Senadores acreditam que, com licença voluntária de Chico Rodrigues, STF derrube decisão de Barroso

Gerson Camarotti
G1

Senadores ouvidos pelo blog apostam na licença voluntária como uma saída para o colega Chico Rodrigues (DEM-RR), flagrado escondendo mais de R$ 30 mil em sua roupa íntima.

Caso o ex-vice-líder do governo decida pela medida, a expectativa no Senado é de que o plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) derrube a decisão individual do ministro Luís Roberto Barroso, que determinou afastamento de Rodrigues por 90 dias.

SAÍDA – “Seria uma saída para os dois poderes. Isso não exime a análise do Conselho de Ética, mas tira o constrangimento de votar o afastamento no plenário [no Senado]”, disse ao blog um senador que está acompanhando o caso.

Os parlamentares querem evitar a votação em plenário para se poupar da pressão da opinião pública. Teme-se o desgaste junto aos eleitores para proteger o senador de Roraima. Por isso, os colegas têm pressionado por um afastamento imediato e por conta própria de Chico Rodrigues.

Técnicos do próprio Senado consideram que a análise em plenário é necessária sempre que um ministro do STF decidir uma medida cautelar contra um senador – como é o caso agora. “[A licença voluntária] Pode ser também uma solução para o próprio Supremo, já que esse afastamento precisaria ser dado pelo plenário do STF”, reforçou outro senador.

4 thoughts on “Senadores acreditam que, com licença voluntária de Chico Rodrigues, STF derrube decisão de Barroso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *