Sem tempo de TV, Bolsonaro e Marina devem perder força, diz analista

Resultado de imagem para MARINA E BOLSONARO

Sem coalizões, os dois não conseguem decolar

Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

As candidaturas do deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) e da ex-ministra Marina Silva (Rede) à presidência da República nessas eleições, que lideram pesquisa de intenção de voto Datafolha em cenário sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), tendem a perder força durante a campanha, pois não vão ter tempo de televisão para se defender dos ataques que vão sofrer das candidaturas com mais tempo de televisão e mais estrutura partidária.

A avaliação é do cientista político Jairo Pimentel, professor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo (Fesp), feita após a divulgação de pesquisa feita pelo instituto Datafolha. “Todos aqueles que saem na frente nas pesquisas e têm menos tempo de TV, vão sofrer ataques de adversários diretos na luta por uma vaga no segundo turno”, afirmou.

POLARIZAÇÃO – Para Pimentel, apesar do alto número de nomes que se apresentam como pré-candidatos, a tendência é que a eleição se concentre mais uma vez entre duas fortes candidaturas, uma mais à esquerda e outra mais à direita, que devem se enfrentar no segundo turno

“O Brasil continua polarizado. A ausência de Lula não anula isso A opinião pública busca simplificar o quadro eleitoral e a mente humana funciona de maneira mais dual. Sem Lula, os polos vão se organizar, em uma candidatura que represente os mais pobres e outra que represente os mais ricos. Continuará havendo a divisão entre ‘vermelhos’ e ‘azuis’. A questão é saber quem vai encabeçar esses grupos”, disse.

Nesse sentido, o candidato que mais tem chance de atrair o voto da esquerda é o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), acredita o cientista político, dada a capacidade limitada que Lula terá de transferir votos para outro candidato do PT, como o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad ou o ex-governador da Bahia Jaques Wagner. “Deve haver uma migração do voto dos mais pobres ao Ciro Gomes, principalmente nas regiões Norte e Nordeste”, espera.

DIREITA LOTADA – Na direita, o cenário é mais incerto, afirma Pimentel, em razão do alto número de nomes que se apresentam nesse campo, como Bolsonaro, na extrema-direita, e, na centro-direita, o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente Michel Temer e o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, estes dois últimos do MDB. “Se não houver uma diminuição da fragmentação na direita, a tendência é que Bolsonaro vá ao segundo turno. Mas, se a centro-direita se unir em torno de uma candidatura, essa candidatura deve ir ao segundo turno”, afirmou.

De qualquer forma, a pesquisa de intenção de voto divulgada pelo Datafolha sinaliza que Bolsonaro parece ter chegado a um teto, uma vez que ele não se beneficiou do enfraquecimento de Lula. “Se Bolsonaro representa o oposto de Lula, na queda de Lula ele deveria se sobressair, mas não foi o que aconteceu”, disse o cientista político. “Parece que ele não aproveitou bem esse momento da prisão de Lula”.

SEGUNDO TURNO – Os cenários feitos para o segundo turno também reforçam essa percepção. Bolsonaro perde para Lula e Marina e empata com Ciro e Alckmin. Só ganha de Haddad ou Wagner. “Como o Bolsonaro é um candidato de um nicho específico, a extrema-direita, ele tem dificuldade para alcançar o eleitor de centro, ele acaba não conseguindo o voto do eleitor mediano”, afirmou.

Ainda de acordo com Pimentel, os eleitores mais alinhados com o “campo azul” podem apostar no voto útil, à medida em que a data do primeiro turno se aproximar. “As pessoas podem perceber que a candidatura de Bolsonaro está mais desidratada e, com isso, migrar para um candidato que tenha mais chance de derrotar a esquerda no segundo turno”, explicou.

Sobre a capacidade de Lula de transferir votos para outro candidato do PT, o cientista político afirma que isto vai depender da condição jurídica do ex-presidente. “Uma coisa é o Lula livre, fazendo passeata, subindo no palanque, debatendo temas contemporâneos. A candidatura ganha força. Outra coisa é ele preso, apenas gravando vídeos e com pouca cobertura da mídia Há uma perda de força. Hoje a capacidade dele é média”.

59 thoughts on “Sem tempo de TV, Bolsonaro e Marina devem perder força, diz analista

  1. Agora não se fala mais noutra coisa senão na eleição do nada versus coisa nenhuma em termos de novidade de verdade, tudo e todos pelo mais dos me$mo$, para manter tudo como dantes no velho quartel de Abrante$.

  2. Se analista ou especialista entendesse alguma coisa sobre fazer previsão ou “futurologia”, Hilary Clinton seria presidente dos EUA.

  3. O ex-país do futuro, virou um arremedo de país, sem futuro, com a patota do mais dos me$mo$ acabando com o país, talvez por “excesso de amor” pelo país. Se o melhor deles meteram na cadeia, imagine que destino espera pelo resto. A depender dos me$mo$, essa coisa vai ficar a vida inteira entre o ruim versus o pior, na eterna guerra entre sujos e não lavados, com um atacando o outro na Tv e nada além disso, só blá-blá-blá, palanquismo vazio e continuísmo da mesmice, com o país definhando mais e mais por conta de tudo isso.

  4. Ora, o Bolsonaro e a Marina não chegaram aonde chegaram atualmente por causa de “tempo de TV”, goste-se ou não de ambos.
    Portanto, na minha opinião, os votos dos dois já são cativos; o que virá agora será a disputa pelos votos dos representantes da maiores quadrilhas do país.

  5. Isso é somente futurologia, pois em eleição que ainda nem começou as propagandas eleitorais não se pode dizer isso e aquilo outro.

    É uma tremenda besteira como são as pesquisas eleitorais fora de hora.

  6. Senadores farão vistoria na cela de Lula em Curitiba, mas estão cantando e andando para os presos que vivem amontoados em celas superlotadas. Esses políticos não valem o que comem, essa é a verdade.

  7. Dizem que JB é um forte candidato. Mas o J B não se aposentou por motivo de saúde? Para ser presidente não precisa ter saúde? Ora, ora..um arregão do mensalão…Viu que seu padrinho de 9 dedos estava na alça de mira e pulou fora.
    Com relação ao Bolsonaro, acho que o número de eleitores dele, se crescer, será pouco.
    As chances dele aumentam na razão direta do esfacelamento daquilo que chamam de esquerda. Entendo que aquilo que chamam de direita, mesmo, tem nome: Bolsonaro.
    Essa dicotomia de direita/esquerda só serve para classificar de que lado os bandidos estão agrupados.
    Mas a o desespero é grande quando percebem que Bolsonaro é o que tem mais chances.

      • Quer ver outro grandes criminosos com curriculum
        maiores e mais vistosos

        Você se acha esperto, mas não passa de um defensor de bandidos…

      • O que realmente interessa e o que eu quero saber do JB, do Bolsonaro e dos demais pretendentes à presidência qual deles tem projeto novo e alternativo de política e de nação, até porque, depois do tsunami da ação penal 470 no STF, repetido na Lava Jato, defender o continuísmo do $istema político podre virou caso de polícia e não de candidatura ? PT não abre mão de Lula, que vai ser candidato “sub judice”, a ser substituído na hora H, se necessário, portando no segmento do Lula os demais concorrentes são todos linhas auxiliares dele. No caso, vai para o segundo turno o candidato do PT. No segmento que chamam de direita, Bolsonaro já engoliu o Alckmin e consolidou-se, e ai tb não tem pra mais ninguém. Daí, vê-se, que de novo está consolidada a disputa política que ocorre no país há 128 anos, entre a primeira e segunda vias, ou seja, partidarismo eleitoral X golpismo ditatorial, circundados por coadjuvantes, linhas auxiliares e tentáculos, vias que sobrevivem em regime de simbiose alternando-se no poder de tempos em tempos, há 128 anos. Logo, o único espaço que existe, a ser desbravado, é para a Terceira Via de Verdade, ou seja, o projeto novo e alternativo de política e de nação ( RPL-PNBC-DD-ME), o novo caminho para o novo Brasil de verdade, o contraponto ideal a tudo isso que ai está há 128 anos.

  8. Todos com exceção de um, sempre se emporcalharam e emporcalharão na mesma lama
    E esse um, é o único que a classe política não admite presidir o pais e para tanto covardemente caem de pau em cima dele, pelos mais tolos motivos, através mentiras e distorcendo sua rigidez de princípios em atitudes ditatoriais

    Todo grande presidente foi ditador quando as circunstâncias o impeliram a ordenar de forma peremptória ações radicais, mas sempre em consonância com sua nação
    Afinal ditadores ditam, presidentes também a questão se resume ao que ditam, interesses nacionais ou incomuns.
    Ninguém que tenha dois senhores poderá ser justo…
    Exemplo recente deu as FFAA ao ditar ao stf que “não pode deixar criminoso solto” sob pena de acabarem com a farra, só reclamou dessa ordem os criminosos…

    Para arejar essa loucura chamada Brasil tem-se de ter muita coragem e pitadas de loucura, briga pra doido que começa o combate visualizando um exército muito mais numeroso e cruel, pois luta sem regras de moralidade. Não pode perder tempo e ter muita força para desencastelar o inimigo de seu covil onde as leis são promulgadas
    Se as puser em pratica o Brasil ganha, caso não as cumpra, será só mais um político

    Bolsonaro tem essa convicção de longa data, basta observar sua trajetória política e como oficial nas FFAA, quase sempre ao lado dos injustiçados

    Não deixem suas percepções ingênuas que endeusam pessoas que não passam de pessoas com todas suas virtudes e falhas obscureçam sua visão da verdade

    O resto é lixo irreciclável…

    sanconiaton

  9. Quem que falou que os eleitores de Bolsonaro perdem tempo assistindo “Horário Gatuito para Hotários”. Os Eleitores de Bolsonaro são inteligentes e não escutam as mentiras que essa turma repete na TV dita gratuita …. Gratuita nada , nossos impostos pagam. E que eu sei , que quem não tem TV a Cabo , desliga e vai fazer mais filhos

  10. Collor se elegeu em 1989 com um tempo de TV ínfimo. Ulysses Guimarães e Aureliano Chaves tinham horários de propaganda intermináveis.e não ganharam ponto nenhum com isso, e no fim perderam feio.

  11. Com tantos partidos, fica difícil qualquer candidato a presidente ter maioria no congresso. A não ser que monte alguma ‘super-base de apoio’ à base de toma-lá-dá-cá, como fez o PT, e isso deu no que deu.

  12. O que posso dizer é que a franga indultada cisca em tudo quanto é comentário alusivo ao Bolsonaro. E tem alergia a azeitona…

  13. Também na imprensa marrom

    O resto é lixo irreciclável…

    indu&dagema S/A

    Prestamos serviço
    anti-Bolsonaro e pro-criminosos com resultados excepcionais

    Nosso presidente é nada mais nada menos que temer o mais astuto dos traidores

    sanconiaton

  14. É senhor Newton, não tem jeito mesmo.
    Comentários sobre o tema, poucos.
    Ficam quase que guerreando, pra mostrar quem é mais “sabido” , esquecem de analisar o tema proposto……

  15. “Felipe Barbosa, filho do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, foi contratado pela Globo; ele atua no programa Caldeirão do Huck, do apresentador Luciano Huck; no fim de semana, Barbosa viajou, com recursos do Supremo Tribunal Federal, para assistir a um jogo da seleção brasileira no camarote de Huck e de sua esposa Angélica; cogitado como presidenciável, Barbosa não tem demonstrado o mesmo rigor que cobra dos outros na sua vida pessoal”

  16. Quando o cara toma umas a mais, bate o desespero com as eleições e fica disparando a metralhadora giratória! Kkkkkk Tem jeito não. Quem sabe de Bolsonaro é o Joaquim Barbosa, profundo admirador do capitão. Ele mesmo não se deixa mentir! Kkkk

  17. Inadmissível CN manter uma equipe, ou um elemento que interpreta dois papeis, dedicada a defender a continuidade dos ilícitos que anarquizaram o país, com mentiras e argumentos rasos, em um espaço onde supõe-se, a premissa é a defesa e moralização da nação
    E se resposta houver, que não seja a cantilena “liberdade de imprensa”, pois isso nunca aconteceu, é uma fabula
    Não confundam manipulação de informação com o que seria liberdade de imprensa
    Parece-me mais um site onde defender criminosos e sedimentar o erro estabelecido na política é o objetivo primordial
    Fica aqui meu protesto quanto a permanência desse dois ou um elemento anarquista, em um grupo que, divergem opiniões mas não defendem descaradamente sujeitos ligados a súcia que vem destruindo o pais

    Espero que não tenha sido alcançado por problemas que as vozes ativas, em ditaduras são submetidas por desequilibrar a balança intencionalmente desaprumada.
    Já faz tempo, alertei-o

    sanconiaton

    • Já expliquei, Sanconiaton, que já me aborreci demais com os comentaristas, suas brigas, suas picuínhas, seus complexos, suas frustrações. Simplesmente, não me importo mais. Podem se ofender à vontade, não ligo mais e estou me questionando se vale a pena prosseguir com o nosso blog. Há tantos outros por aí, não sei por que eles não vão encher a paciência alheia em outras paragens… Realmente, não sei.

      Abs.

      CN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *