Será que alguém ainda defende uma nova intervenção militar?

Resultado de imagem para torturas charges

Charge do Latuff  (Arquivo Google)

Carlos Newton

Os Estados Unidos são um país sórdido, imperialista e dominador, mas têm muita grandeza, é um povo admirável e cultiva algumas práticas democráticas que merecem ser enaltecidas. Uma delas, que o Brasil somente agora começa a imitar timidamente, é a mania de colocar criminoso e corrupto na cadeira, não importa se está idoso e faz xixi na fralda geriátrica. Outro costume extraordinário deles é a transparência nos atos públicos sigilosos, que se tornam públicos assim que termina  o período da quarentena histórica.

Sem paixões ideológicas, o Brasil deveria imitar o que os EUA ou qualquer outro país tem de bom. É triste que sempre precisemos recorrer à matriz quando queremos saber o que realmente ocorreu aqui na sucursal, tempos atrás.

COINCIDÊNCIA? –  Exatamente quando mais se defende uma nova intervenção militar aqui na Carnavália, vem à tona (lá nos EUA) a prática oficial brasileira de executar opositores da ditadura de 64.

É claro que todos sabem das torturas e trucidamentos cometidos pela ditadura, mas nos últimos tempos esses atos de barbarismo passaram a ser sutilmente justificados, sob a alegação de que os militares apenas reagiam aso atos de terrorismo da luta armada.

De repente, é tenebroso ter a confirmação, vinda da matriz, de que a cúpula do governo ditatorial brasileiro, que incluía militares e civis, adotava como política oficial a execução de opositores. É uma vergonha inominável para os brasileiros.

SEM JUSTIFICATIVA – A alegação de que os terroristas faziam pior, porque matavam inocentes, é aparentemente válida, mas nada justifica torturas e execuções sumárias, num país sem pena de morte. Além disso, o governo militar tinha a força das armas e recursos financeiros suficientes para combater e derrotar facilmente a luta armada, que nunca constituiu grande ameaça à ditadura.

Torturas e execuções são considerados crimes contra a humanidade, coisas da Antiguidade, que ocorriam num tempo em que ainda não havia juízes de verdade. Mas parece que o mundo pouco mudou, pois ainda hoje sempre surge quem se disponha a defender essas práticas verdadeiramente monstruosas.

###
P.S. – Nessa situação é sempre bom lembrar Lord Kenneth Clark, um dos maiores historiadores de todos os tempos, que morreu em 1983 sem jamais ter conhecido uma civilização. Sua frase mais célebre é esta: “Civilização? Sei bem o que significa. Se algum dia encontrar alguma, saberei reconhecê-la”. (C.N.)

36 thoughts on “Será que alguém ainda defende uma nova intervenção militar?

  1. São apenas 430 considerados desaparecidos durante o regime militar. Isso nada representa, considerando-se que houve uma guerra. O general Pinochet colocou o Chile no bloco de países do primeiro mundo e livrou os chilenos da escravidão comunista, eliminando 15.000 terroristas. E, para economizar, mandou enterrar dois ou três em cada cova. O Brasil está falido e em frangalhos porque os militares deixaram praticamente todos os terroristas sobreviverem. Eles têm que voltar para concluir a faxina e livrar os brasileiros desse lixo humano que insiste em escravizar, torturar e matar milhões de cidadãos honestos, como fizeram em todos os países em que subiram ao poder. Ainda bem que as Forças Armadas, amadas ou não, são movidas pelo patriotismo, pelo respeito aos cidadãos de bem e em defesa da República. Os reacionários que vivem no século passado ainda esperneiam. Mas, vão morrer sem concluir seus projetos diabólicos.
    Morte aos comunistas/socialistas antes que eles nos escravizem e nos matem.

    • O Presidente Ernesto Geisel era um homem honesto, competente e sério. Se teve que ordenar o que ordenou era porque já conhecia a podridão do judiciário e a inocuidade de levar à prisão e à julgamento elementos daquela periculosidade. A Globo fará como para ouvir o outro lado? Uma sessão espírita?
      Será que a CIA abriria seus arquivos para mostrar ao mundo a quantidade de inimigos do EU que teriam sido “desabilitados” por seus agentes?
      Notícia plantada em boa hora para cooptar ingênuos úteis.

  2. Se fossemos sucursais dos EUA estaríamos anos luz à frente e muito bem financeiramente.
    Isto aqui é sucursal de cuba e segue os passos que a famiglia castro determinar através do foro de sp.
    Veja Taiwan e Coréia do Sul são sucursais dos EUA e estão muito melhor que este infeliz país.
    Quem não abre seus registros históricos são os comunistas que já assassinaram mais de cem milhões de opositores.

  3. Quantos Maduro já matou?
    Quantos Fidel matou e continua matando?
    Quantos Hitler matou?
    Quantos na Russia morreram?
    Quantos morrem todos dias nas ditaduras africanas?
    Os militares erraram, sim. pois fizeram meia faxina.

  4. Aqui faltou multiplicar o número por dez. Aí estaríamos livres destes saqueadores de erário como lula, dirceu, dilma, mantega, luciano coutinho, et caterva.
    Quantos vinte mil executados foram fuzilados pelo amiguinho e mentor esquerdista fidel castro?
    quanto o chavez y maduro já mataram ?
    a esquerda no país já perdeu e enfiou a mão para roubar só que o Povo sabe quem são os bandidos.

    • Afinal, se a tal de anistia foi decretada “geral e irrestrita”, qual o motivo de rebuscar esse tipo de notícia? Com a anistia, a esquerda tomou o poder e aparelhou todos os estamentos do Estado e da sociedade influindo até nos campos da mudança comportamental. O resultado está aí um país desconstruído, corrupto, emburrecido, desacreditado e literalmente assaltado… Como consertar isso? Oferecendo buquês de rosas e discursos politicamente corretos? Em Cuba construíram o “paredón” e disso nada se comenta… Não fosse a contra-revolulção a impedir, teríamos tido um paredão por aqui e muito mais brasileiros teriam sido fuzilados pelos revolucionários vitoriosos… Argh!

  5. Sem dúvida, Brasil vai imitar o que os EUA. E será pelo voto

    Cerca de 20% das cadeiras do congresso norte americano são ocupadas por ex-militares e isso certamente ajuda aquele país a ser uma democracia consolidada e reconhecida como exemplo para o mundo. A sociedade norte-americana tem os militares em alta conta e, obviamente, são grandes formadores de opinião. Dos membros da Guarda Nacional 67% votaram em Trump. 70% dos fuzileiros navais e 63% dos militares do Army escolheram o candidato republicano.

    O voto dos militares foi relevante, mas suas declarações de apoio ao republicano talvez tenham sido mais importantes. Algo parecido deverá ocorrer aqui no Brasil. Esse fator formador de opinião inegavelmente existe também aqui, pois a sociedade leva em consideração a opinião deles e o que pensam.

    • Paulo,
      Vale lembrar, que é quase que obrigatório que para ser presidente do EUA o sujeito tenha servido o exercito caso contrario sua ficha fica no minimo manchada.

  6. “Os Estados Unidos são um país sórdido, imperialista e dominador, mas têm muita grandeza, é um povo admirável e cultiva algumas práticas democráticas que merecem ser enaltecidas. ”

    Então talvez seja melhor, para o tema abordado no artigo, não citar os Estados unidos como referência.

    Gina Haspel, indicada por Trump para ser a nova chefe da CIA, recusou responder, em sua sabatina no senado americano, se considerava tortura uma coisa imoral:
    http://www.informationclearinghouse.info/49396.htm

  7. Sim, ainda tem quem defenda uma nova intervenção militar, eu, por exemplo!

    Escrevi, ontem, que os militares conforme estão sendo ainda julgados após 33 anos que a ditadura terminou, jamais serão levados em conta como força nacional para resolver os problemas que maus brasileiros ocasionam ao povo e país!

    Uma vez que as FFAA estão sendo alijadas do cenário nacional por uma política deletéria e abjeta, em face de erros cometidos no passado, imagina-se que esses mesmos problemas ainda hoje comentados seriam revividos, caso os militares decidissem pôr um fim ao descalabro e desmandos dos parlamentares e do poder Executivo!

    Em outras palavras:
    Militar das FFAA é sinônimo de assassino e torturador!

    Os argumentos que, se agiram com crueldade em certos momentos para se defender dos ataques dos terroristas, e que também são invalidados porque possuíam um contingente maior e mais armas, então não precisariam ter usado de crimes contra a humanidade, torna-se inócuo e um tanto bisonho, haja vista que numa guerra não existe a tal Convenção de Genebra, caso contrário não haveria os tais criminosos de guerra!

    Quando se está defendendo a própria vida danem-se valores e princípios, pois a intenção é sobreviver, e a forma pouco importa!

    A tentativa de se romancear uma revolução, de se erigir líderes feitos de barro, de comandantes heroicos, absolutamente refletem mentes que destoam da realidade sobre o que vem a ser uma frente de combate, onde vale tudo para se manter vivo!

    No Brasil, na década de sessenta, quando a sociedade brasileira admitiu que Jango tinha de ser deposto, a revolução não foi dos militares contra os comunistas e socialistas, mas destes enfrentando as FFAA, de modo que implantassem uma ditadura do proletariado.

    Ora, este nexo causal não pode ser deixado de lado.
    Pois justamente a omissão desse detalhe de fundamental importância, que os radicais de esquerda queriam uma ditadura sua no Brasil, e jamais lutaram pela propalada democracia que adoram arrotar aos quatro ventos – alguns preferem cuspir -, que tem feito dos militares os monstros a serem esquecidos, de jamais assumirem o poder de novo, e de uma campanha sórdida contra uma parcela do próprio povo brasileiro!

    A esquerda, não, pois foi morta e torturada pelos insanos e bestas fardados;
    a esquerda sempre desejou o melhor para o povo e país;
    a esquerda é a melhor opção para o cidadão, dizem os mentirosos e enganadores.

    Pois, a história, na razão direta que possibilitou que os “guerrilheiros” do passado e que sobreviveram à fúria incontrolável dos militares ascendessem ao poder, ao mesmo tempo provou aos brasileiros e à nação que, no Planalto, simplesmente seriam ladrões, incompetentes, irresponsáveis e venais!

    Ou me expliquem esta crise social, política e econômica, classificada como a maior de todos os tempos, ocasionada pelas administrações que sempre se jactaram de ser de esquerda e de se preocuparem com o povo??!!

    Uma nova intervenção militar jamais cometeria os mesmos erros crassos e imperdoáveis do passado, para início de conversa.

    Agora, que temos de dar um fim aos roubos, corrupção e impunidade neste país é indiscutível e, a única saída, quer queiram ou não, reporta-se ao fechamento do congresso e mandar Temer para a cadeia!

    Sem a intervenção militar é possível?!
    Ou preferem que os crimes contra o cidadão continuem impunes, e muito mais graves do que os cometidos no passado pelos militares?!

    • Tem gente que se ancorou no passado e finge não ver o presente para tentar entrar no futuro.
      Não o passado passou já morreram, o presente é o urgente, para podermos chegar no futuro.
      Fechar os potros.
      Enterrar os mortos.
      Cuidar dos vivos.

  8. “…a alegação de que os militares apenas reagiam aso atos de terrorismo da luta armada.

    De repente, é tenebroso ter a confirmação, vinda da matriz, de que a cúpula do governo ditatorial brasileiro, que incluía militares e civis, adotava como política oficial a execução de opositores…”

    “opositores” não, terroristas, é bom deixar as coisas mais explicadas.

    • Oposição é nas ideias e nas urnas e não nas armas.
      E caso esteja nojado com tais fatos veja como é o outro lado para tomar decisões desse tipo.

  9. Morrem no Brasil aproximadamente 60.000 brasileiros anualmente por homicídios e outro tanto por acidentes de transito.
    Nada disso é levado em conta, porque afinal são mortos em plena democracia e isto é o bastante para que se justifique a barbárie.
    Nada disso é levado em conta, porque é apenas “criminológico”, o que importa mesmo são os mortos “ideológicos”, que dizem ser menos de 500.
    Dizer que é vergonhoso para o pais as mortes de opositores ao regime militar, pode até ser verdadeiro, mas o que dizer das mortes aos milhões, que justamente os regimes, aos quais se queria implantar um similar no pais matou? ou melhor, promoveram verdadeiras genocídios e que para nada serviu, ruíram quase todos e os sobraram tentam fazer bomba atômica para chantagear o mundo.
    Bela mesma, é a oposição em Cuba, Venezuela, Coréia do Norte e principalmente da falecida União Soviética, todas passadas nas armas, sem causar vergonha aos que as defendem.
    O regime militar brasileiro foi o que menos matou, até os países que nos rodeiam, mataram muito mais.
    Nada que justifique a morte de um ser humano, por motivos ideológicos, porém deve-se por uma hierarquia na barbárie, denunciar primeiro os que mataram mais. É o que penso.

    • Também acho!
      Esses generais assassinos e torturadores deveriam ter apodrecido nas prisões assim como aconteceu com os generais assassinos da Argentina.

      • Com certeza o maior interessado em travar o avanço do comunismo na América latina, sempre foi dos EUA. Isso é fato inconteste. Ou era isso ou a URSS teria englobado quase toda América do Sul. Guantánamo está aí para mostrar como os EUA tratam seus terroristas e nem por isso vemos seus generais ou presidentes serem presos. Cabe ressaltar que o AI-5 saiu do reforço das ações armadas contra a revolução ou golpe de 64 como a esquerda preferir. Se a esquerda usasse mais a cabeça e não as armas, já teriam sido eleitos a bem mais tempo, pois não haveria necessidade de se manter o governo militar em um país pacificado e relativamente protegido de um golpe de esquerda para mudança de regime. Quanto a intervenção militar, o ganho para o país seria imediato. Falo pelo país e não defendo interesses de organizações, instituições, corporações, etc. Toda experiencia que se sucedeu com os militares assumindo a administração de instituição civil, houve um ganho visível e rápido, APENAS POR FAZER A COISA CERTA E COMO SE DEVE SER FEITA. Sem reinventar a roda criar mecanismos para facilitar a mallandragem. Os militares não estão imunes às falcatruas e as maçãs podres, apenas tem mecanismos e regulamentos que tornam mais fácil, doutrinar ou se livrar deles.

  10. Não li em nenhum comentário quem tenha defendido ou aceito assassinato e tortura!

    Assassinos e torturadores devem ser punidos, mas imagino que de ambos os lados!

    Não posso aceitar que os crimes somente sejam considerados quando praticados pelos militares, enquanto a esquerda terrorista não só posou de vítima, como depois roubou o país e povo de forma incomparável!

    Ou a justiça é feita de maneira igual ou não é justiça, mas qualquer outro significado que se queira dar.

  11. O comunismo soviético matou 80 milhões, e este colunista está indiretamente elogiando, pois os terroristas queriam implantar o comunismo no Brasil, os governantes apenas se defenderam.

  12. Nunca maior do que a dos escribas e fariseus, a pobre justiça do homem não pode reconhecer e honrar a moralidade, sempre derivando de interesses corruptos os julgamentos que saem por baixo das capas pretas, em inútil aparentação de uma dignidade sempre inexistente, mesmo auto-louvando-se como suprema, quando a verdade declara “Seja outro a louvá-lo e não os seus próprios lábios”.

    Malfeitos de ambos os lados, à luz do Sol bem mais da parte desses que até hoje predam o país, temos aí retirado da luz do Sol e ocultado o resultado do tiro no pé que foi a imundície da campanha da verdade. O povo que aprendeu a buscar esclarecimentos hoje alcançáveis encontra sem dificuldade todos os fatos de que precisa para formar seu juízo sobre esses acontecimentos.

    Essa verdade do homem é assim, sistemicamente, sempre imposta, nunca podendo ser reconhecida.

    Muito triste ver o desfile empoleirado das capas pretas pra lá e pra cá, tentando aparentar honra que estão muito longe de poder ter.

    Vez ou outra, no sábio entrelaçamento das circunstâncias que se encerram com as que se iniciam -estas, do novo ciclo-, brilha nessa parte do Universo uma ação que sacia um tanto a sede da moralidade natural que existe no interior de cada ser, com o duplo efeito de desapontar ainda mais tristemente, o apego ao que quando muito só pode aparentar.

    Mais não dá para só aqui dizer-se à ignorância abandonada, nem precisa se diga ao discernimento já macaco velho, que sabe desviar-se das armações da canalhada mundial, sempre em defesa de sua exploração -desde os tempos do assassínio de índios para roubar-lhe as terras, em desrespeito ao sagrado direito de haver chegado primeiro.

    Em suma, temos duas bandas dominadoras no mundo, uma com alguma liberdade outra sem nenhuma, não sendo necessário ser nenhum Einstein para discernir qual a pior e o melhor a se fazer em relação.

  13. A minha indignação e revolta é que recai sobre a instituição militar – FFAA -, o conceito de que é composta por assassinos e torturadores.

    Esta generalização é que deve ser combatida, justamente a razão pela qual escrevo não só em defesa desta instituição, como para esclarecer ao inculto e incauto que os exageros devem ser postos de lado.

    Se existem provas indesmentíveis e insofismáveis contra torturadores militares, deveriam ser punidos, sim.
    Agora, se também temos à disposição condutas criminosas por parte dos “guerrilheiros”, que torturaram e mataram quem estava preso por eles, a punição deveria ser a mesma, menos receberem indenizações e pedidos de desculpas.

  14. Carlos Newton deu uma bola fora. Num momento venera o Estados Unidos, em outro degenera os americanos, não consegui distinguir a sua explanação. A prisão de Guantanamo, administrada pelos EUA, têm histórias mil sobre torturas e mortes misteriosas, e aí?! CN, o que você diria para descrever essa monstruosidade que imperou em pleno século XXI? Se os militares tivessem agido com rigor ao tamanho da violência e intimidação que os terroristas o fizeram, talvez hoje não sofreríamos as dores do comunismo/socialismo que nos tentaram impor. Fica o registro.

  15. Se o Brasil tivesse sido “vendido”, como que deveria ser chamado neste momento?

    Como que podemos qualificar os roubos contra a Petrobrás?
    De doações a partidos políticos e seus dirigentes?

    E os rombos nos fundos de pensão?

    Ora, se isto não é não só ser entreguista, mas falir com o país, então o resto é simplesmente o resto.

  16. O mais engraçado é que o golpe teve o apoio decisivo dos Estados Unidos, conforme comprova o filme “O Dia que durou 21 anos” (link abaixo) e os métodos de tortura foram ensinados aos militares brasileiros também pelos americanos, na Escola das Américas, o War College do Panamá, e também pelos ensinamentos de adidos diplomáticos disfarçados que na verdade eram professores de tortura, dos quais o mais famoso foi Dan Mitrione, que dava aulas de tortura utilizando mendigos que eram recolhidos nas ruas pelas forças da repressão.

    https://www.youtube.com/watch?v=v-HhhdgYOaA

  17. Em 1964, se mantinha a “matriz” em Washington, ou se transferia para Moscou, era a única escolha.
    Como os americanos eram mais “persuasivos”, a capital deles ficou sendo também nossa.
    Tivessem os comunistas levado a melhor, hoje a “matriz” seria em Havana.
    A propósito, o Tchê Guevara morreu onde? E fazendo o que? Certamente queria que a Bolívia fosse um estado soberano, independente e democrático, como Cuba.
    100 mil fuzilados e ninguém diz nada, tenham a santa paciência e parem de encher o saco com a ditadura, já era, já foi, vamos é tratar de correr atras do ladrões da “democracia”.

  18. O problema é que comunista, nazista e fascista, matam milhões quando chegam ao poder. A história não nos deixa mentir e aí . A tortura é de praxe nesses regimes.
    São perigosíssimos, quando vivos.
    Ainda a pouco temos o professor de uma universidade do Rio, pregando o paredón para aqueles que não aderirem ao comunismo. Marilena Chaui declara: “Eu odeio a classe média”….e por aí vai.

  19. E difícil esperar algum futuro para o Brasil quando muitos( e coincidentemente todos com acesso a a mídia e informação/formacao:jornalistas,professores,”cientistas sociais”, políticos de esquerda etc) insistem em pautar a vida é o futuro nacional pela sua visão torta. Será que é crime pensar que passados tantas anos podemos olhar 64 e seus anos posteriores com um pouco mais de distanciamento ideológico?
    Teria sido melhor com jango cgt e intromissão da URSS (essa pode como em Cuba e Venezuela so não pode o usa) ????
    A dívida com os “herois”guerrilheiros mesmo que NUNCA tenham pensado em implantar uma democracia não foi paga?
    Não chega o culto, a reverência, as milionárias indenizações, e aposentadoriase, a lavagem cerebral e o aniquilamento do pensamento racional no Brasil, os milhões de livros,filmes e artigos laudatórios ? ??
    Não chega todo o poder obtido desde 79 em todos níveis? ?
    Não chega toda a comprovação de sua incompetência e ma intencao com o pais e seus filhos ,permanente?
    O QUE MAIS NOS POBRES BRASILEIROS nAO DE ESQUERDA Temos que fazer?
    Já permitimos reescrever o passado, se lambuzarem no presente e matarem nosso futuro..O que mais querem?.?
    Nunca teremos outra agenda que nao Seja conceder todo poder e opinião a esquerda ou passar pedindo desculpas por não faze-los???
    O Brasil não terá paz enquanto não formos uma Cuba ou Venezuela ou Coréia ou Albânia (tão idolatrada durante a “luta” contra ditadura e agora tão esquecida? O camatada huxova deve se revirar vendo manoela e rebelo)
    Enfim sejamos todos comunistas ou soframos a ira dos deuses

    Ah antes que os deuses me amaldiçoem, fui sindicalista petista, mas não sou cego,fanático e gosto de imaginar que ainda posso pensar.

  20. Condenável os crimes produzidos em TODAS as ditaduras. Interessante é que alguns aqui no paisínho são contra nossos ditadores e a favor dos outros!

    Ditadura é guerra interna. Aconteceu em todos os regimes ditatoriais. Alguém conhece algum onde a ditadura foi democrática e sem vítimas.

    Talvez sejam verdadeiras as informações.

    Apenas como história, quem pode informar quantos brasileiros, militares ou não, foram mortos pelos que morreram e pelos companheiros deles que viveram, alguns até hoje? E algum deles, ainda vivo, mereceu alguma punição ou foi “anistiado e recebe aposentadoria”?

    A ingenuidade é uma arma utilizada para enganar os fracos e incultos.

    Nos dias atuais, EM UM MES, são mortos milhares de brasileiros por mes!!! isto justifica o que foi feito na ditadura? Claro que não. Iso anula, cancela ou apaga responsabilidades? Claro que não.

    O ruim é quando isto marca somente um lado: todos são acusados de bandidos, assassinos. Já do outro, só vítimas!

    Acho que a forma e os que usam episódios assim para atacar só um lado, sem oferecer o contexto todo e todos os atores e suas “façanhas”, não pode merecer a atenção que estão a pedir.

    Fallavena

  21. Realmente, C.N., civilização…
    Civilidade, aqui no Reino Unido tem de sobra, a maioria é educada, o motorista de ônibus nunca pôe o veiculo em marcha ate que os velhinhos estejam sentados e seguros; os bons modos são a lei, ninguém altera o tom de voz, fala-se baixinho em publico, e duas simples palavras – Please e Thanks – abrem todas as portas.
    Por traz desse ‘mundo cor de rosa’ estão milhões de ….. deixa pra lá…. que descansem em paz.
    Que fiquem com a ideia do James Bond, e a velhinha de tudo combinado numa cor só…

    Êta povo esperto, cara! Business! O nome de toda a criminalidade, toda tortura do mundo, é na verdade Business e os britânicos o praticam como ninguém!
    Nao é a toa que os bandidos chamam a margem do lago de Itaipu na fronteira Brasil-Paraguai de Britânia…

    A ‘civilização’ começou exatamente como Stanley Kubrick mostra na cena dos macacos em ‘2001’; ela nao tem sido o agrupamento de indivíduos, mas o ‘pegar na ferramenta’….
    Uma frase do Kubrick diz tudo:

    “As grandes nações sempre agiram como gângsteres e as pequenas nações como prostitutas.”

    Agora, imagine se usássemos todo o dinheiro gasto em apenas 1 ano com armamentos em todos os países, e vestíssemos, alimentássemos e educássemos todos os pobres do planeta.
    o dinheiro de um ano é suficiente para fazer isso pelo menos 3 vezes!

    É uma pena, que com toda essa alegria, toda a musica, a arte, tanto sol, o brasileiro viva de imitar tudo que há de pior neste mundo….

    Business….

    PS: o próximo presidente do Brasil não será eleito pelo voto seu, nem meu; quem escolhe o presidente do Brasil chama-se business.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *