Sérgio Moro diz ter conversado com Bolsonaro e o clima entre eles ficou “pacificado”

Resultado de imagem para moro no panico

Moro deu entrevista ao programa “Pânico” nesta segunda-feira

Deu no Correio Braziliense

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que conversou com o presidente da República Jair Bolsonaro sobre a permanência no governo e que a questão foi pacificada na sexta-feira (24/1). Em entrevista nesta segunda-feira à rádio Jovem Pan, no programa Pânico, Moro afirmou que continua no governo e brincou com a cobrança para permanecer no ministério: “vai ser o segundo Dia do Fico”.

Para reforçar a afirmativa de que continua no primeiro escalão do governo Bolsonaro, Moro, que está cumprindo agenda em São Paulo, como a entrevista ao programa, disse que embarcará em breve para Brasília.

À Jovem Pan, o ministro ainda comentou a melhora nos números da segurança pública. “Os números (de homicídios e roubos a cargas) caíram, mas eram muito ruins”, afirmou Moro. “As coisas estão melhorando, mas os números remanescentes são muito altos. Até ter uma percepção melhor, vai levar um pouco mais”.

NOMEAÇÃO AO STF – O ministro considerou nesta segunda-feira ser “natural” sua indicação ao Supremo Tribunal Federal após a aposentadoria do ministro Celso de Mello, em novembro deste ano, quando completará 75 anos e terá de deixar o cargo.

O ministro de Bolsonaro, no entanto, disse que há alternativas ao seu nome, como o advogado-geral da União (AGU), André Mendonça, e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Jorge Oliveira.

“Há outros nomes e acho que o presidente só vai fazer essa escolha no momento apropriado. Mas dizer, assim, que eu não gostaria? Claro (que gostaria)” — afirmou.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG
Muito interessante essa entrevista do ministro Sérgio Moro ao programa Pânico, porque mostra que ainda há diálogo entre ele e o presidente da República. Se os dois chegaram a um acordo na sexta-feira , é sinal de as coisas vão se acalmar entre os dois a curto prazo, embora essa situação seja apenas nuvem passageira, porque o relacionamento deles está por um fio e já ficou claro que mais para adiante, a longo prazo, cada um vai trilhar seu próprio caminho. (C.N.)

 

29 thoughts on “Sérgio Moro diz ter conversado com Bolsonaro e o clima entre eles ficou “pacificado”

  1. Vídeo nas redes sociais mostram o Ciro Gomes comemorando acordo com o presidente da Câmara o boicote ao plano de segurança pública do Moro.
    O Brasil precisa dar errado!

  2. O Ministro Sérgio Moro não poderia falar nada de diferente. Foi sensato e deixou o falastrão numa sinuca de bico.

    O terrivelmente já é refém do Moro, isso é cristalino.

    O boquirroto tomará uma invertida de luxo do Moro.

    Como o próprio bolsonaro disse lá na Índia, “em política tudo muda o tempo todo”.

    Pois é, pode esperar que vai mudar…
    Simples assim.
    Atenciosamente.

    • Espectro, assino embaixo.
      Quem não tem preparo,nem capacidade para subir e evoluir, procura empurrar, ou eliminar quem está acima para baixo.
      Tanto o general Mourão como o ministro Moro, estão em todos os pontos de vista muito acima do presidente.
      Bolsonaro consegui eliminar o general SAntos Cruz e o Bebiano, mas não pode demitir o general Mourão, nem o Moro ,grande nome do governo. Bem que vem tentando, mas deve ter sido alertado, se demitir o Moro seu governo perde toda a credibilidade. Teve que voltar atrás , como sempre faz dos erros que comete.

  3. Tem gente que e inocente ou finge impaciencia, ele, Sergio Moro declarou que nao ha atrito e que apoia por questao de lealdade, uma ova, o interesse dele e ser indicado ministro do stf, nao caio nesta esparrela, nao sou burro, sou pela justica, mais com justica, nao tenho preferencia e nem sou partidario, mas ser tao inocente, nao sou, quem quiser que caia nessa.

  4. Esse Pânico parece que não sei, pô. Os caras dizem que não são de direita, nem de esquerda e nem de centro, e que são contra o sistema apodrecido, mas só entrevistam as duas vias do dito-cujo sistema apodrecido, ou seja, só entrevistam a turma do golpismo ditatorial, do partidarismo eleitoral e dos seus tentáculos, velhaco$, pela direita, pela esquerda ou pelo centro, pela oposição ou pela situação. Quando será a turma do Pânico vai entrevistar o pessoal da Terceira Via de Verdade, da Democracia Direta com meritocracia.

  5. Apesar de alguns entusiastas da reeleição de Bolsonaro, e uma boa parcela de colegas apoiando Sérgio Moro para o Planalto nas próximas eleições, penso que ainda é cedo para previsões e preferências.

    Caso Bolsonaro seguir na sua política social, política e econômica, deixando de fora pobres e miseráveis, analfabetos e desempregados, afirmo que não se reelegerá.
    Dados da semana passada informam que existem 39 milhões de trabalhadores com carteira assinada;
    portanto, temos 20% da população registrada em folhas de pagamento;
    considerando que crianças, idosos e aposentados, estejam na ordem de 50% do povo que não pode ou ainda não está em idade, os números confirmam 60/70 milhões de cidadãos desempregados, independente daqueles que estão ganhando alguns trocados na economia informal.

    Tal massa de gente que não contribui com impostos e arrecadações para a Previdência e IR, simplesmente mais dificultam o desenvolvimento, que se agrava também com os nossos espantosos índices de analfabetismo absoluto e funcional!

    Quanto a Moro, percebe-se à distância que não é lá um grande comunicador.
    Inexperiente em termos políticos, e como administrar uma nação do porte da nossa, além da sua complexidade social, Moro não serviria para nada somente com a sua presença, e de ser uma pessoa honesta.

    Moro precisa se mostrar para o povo;
    afora querer aprovar um pacote anticrime rejeitado sempre pelos venais, que não querem ser facilmente flagrados em seus crimes, o parlamento jamais o apoiará na sua pretensão, mesmo porque os parlamentares têm plena consciência que concordar com Moro nas suas ideias de combater a desonestidade, é aumentar as suas chances de se tornar um candidato fortíssimo.

    Eu ainda reservo minhas opiniões a respeito.
    Muito cedo, e com o Brasil ainda em situação grave política, econômica e socialmente!

  6. Então, entremos nós “trilhos”, oras pois…:
    VIVIR LA VIDA TODOS LOS DIAS Y DISFRUTAR LO MAXIMO POSIBLE
    Kobe Bryant esposo, papá de 4 mujeres, basketballista, con una carrera de más de 800 millones de dólares, muere en uno de los mejores momentos de su vida, con su hija de 13 años en un accidente en helicóptero.
    Un hombre que tenía todo lo que cualquier ser humano pudiera soñar.
    Estos momentos nos hacen reflexionar que la vida es frágil, que de un momento a otro absolutamente todo puede cambiar, que no somos dueños de nada, incluso ni de nuestra propia vida.
    Disfruta tu vida, aunque sea prestada.
    Abraza a tus hijos y que siempre sepan cuánto los amas.
    Disfruta a tus amigos y familiares.
    Si te has alejado de Dios o nunca lo has buscado acercate a El, te está esperando con los brazos abiertos, así como estés, no esperes a ser perfecto.
    Hoy es el dia…mañana quien sabe.

    Esta noche antes de ir a dormir da gracias. No te reproches las deudas, el no tener trabajo, o que algo salió mal. Al terminar la noche, mira a tu alrededor y si ahí está tu familia completa, ¡DA GRACIAS! Porque justo hoy, al terminar el día, miles de familias alrededor del mundo irán a la cama con dolor y luto por haber perdido lo más preciado, un ser querido.”

  7. Chicão, não é cedo não.
    O bolsonaro fala em reeleição desde que se elegeu… né?

    Agora é o seguinte: ele nos espezinha todos os dias, de um lado, e nós o espezinhamos do outro, rsrs

    O boquirroto traidor da pátria tá de dar pena. Apavorado!!
    A ascensão meteórica do Moro lhe tira o sono.
    Bora espezinhar, Chicão!!
    rsrs…
    Forte abraço e muita saúde pra aturar toda esta doença.
    Cordialmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *