Sem Liberdade de Imprensa não existe Democracia

José Carlos Werneck

Fiquei impressionado com as últimas declarações do presidente Lula sobre o papel que os meios de comunicação vêm desempenhando atualmente no Brasil.

Pelo que afirmou o presidente da República ficou patente que o ele e seu partido não conseguem conviver harmonicamente com uma Imprensa livre, que expresse de maneira realista o que acontece no Brasil e no mundo. Lula e seus partidários deixaram claro que têm verdadeira ojeriza à liberdade de expressão, que não deixa de ser a síntese de todas as outras liberdades e um dos mais importantes pilares do Estado de Direito.

Sem Liberdade de Imprensa, não existe Democracia e sim um governo, em que a liberdade e os direitos do cidadão não passam de uma grosseira ficção e uma grotesca farsa.

Todo regime totalitário, de direita ou de esquerda logo que encontra uma ocasião propícia trata de logo arranjar algum pretexto, para amordaçar a imprensa.

Como na fábula de La Fontaine só invocam as razões do lobo para calar as vozes da razão e esmagar com a bota totalitária todos os que ousem divergir do “Chefe Supremo”, do “Senhor da Razão”, do “Dono da Verdade”.

Esses caricatos aprendizes de ditadores se valem da pouca formação e da ingenuidade de uma parcela desprovida da população, para lograr seus intentos.

Usam de todos os artifícios do populismo, como da distribuição de benesses, para conseguir, a custa do contribuinte a tão sonhada popularidade.

Conseguem a POPULARIDADE fácil e passageira, própria dos demagogos e populistas, mas com certeza, jamais conseguirão A ESTIMA PÚBLICA, difícil e permanente, privilégio dos verdadeiros estadistas

É pensando nisso, que o eleitor brasileiro deve comparecer às urnas no próximo domingo e escolher o melhor para o Brasil.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *