‘Será que não está na hora de termos um ministro evangélico no STF?’, sugere Bolsonaro

Jorge William / O Globo

Bolsonaro leva a Presidência na brincadeira e só fala bobagens

Marco Grillo
O Globo

O presidente Jair Bolsonaro criticou nesta sexta-feira a possibilidade de o Supremo Tribunal Federal ( STF ) enquadrar a homofobia como crime de racismo e sugeriu que é o momento de o país ter um ministro da Corte declaradamente evangélico . Em encontro da Convenção Nacional das Assembleias de Deus Madureira, em Goiânia, afirmou que o STF, ao tratar do tema, “ao que parece, quer legislar”.

Já há maioria no Supremo a favor da criminalização da homofobia, mas o julgamento foi interrompido e deverá ser retomado na semana que vem. Durante a semana, Bolsonaro e o presidente do STF, Dias Toffoli, se encontraram em três oportunidades: quando anunciaram a intenção de firmar um pacto pelo “crescimento”, no café da manhã com os presidentes do Supremo, da Câmara e do Senado; no lançamento da Frente da Marinha Mercante, no Clube Naval, em Brasília, no café da manhã oferecido a deputadas.

ESTADO LAICO — O Supremo Tribunal Federal agora está discutindo se homofobia pode ser tipificada como racismo. Desculpem, ministros do supremo tribunal federal, a quem eu respeito, e jamais atacaria um outro Poder. Mas, ao que parece, estão legislando. O Estado é laico, mas eu sou cristão. Como todo respeito ao Supremo Tribunal Federal, existe algum, entre os 11 ministros, evangélico, cristão assumido? Não me venha a imprensa dizer que quero misturar Justiça com religião. Será que não está na hora de termos um ministro do Supremo Tribunal Federal evangélico? – disse Bolsonaro, sendo bastante aplaudido pelos presentes.

###
‘O ESTADO É LAICO’, ADVERTE MARCO AURÉLIO
Carolina Brígido   
   /       O Globo

O ministro Marco Aurélio Mello , do Supremo Tribunal Federal ( STF ), lembrou nesta sexta-feira que o Estado é laico – e a Corte, como parte do Estado, não poderia ser formada segundo critérios religiosos. Para o ministro, os integrantes do tribunal devem ser escolhidos pela a formação jurídica e a defesa da Constituição Federal. A declaração foi em resposta ao presidente Jair Bolsonaro que questionou em discurso se não era o momento de se nomear um ministro evangélico para o tribunal.

— Não sabemos se alguém professa Evangelho. Temos católicos e dois judeus (Luiz Fux e Luís Roberto Barroso). Mas o importante é termos juízes que defendam a ordem jurídica e a Constituição. O Estado é laico. O Supremo é Estado — disse o ministro.

Entretanto, Marco Aurélio não criticou a fala de Bolsonaro. Considerou o discurso um “arroubo de retórica”, parte do direito à liberdade de expressão. “Foi a visão dele, potencializando o lado religioso. Foi um discurso, um arroubo de retórica, algo permitido numa democracia, em que é assegurada a liberdade de expressão” — ponderou.

VAGA DE MORO? – Recentemente, Bolsonaro anunciou que a próxima vaga do STF, esperada para o fim de 2020, será preenchida pelo ex-juiz Sérgio Moro, hoje ministro da Justiça.

— Não se sabe se ele é evangélico, mas quem sabe? Talvez ele se converta agora — brincou Marco Aurélio.

Bolsonaro fez a observação quando se referia ao julgamento sobre a criminalização da homofobia. Seis dos onze ministros já votaram a favor. O presidente considera que o placar demonstra vontade do Judiciário para legislar. Marco Aurélio ainda não votou. Mas, durante as discussões em plenário, ressaltou que é tarefa do Congresso Nacional criar lei específica para punir a homofobia.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
– Marco Aurélio Mello tem razão. O Estado brasileiro é laico. Bolsonaro não sabe acom é primário e inculto. Se continuar misturando estações, não vai dar certo, é claro? Estamos num governo amador e preconceituoso. Infelizmente. (C.N.)

16 thoughts on “‘Será que não está na hora de termos um ministro evangélico no STF?’, sugere Bolsonaro

  1. Será que não existe alguém que fale para esse imbecil, que governar um país é diferente!

    Eu como brasileiro, não quero saber que porcaria está no poder, quero que a democracia e os direitos sejam minimamente respeitados.

    Eu, como muitos, estamos cheio de tantas idiotices.

    Desculpem-me, estou um pouco nervoso….

  2. 1) Circulando nas redes sociais:

    2) “Se Educação não fosse importante, não teríamos tantas autoridades forjando currículos e diplomas”.

    3) Já tivemos muitos católicos nos Poderes, ao longo dos séculos. Ao que tudo indica chegou a vez dos Neopentecostais Evangélicos nos Poderes.

    4) Eis a impermanência.

  3. Numa conversa Real entre a Rainha Mary, avó da Rainha, disse certa vez:

    “Monarquia é a sagrada missão de Deus para abençoar e dignificar a Terra.

    Para dar às pessoas comuns um ideal pelo qual viver.

    Um exemplo de nobreza e responsabilidade para elevá-las de suas vidas miseráveis.

    Monarquia é um chamado de Deus.

    Por isso a coroação é numa abadia, não num prédio governamental.

    Reis e Rainhas são ungidos, não indicados.

    É um Arcebispo que põe a coroa em sua cabeça, não um ministro ou funcionário público.

    E por isso responde a Deus em seu cargo, não ao publico.”

    A Rainha responde:

    “Em qualquer sociedade justa, Igreja e Estado deveriam ser separados.

    Que se Deus tem servos eles são padres, não Reis.

    Há famílias reais que foram destruídas porque o povo achou que personificavam idéias indefensáveis e irracionais.”

    Rainha avó responde:

    “Esses representantes “reais”, aventureiros e novos ricos, remontam a quanto? 100, 150 anos?

    O que sabem eles de Alfredo, o Grande?
    Do Cetro da Igualdade e Caridade?
    Guilherme, o Conquistador, ou Henrique VIII ??

    É a igreja da Inglaterra, querida, não a igreja da Dinamarca ou da Grécia”

    —–

    Deixo a pergunta:
    Quem esse dromedário do Bozoladio pensa que é?
    Qual suas conquistas e grandezas??
    Uma facada no bucho????

    O cara só deu com os burros n’água até agora, e se acha divino?

    Um D’Artagnan, com seus 3 mosquiteiros??
    Um PSICOPATA isso sim !!!!

    Tanto a Coroa como o Estado servem para proteger o Povo dos valores que esse imbecil vem praticando no governo: fascismo, maldade e tirania…

    Que evapore, como um nevoeiro…..

  4. Discussão estéril, não?
    Acho que a agenda do nosso monarca anda meio vaga, pois sua realeza achou tempo para defender tese frente a uma platéia nada laica. Um evangélico! É o que falta para por o STF no eixo e salvar o país.

  5. Seguindo o raciocino do Boçalnaro, podemos dizer:

    Será que não está na hora de termos um ministro macumbeiro no STF?

    ou

    Será que não está na hora de termos um ministro espírita no STF?

    ou Será que não está na hora de termos um ministro hare krishna no STF?

  6. Essa idéia do Bolsonaro parece decorrer mais da mania brasileira de copiar temas de discussão da política americana. Mas nos Estados Unidos a questão tem certa pertinência, porque há algumas décadas a suprema corte americana se tornou constituída apenas de católicos e judeus, isso num país onde 60% da população é protestante/evangélica. Não se trata de preconceito religioso, mas da constatação do fato de que a composição da suprema corte ianque não reflete culturalmente a população. Vale ressaltar que a esquerda americana não tem nenhum problema em criticar os magistrados católicos:
    https://www.laprogressive.com/catholic-supreme-court-justices/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *