Senado diz ter 5,2 mil servidores e mais 2,4 mil aposentados e pensionistas. Mas Pedro Simon afirma que o total é de 13 mil, incluindo os terceirizados. E agora, José? E agora, Sarney?

Carlos Newton

É um nunca-acabar de gastar dinheiro, só comparável ao buraco negro do Banco PanAmericano de Silvio Santos. Semana passada o colunista Carlos Chagas comentou aqui no blog que Pedro Simon (PMDB-RS) recentemente subiu à tribuna,  fez um discurso e denunciou que existem 13 mil funcionários no Senado.

Mas apuramos que oficialmente a Mesa Diretora só reconhece ter hoje pouco mais de 5,2 mil servidores efetivos e comissionados, e entram na folha de pagamento mais 2,4 mil aposentados e pensionistas, incluindo a partir de fevereiro os inativos Gerson Camata (R$ 26,7 mil), Marco Maciel (R$ 24,4 mil), Jader Barbalho (R$ !9,2 mil) e Cesar Borges (R$ 11,4 mil), conforme já anunciamos aqui.

A diferença nos números é brutal. Nas contas oficiais do presidente José Sarney ficam faltando 5,4 mil funcionários, que seriam os terceirizados. Mesmo que não houvesse terceirizados e só existissem esses 5,2 mil efetivos e comissionados, já seria um número assombroso.

Esse assunto é importante e revelador. Vamos voltar a ele, para mostrar em que pé está o Senado, depois do escândalo das decisões e nomeações secretas, que levaram Sarney a contratar a Fundação Getúlio Vargas para traçar um novo plano administrativo, que jamais foi adotado.

Nos atos secretos, havia todo tipo de lambança, inclusive Sarney aproveitou para nomear uma de suas noras, Rosângela Terezinha Gonçalves, para trabalhar no gabinete do senador Epitácio Cafeteira (PTB-MA). Ela foi contratada depois que seu filho, João Fernando Sarney, teve que ser exonerado após a edição da súmula do Supremo que proibiu o nepotismo nos Três Poderes. O pai de João é Fernando Sarney, filho do presidente do Senado. Mas quem é que se lembra disso?

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *