Sem limites para alcançar a excelência

Miles Teller brilha como personagem principal de Whiplash

Júlia de Aquino
LED UERJ 

No lugar de créditos e trilha sonora, sons de tambores e pratos: é assim que tem início Whiplash – Em Busca da Perfeição, uma experiência musical que merece ser conhecida por todos. O filme vencedor de dois prêmios no Festival de Sundance em 2014, e presente em muitos outros, como Cannes e Toronto, traz a história de Andrew, um adolescente que almeja se tornar o maior baterista de jazz de sua geração. Para isso, no entanto, ele deve suportar o rígido e impiedoso professor Terence Fletcher, cujos métodos beiram o cruel.

O roteiro e a direção ficam por conta de Damien Chazelle (Toque de Mestre), que resume no longa diversos sentimentos familiares àqueles que sonham em ser profissionais da música. Escolhas difíceis, ceticismo por parte dos que estão ao redor, concessões e comportamentos implacáveis inundam a história e transmitem ao espectador toda a tensão vivida por Andrew.

Miles Teller (Divergente) é o protagonista da trama, e sua performance justifica o sucesso do ator, que já está confirmado para O Quarteto Fantástico (2015). Ao mesmo tempo em que demonstra insegurança – seu personagem tem apenas 19 anos –, Andrew é extremamente esforçado, e as expressões de Teller demonstram todo o sacrifício e o esforço para ser o melhor.

TORMENTO PSICOLÓGICO

O ator J.K. Simmons, o J. Jonah Jameson da trilogia Spider Man, interpreta com maestria o intransigente Fletcher, e transforma a busca pela perfeição num tormento psicológico – tanto para seu aluno, no filme, como para quem assiste. A atuação de Simmons beira o desconcertante e o relacionamento conflituoso entre professor e aluno atingem o espectador de maneira envolvente e perturbadora.

Toda essa explosão de talento, contudo, não seria possível sem instrumentos como trompete, saxofone, piano e bateria em primeiríssimo plano, ou os detalhes captados pelas câmeras. Chazelle concede ao público maravilhosas tomadas, cuja velocidade e ritmo coincidem com o som ao fundo, seja ele em ritmo lento ou composto por batidas agitadas e rápidas.

Whiplash – Em Busca da Perfeição é maravilhoso. Uma obra que vai mexer com todos aqueles que tiverem o prazer de assisti-la. Uma viagem sonora com direito a uma mistura de emoções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *