Sem Janot, Lava-Jato não vai sofrer ‘mudança radical’

Janot dificilmente continua como procurador-chefe

Deu no Correio Braziliense

O presidente da Associação Nacional dos Procuradores da República, José Robalinho, afirma que uma possível resistência do Senado a apoiar um novo mandato do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, não vai mudar o curso da Operação Lava-Jato. Segundo ele, Janot e os outros três candidatos ao cargo não fariam qualquer “mudança radical” na continuidade das apurações.

“Tirar o doutor Rodrigo Janot porque ele está fazendo investigação disso ou daquilo para colocar outra pessoa pouco vai mudar, porque a investigação vai continuar”, afirmou.

Robalinho compara a situação atual à troca de comando que ocorreu na instituição quando da investigação do mensalão. Coube ao então procurador-geral Antonio Fernando Souza oferecer a denúncia criminal ao Supremo Tribunal Federal, mas o sucessor dele, Roberto Gurgel, foi quem esteve à frente do Ministério Público Federal durante o julgamento da ação penal pela Corte. “Não há por que achar que vai haver uma mudança de 180 graus. Os senadores vão perceber isso.”

LISTA TRÍPLICE

Procuradores da República vão votar, no próximo dia 5, em um dos quatro candidatos para formar lista tríplice de indicados à vaga de procurador-geral. As sugestões são encaminhadas à presidente Dilma Rousseff. Posteriormente, o indicado deve passar pelo crivo do Senado na Comissão de Constituição e Justiça e, em seguida, do plenário, em votação secreta.

Para o presidente da entidade dos procuradores, Dilma irá “respeitar a lista” e escolher um dos três indicados pela categoria. O governo já admite nos bastidores, no entanto, que Janot terá dificuldade a ser reconduzido por enfrentar um Senado com 13 políticos investigados na Lava-Jato. Robalinho defendeu a regularidade da ação da Polícia Federal durante a Operação Politeia, que fez buscas e apreensões em imóveis de três senadores. (As informações são do jornal O Estado de S. Paulo).

3 thoughts on “Sem Janot, Lava-Jato não vai sofrer ‘mudança radical’

  1. Collor levantou a ficha (sujissima) do PGR. Ele em retaliação está perseguindo o senador.
    Briga de cachorro grande, mas acho quem vai perder será o Sr PGR.

  2. Essa é muito boa, o Procurador Geral da República não pode investigar senadores. O procurador não delatou ninguém, mas está sendo acusado de perseguição.Quem autoriza o processo é STF, onde então a perseguição de Janot? Só uma perguntinha ingênua: Porque os acusados não processaram os delatores? Se não processaram é porque estão concordando com a delação. Como diria Sherlock Holmes, isso é elementar caro Watson.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *