Sem condições de defesa, Jair Bolsonaro busca criar um impasse com o Supremo

Bolsonaro usa helicóptero e anda a cavalo para prestigiar ato na ...

Com problema no abdomen, Bolsonaro andou a cavalo

Leandro Colon

Agrava-se a pandemia do coronavírus e Jair Bolsonaro não está preocupado. Agrava-se a crise política e o presidente da República não se comporta como quem deseja o seu distensionamento. Ele não se constrange em andar a cavalo na Esplanada e passear de helicóptero às custas do dinheiro público para forjar cenas de apoio popular.

Os lampejos de diálogo que sinaliza num dia esvaem-se em seguida quando prestigia um protesto antidemocrático. Mais uma vez, Bolsonaro foi o protagonista de um ato anti-Supremo na Praça dos Três Poderes.

ALIMENTAR O IMPASSE – A única preocupação do presidente hoje é estimular o impasse com o Supremo porque sabe que o tribunal pode ser a origem de sua derrocada.

Parece sem lógica, mas nada é melhor, na tática bolsonarista, do que desqualificar o tribunal no meio do jogo.

Um inquérito avança sobre a interferência do presidente, evidenciada pelos elementos notórios, em peças de comando da Polícia Federal. Outro fecha o cerco no “gabinete do ódio” instalado no Planalto, sob a tutela de Carlos Bolsonaro, o 02. O TSE surge no xadrez como possibilidade de cassação da chapa eleitoral.

CRIMES ELEITORAIS – O compartilhamento do inquérito das fake news com a corte eleitoral pode municiar ações sobre o financiamento da vitória de Bolsonaro. Um processo de impeachment ficaria pendurado na temperatura do Congresso. Para se proteger, Bolsonaro abriu o balcão de negócios com os políticos fisiológicos do centrão. Sem compromisso com o país, esse grupo de partidos abraçou e traiu Dilma Rousseff. Bolsonaro não tem muita alternativa porque o Judiciário não dará trégua a ele.

MOBILIZAÇÃO – Cresce um movimento de procuradores incomodados com o alinhamento de Augusto Aras ao Planalto. O chefe da PGR vai ser pressionado internamente a não engavetar o volume de complicações do governo.

A sociedade se mobiliza com abaixo-assinados e outras manifestações. Também contra o governo vê-se até o milagre (provavelmente bem efêmero) de torcidas organizadas de futebol rivais lado a lado.

4 thoughts on “Sem condições de defesa, Jair Bolsonaro busca criar um impasse com o Supremo

  1. O presidente Porra, incorporou Simón Bolivar montado num cavalo, cena patética, hilária e sem noção.
    Deveria ter montado num Nelore, mais condizente com seus cegos e idiotas seguidores.
    Mas, cairá do “Nelore” em breve!

    Este sujeito é de longe o pior presidente da história do Brasil.

    Cordialmente.

  2. Jair cavalgando me lembra de Carlos Lacerda ao denominar o deputado Batista Luzardo (se a memoria não me falha) como o centauro do sul: metade cavalo e a outra metade também

    Será Bolsonaro o centauro paulista ?

  3. E sobre a isenção do Excelso de Mellda para conduzir investigação contra o Presidente? zzz zzz zzz.

    E sobre o inquérito ilegal e secreto conduzido pelo ex-adEvogado da transcooper (suspeita de operar para o 1533)? zzz zzz zzz.

    A TI adormeceu e hiberna no colo da corruptocracia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *