Senado aprova convocação e Weintraub terá que se explicar sobre declarações em reunião ministerial

Weintraub vai ter que dançar miúdo para consertar o que disse

Isabella Macedo
O Globo

O Senado aprovou na noite desta segunda-feira, da 25, um requerimento de convocação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, para explicar suas declarações agressivas na reunião ministerial do dia 22 de abril, em que afirmou que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) deveriam estar na cadeia. Por se tratar de uma convocação, o ministro não pode declinar de prestar explicações sob pena de perder o cargo.

O requerimento da senadora Rose de Freitas (Podemos-ES) foi aprovado por votação simbólica da maioria dos senadores. A data ainda deverá ser marcada pela Mesa do Senado. No pedido de convocação, a senadora destacou a frase de Weintraub durante a reunião, em que afirmou que se dependesse dele, “botava esses vagabundos todos na cadeia, começando no STF”.

INVESTIGAÇÃO –  O vídeo da reunião foi tornado público por decisão do ministro Celso de Mello do Supremo Tribunal Federal (STF) no inquérito que investiga acusações feitas pelo ex-ministro Sergio Moro de que o presidente Jair Bolsonaro queria interferir pessoalmente na Polícia Federal (PF).

A senadora também destacou outras frases do titular da Educação, como a que afirma reiteradamente “odiar” o termo “povos indígenas”. “Esse país não é… odeio o termo ‘povos indígenas’, odeio esse termo. Odeio. O ‘povo cigano’. Só tem um povo nesse país”, afirmou Weintraub no vídeo.

“O titular da Pasta da Educação, uma das mais importantes do Primeiro Escalão do Governo Federal, atenta contra a dignidade dos integrantes da mais alta Corte do Judiciário brasileiro, agride a Capital da República e despreza os povos indígenas, cuja integridade e cultura devem ser preservadas por preceito constitucional”, destaca a senadora no pedido de convocação.

PASSOU DOS LIMITES – O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), pediu aos colegas após o requerimento ser apresentado para que os pedidos de convocação se limitem a Weintraub. O senador defendeu o governo e o presidente, mas afirmou que o ministro da Educação “cruzou a linha”.

“Digo isto porque disse ao Presidente da República que, na realidade, as frases ditas pelo Ministro da Educação cruzam uma linha que todos nós temos que guarnecer: a linha do respeito às instituições, aos Poderes da República. Mesmo numa reunião privada não se pode utilizar das expressões e da forma agressiva que foram utilizadas”, afirmou Bezerra Coelho.

10 thoughts on “Senado aprova convocação e Weintraub terá que se explicar sobre declarações em reunião ministerial

  1. VAMOS AJUDAR O MINISTRO WEINTRAUB!
    GRANDE CONCURSO NACIONAL DE LEVANTAMENTO DE DESCULPAS PARA O WEINTRAUB SE DEFENDER:

    1) Aquele não era eu. Foi um sósia que compareceu indevidamente no meu lugar.

    2) Estava fora de mim. Fui ardilosamente hipnotizado por um psicologo contratado pelo PT, para que fizesse as infelizes declarações !

    Fiz essas 2 sugestões para ajudar o Weintraub. Quem quiser levantar outras desculpas esfarrapadas, favor encaminhar ao ministério da Educação em Brasilia par o distinto Sr. Weintraub!

    • Isso se ele fosse esquerdista igual a você. Nem de vitima e coitado ele não vai se fazer.

      Depois do tiro no pé que o outro stF deu, mandar alguém explicar por que estava exercendo o seu direito de opinião em uma reunião PRIVADA, foi outro tiro, em cima da ferida.

      PSPiadinha: Agora, eu aposto todas as minhas fichas, e as fichas do editor que o “intimado” vai colocar o stF no seu devido lugar.

      • Estou ansioso prá ver o machão Weintraub mandar os senadores e os ministros do STF prá aquele lugar, em plena acareação, ao vivo e em cores prá todo o país! Ou pelo menos se recusar a comparecer a qualquer convocação. Ou então comparecer armado, pronto prá responder a qualquer provocação!
        Em suma quero ver esse circo pegando fogo, quem puder mais que chore menos!

        • De novo confundindo o Ministro com algum esquerdista ?
          Que xingar ? ele não é “comentarista” desse blog ?
          Que comparecer amardo ? Ele não é o ciro escavadeira.
          Quem puder que chore menos ? Daqui pouco, você também vai se fazer de coitado e vitima, e pedir penico disfarçadamente.

          Ele vai dar um Nó, em você; e em toda a vagabundagem esquerdista. Ele só precisa se concentrar, quando os seus parças tentarem interromper o debate com xingamentos.

          PS: Na pior das hipóteses, é o próximo senador.

          • Daqui a pouco os esquerdistas vão chegar a uns 90% da população. Bastqa discordar das insanidades do grande lider, o Bozo, para ser considerado esquerdista. Em matéria de insanidade o Bozo vai deixando no chinelo a DILMANTA, essa pelo menos não ameaçava as instituições como o fechamento do Congresso ou intervenções no STF(colocar aqueles vagabundos na cadeia). Perto das insanidades do Bozo, as loucuras da DILMANTA eram inofensivas

  2. Mais do mesmo … prolongar e aprofundar a crise política é parte da tática da bandidocracia.

    O ‘Tolete de Tatui’, inimigo público do Presidente, ao liberar o vídeo na íntegra violou a lei para sabotar o governo e empurrar o processo com a barriga. Como disse Saulo Ramos, é um “juiz de merda”.

  3. Terá que explicar nada. É livre a manifestação do pensamento neste país. A fala se deu em ambiente privado e expressa o que a maioria dos brasileiros pensam sobre a suprema Corte. Quem precisa se explicar é o ministro do STF que jogou para a platéia acontecimentos absolutamente alheios ao que se pretendia investigar. Incorreu o ministro do supremo em flagrante crime de abuso de autoridade conforma legislação recentemente aprovada pelo Congresso.
    Supremo é o povo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *