundo se não houver uma Intervenção na CBF para mudar do Presidente, Dirigentes e Comissões Técnicas de todas as Categorias, e, até os “comentaristas” que elogiam “craques fakes pipoqueiros covardes e chorões” e todos que fazem parte dessa engrenagem que sustenta ladrões desportistas e destruíram nosso Futebol !!!

  3. Eu sou torcedor do América Futebol Clube, tanto o América carioca, que está praticamente extinto, quanto do América Mineiro, portanto sou insuspeito ao falar o que vou falar.

    Meus filhos são todos cariocas e torcedores do Flamengo, e o Flamengo é o único orgulho que os brasileiros estão tendo no momento, dado ao seu elevado nível técnico, tanto dos jogadores como o fabuloso técnico Jorge Jesus. Tenho torcido vibrantemente pelas vitórias do Flamengo, e, além do América, o Flamengo está em meu Coração.

    Creio que seria mais lógico que para a Seleção Brasileira a CBF , face aos pífios resultados alcançados pela seleção escalada e dirigida por Tite, destituisse Tite do comando técnico da Seleção Brasileira e para seu lugar convocasse o técnico Jorge Jesus, e desse a Jorge de Jesus carta branca para levar para a Seleção Brasileira todo o time do Flamengo, que é melhor do que a seleção de Tite, permitindo que Jorge Jesus, se quiser, enxertar junto aos craques do Flamengo alguns outros que ainda são titulares da Seleção de Tite, caso Jorge Jesus quiser aproveitar algum. Provavelmente seriam muito poucos da Seleção Brasileira de Tite a serem aproveitados por Jorge Jesus, que também deveria ter liberdade de escolher, se quiser, jogadores não escalados por Tite, que vêm se destacando no Brasileirão, como jogadores do Grêmio, do Internacional, do Palmeiras, do Santos, entre outros que têm mostrado craques muito superiores aos falso-medalhões que Tite insiste em repetir e não vêm obtendo êxito.

    Se isso não acontecer, a Seleção Brasileira continuará a dar vexame, e continuará a ser, ao contrário do Flamengo, motivo de vergonha para os brasileiros.

  4. Quando Tite perdeu a Copa ao enfrentar uma seleção (Bélgica) apenas um pouquinho mais complicada, a CBF deveria ter começado a avaliar o desempenho de técnico e jogadores.

    Galvão Bueno, que hoje se posiciona contra o Tite, fez um discurso inflamado, naquele momento, ao final do jogo, a favor do Tite, alegando que ele merecia uma nova chance, isto antes de um debate sério sobre a seleção, atletas e comissão técnica.

    Enfim, como no futebol não existe bobo, tudo gira em torno de jogo de interesses.
    A troca, agora, não vai ser diferente.

    Mas, francamente, Tite se perdeu e vem mostrando que está ultrapassado.
    Erra na escalação, erra nas substituições, o time não apresenta um plano tático/técnico interessante e todas as tentativas de mexer no time não resultam em nada proveitoso.

    Enfim, Tite já era.

  5. KKK coisa esquisita esta, se começa um assunto falando da nossa Seleção, sempre a mesma coisa, e se termina falando de coisa séria, redução de salário de servidor público, como se a culpa pelo atual estado de coisas fosse culpa dele. Até aceito a tese da redução de salários, mas só se ela for extensível aos três poderes, é inadmissível que só os servidores do executivo carreguem o peso da culpa pela má administração das contas públicas. E para finalizar pergunto, porque a CBF insiste em técnicos gaúchos, será um carma?

  6. Eu tô pouco me lixando pra Seleção Brasileira.

    Se for ver futebol eu vou querer saber só do meu VASCO.

    Marcos, ante que eu me esqueça:

    Flamengo, clube da manipulações de resultados como provou o caso das papeletas amarelas…

  7. Os ufanistas vibraram na Copa América quando o Brasil ganhou roubado da Argentina.
    Num dos maiores clássicos do mundo, ninguém se surpreendeu a não utilização do VAR, num dos jogos que historicamente também é o mais catimbado do mundo.
    Nestes jogos o detalhe pode pender pra um dos lados e impondo uma derrota injusta.
    A tecnologia estava aí pronta pra ser utilizada em caso de dúvidas. Mas, por incrível que pareça, o VAR não foi acionado NEM UMA ÚNICA VEZ neste jogo.
    Resultado: Operaram a Argentina sem anestesia.
    Na cara dura, na mão grande.

    Queremos dar uma virada no país, ser éticos e cobramos ferrenhamente isso dos outros, principalmente dos políticos. Mas como? Se nós mesmos vendemos a própria alma num simples jogo de Futebol.
    Os políticos somos nós mesmos, porque esse que vibram com roubalheira, talvez seja um político no futuro.
    Estamos doentes, somos uma sociedade decadente e não transpiramos um pingo de suor de honestidade pelos nossos poros.
    Coitado do Gérson o nosso magistral canhotinha de ouro, ele não tem culpa da lei de Gérson, mas é assim que levamos as nossas vidas…

    O DESASTRE não foi o jogo de ontem, não sejamos cegos, o desastre foi na roubalheira a céu aberto contra uma outra seleção representate do torneio e um país irmão.

    Alguns vão dizer: mas em 1978 também roubaram o Brasil.
    Era um outro momento, onde mandavam os militares, a história é outra… já passou graças a Deus. Pelo menos, está história já passou…

    Prezados amigos se pedimos ética AOS GRITOS, não é possível fazer vista grossa no futebol, porque o povão se espelha nestes exemplos.
    A roubalheira e a falcatrua NÃO É MAIS BEM VINDA!!
    Queremos um povo ético e decente até em jogo de botão.

    A nossa cultura é baixíssima mas mesmo assim, devemos lutar pra viver num país mais íntegro e explicar ao povo porque você se torna melhor se a ética estiver acompanhando os seus passos e pensamentos…

    Tomamos um vareio de bola ontem, é poderíamos ter sofrido uma goleada indigesta, justamente da nossa arquirrival Argentina.

    Reparem que o técnico é novo e tem muitos jogadores desconhecidos por nós, eles estão trabalhando, e nós, deitados em berço esplêndido, como sempre.

    Vamos muito mal em tudo, no futebol também.
    A Copa América dos ufanistas vendou os olhos de alguns.
    Muito triste.
    Atenciosamente.

  8. Ja deveria ter outro treinador, faz parte renovar e ter alguem que possa mudar o ritmo de selecionar os melhores jogadores representando o Brasil , a derrota contra a Belgica ja mostra que o TITE escalou mal e foi o responsavel pela falta de visão quando escalou o time sabendo a falta que o casemiro seria fundamental pra uma vitoria, perdemos de 7 pra Alemanha e continuamos na mesma filosofia e perdemos novamente contra a Beligica , estamos muito mal representado no futebol e ontem contra a Argentina, foi prova disso, ainda bem que o jogo era apenas um amistoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *