Senadores decidem protocolar um pedido de impeachment de Toffoli e Moraes

Resultado de imagem para alexandre vieira senador

Vieira, que é delegado, anuncia que será pedido o impeachment

Daniel Weterman
Estadão

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) anunciou que um grupo de senadores vai protocolar, ainda nesta terça-feira, 16, pedidos de impeachment contra o presidente do Supremo Tribunal Federal, (STF), Dias Toffoli, e o ministro Alexandre de Moraes, após ações determinadas no âmbito do inquérito que apura supostos ataques contra a Corte.

De acordo com o parlamentar, os pedidos terão como argumento a tese de que houve crime de responsabilidade através de abuso de poder na abertura do inquérito, determinada por Toffoli, e nas buscas feitas pela Polícia Federal e bloqueio de redes sociais, determinadas por Moraes.

TRANSPARÊNCIA –  “Não estamos buscando pacificação, estamos buscando transparência”, disse Vieira, quando questionado se haveria uma forma de pacificação que não fosse os pedidos de impeachment.

Para o líder do PSL no Senado, Major Olimpio (SP), a atitude de Moraes é “gravíssima”. “Ministro do STF não pode tudo”, declarou. Ele disse ainda que as recentes ações de Moraes, ao determinar a retirada de notícias do ar e buscas da Polícia Federal contra alvos do inquérito, só reforçam a necessidade de criação da chamada “CPI da Lava-Toga”.

Já o líder do Podemos no Senado, Alvaro Dias (PR), defendeu que eventuais pedidos de impeachment sejam votados no plenário da Casa. “Não vou antecipar julgamento”, emendou.

MINORIA –  O líder da minoria no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse entender que há elementos para pedidos de impeachment contra os dois. “Temos elementos mais do que suficientes”, declarou. “Eu rogo aos membros de bom senso do STF que restabeleçam a ordem constitucional”, declarou, citando o risco de uma “conflagração” entre Poderes.

Parlamentares que defendem a CPI vão insistir que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), coloque o requerimento de instalação no colegiado – que já foi rejeitado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa – para votação no plenário. Além disso, prometem buscar assinaturas para apresentar um terceiro pedido de instalação da comissão.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Nem tudo está perdido. A sociedade civil reage contra os ministros que desvirtuam a atuação do Supremo e o jurista Modesto Carvalhosa não lutará mais sozinho. Demorou, mas está acontecendo, e Bolsonaro já deu o sinal verde a seus seguidores, ao defender a liberdade de expressão. (C.N.)

27 thoughts on “Senadores decidem protocolar um pedido de impeachment de Toffoli e Moraes

  1. Ontem, em um bar da velha Lapa, um praticante idoso dos esportes etílicos-políticos dizia, em alto e bom som, que, depois que a capital do país foi para Brasília o STF virou um Sujo Tanque de Fezes.

    • A Ministra Rosa Weber deu um exemplar da Constituição para Bolsonaro insinuando que ele deveria respeitar os direitos do povo.

      Ela não imaginava que os verdadeiros violadores da Constituição estavam bem ao seu lado.

  2. Os senadores que protocolizaram o pedido de impeachment de Moraes e Toffoli querem holofotes.

    Eles sabem que a maioria do senado não vai deixar passar qualquer admoestação contra o STF, além de o presidente daquele antro de venais sentar em cima desse tipo de iniciativa.

    Aliás, o discurso ontem de Humberto Costa, do PT, foi de causar vômitos intermináveis, diante da sua defesa pungente do Supremo, ao se posicionar contrário à CPI da Toga.

    É o caso de se perguntar os porquês de os petistas não aderirem à CPI:
    O que estão querendo preservar?
    O que estariam impedindo que venha à tona?
    O que existe de tão grave que o povo não pode saber?

    Por outro lado, Gilmar Mendes não sai da igreja!

    Reza diuturnamente para que o glabro colega e o petista presidente do Supremo, continuem fazendo as suas papagaiadas, pois o seu nome foi esquecido.

    Mendes tá mais faceiro que pinto no lixo!

    Curiosamente, se no Brasil agora anda em paz, em Portugal Sua Excelência não pode sequer sair às ruas.
    O brasileiro que se encontra na “terrinha”, cai de pau em cima do ministro, que perambula por Lisboa usando trajes despojados, típicos de turista, nada parecidos com a vestimenta protocolar usada pelo notável conhecedor jurídico!

    É divertido vê-lo se esgueirando pelas lojas ao ser reconhecido, estampando um sorriso amarelo que mais ainda salienta a sua beiçola!

    Bah, mas estamos mal de ministro da Baixa Corte, perdão, da Alta.

  3. O lado positivo disso tudo é que as máscaras estão caindo e o joio está sendo separado do trigo.

    Ninguém pode mais alegar desconhecimento. Todo mundo já sabe quem é quem.

  4. A sociedade pode e deve continuar a pressionar, pois poderá acontecer como na Colômbia, onde o STF local foi suprimido, para ser reorganizado, tal era o descalabro e a esculhambação lá existentes.

  5. Senadores já falam em impeachment de Toffoli e Moraes

    Davi Alcolumbre afirmou que vai pautar em plenário um pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar tribunais superiores
    Senadores já falam em impeachment de Toffoli e Moraes
    © Roque de Sá/Agência Senado

    Notícias ao Minuto Brasil
    HÁ 4 HORAS POR ESTADAO CONTEUDO 17/04/2019

    POLÍTICA LAVA TOGA

    O Senado Federal reagiu às ações autorizadas nesta terça-feira, 16, pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, no inquérito que apura denúncias de ofensas e ameaças a membros da Corte. Um grupo de senadores anunciou que protocolaria nesta quarta-feira, 17, pedidos de impeachment contra o presidente da STF, Dias Toffoli, e Moraes, alegando crime de responsabilidade e abuso de autoridade dos magistrados.

    Em outra reação, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre afirmou que vai pautar em plenário, “em tempo oportuno” e com base em um “compromisso político”, um pedido, que já tinha sido arquivado, de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar tribunais superiores, a chamada “CPI da Lava Toga”. “Regimentalmente, nós poderíamos e deveríamos encaminhar a matéria para o arquivo. Mas a presidência assumiu um compromisso político de submeter a matéria ao plenário”, disse.

    Alcolumbre havia arquivado o requerimento na segunda-feira, dia 15, após o pedido ser rejeitado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. O argumento foi que o regimento interno exigia que eventual recurso para plenário deveria ser apresentado em dois dias úteis após a votação na Comissão, ou seja, até sexta-feira passada. “Esta presidência considerará como se houvesse sido apresentado recurso contra decisão da CCJ, de forma que a matéria será oportunamente pautada para deliberação do plenário.”

    Transparência

    De acordo com o senador Alessandro Vieira (PPS-SE), que recolheu as assinaturas, os dois requerimentos para abertura de CPI têm como argumento a tese de que houve crime de responsabilidade através de abuso de poder na abertura do inquérito, determinada por Toffoli, e nas buscas feitas pela Polícia Federal e bloqueios de redes sociais, ordenados por Moraes. “Não estamos buscando pacificação, estamos buscando transparência.”

    O líder da minoria, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), disse ver elementos para pedidos de impeachment dos dois ministros, e cobrou o julgamento de uma ação protocolada pela Rede, que pede anulação do inquérito como uma solução para a situação. “Eu rogo aos membros de bom senso do STF que restabeleçam a ordem constitucional.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

      • Prezado Francisco Vieira, seja lá o que venha a acontecer, a mancha indelével e o ridículo a que se expuseram , nesta burla à Constituição, já não mais serão removidos das togas sujas de Tóffoli e Moraes. Se eles conseguirem permanecer no STF (eu acredito que não !) lá ficarão como os “Bobos da Corte” , como nos Teatros Satíricos de Antigamente, que se baseavam nos “Bobos da Corte” da época dos Impérios Medievais. Basta ver o que já se fala sobre eles, maciçamente, nas redes sociais, como Facebook, Youtube etc.

  6. Prezado Albuquerque Lima,

    Lembro que, na Venezuela, o poder Judiciário e as FFAA obedecem cegamente a Maduro.

    Quanto à sociedade brasileira pressionar o STF ou que o Legislativo tome iniciativas a respeito de impedir que sigam ministros Moraes e Toffoli, a maioria do senado é contra qualquer rusga com o Supremo.

    Logo, o Brasil e sua população estão diante de um fato novo, que sequer os militares quando no regime de exceção se concederam:
    O Poder Absoluto!

    Nosso Supremo concentra todas e quaisquer decisões, inclusive de cunho religioso, além de elaborar leis quando o Legislativo se omite.

    Se nunca antes conhecemos e convivemos com o Absolutismo, desta vez foi instituído no Brasil de forma muito inteligente, ou seja, nossa Alta Corte permite um mínimo de interferência de outros poderes da sociedade.

    Em outras palavras:
    “Manda quem Toffoli, Odebrecht quem tem Juízes”!!!

    Saúde.

    • Obrigado. Você tem razão, mas nossa trincheira é aqui, explicando, como você é mestre, orientando e divulgando.
      Isto não ficará assim.
      Saúde e um abraço.

      • Albuquerque Lima,

        Por favor, afasta de mim este cálice!

        Não sou mestre de nada e de ninguém.
        Aliás, nem a mim eu soube ensinar!!!

        Dito isso, eu me considero um observador, e registro minhas opiniões com relação ao que vi, senti, pressenti, entendi.

        Na razão direta que não sou ministro do STF, logo infalível, aceito sempre opiniões em contrário.

        Evidente que defenderei as minhas ideias, minhas convicções com a devida garra, denodo e firmeza, até que me provem que estou errado.

        Portanto, quando tu te manifestas concordando com a minha postagem, só me resta agradecer o apoio, e afirmar que sempre estarei publicando verdades.

        Podem ser as minhas verdades, então eu disse acima que poderei retificá-las, mas, a verdade será sempre a verdade, e não as versões é que serão verdadeiras.

        E, neste caso, a verdade é explícita em estampar que estamos diante de um Poder Absoluto, LEVADO A EFEITO PELO SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL!

        Abraço.
        Mais saúde.

  7. A Constituição de 1967 assegurava em seu art. 151:

    “…declarada pelo Supremo Tribunal
    Federal, mediante representação do Procurador-Geral da República,…”

    Destacando, ao final: mediante representação do Procurador-Geral da República.

  8. Que bom que os ditadores Tófolli e Moraes devem ter seus destinos no stf encurtados pelo Congresso. Claro que é um sonho, mas seria uma bela limpeza, ficaria faltando o Levando e o Gilmar para poder escrever stf com maiúscula.

  9. Supremacia judaica: queimando igrejas legítimas sob a lei judaica

    O ativista de direita radical Bentzi Gophstein, que escapou por pouco de acusações de incitamento à violência, foi registrado dizendo que ele inquestionavelmente apóia a queima de igrejas e “casas de idolatria”.

    https://www.ynetnews.com/articles/0,7340,L-4688289,00.html

    Já que em sua lei você pode oficialmente incendiar nossas igrejas, podemos colocá-lo oficialmente na prisão, porque em nossa lei, o incêndio deliberado é um crime.

  10. -” “Não estamos buscando pacificação, estamos buscando transparência”, disse Vieira, quando questionado se haveria uma forma de pacificação que não fosse os pedidos de impeachment.”

    -Pacificação, entre os poderes brasileiros, é um roubar e o outro deixar roubar!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *