Serra desiste da prefeitura: presidente ou governador?

Helio Fernandes

Abandonou a ideia inicial de voltar à prefeitura, para garantir pelo menos a máquina. Por que desistiu? Elementar. Candidato a prefeito, ficou apenas 15 meses, deixou 33 para o então desconhecido Kassab.

Agora, se convenceu: não pode repetir a farsa, a fraude, a falsificação. Isso seria denunciado logo, não teria voto. Tentará a presidência (com 72 anos), aceitará ser governador, como “compensação”.

***
KASSAB SE ESCONDEU

Estava a “mil por hora”, parecia o político mais cobiçado, o mais procurado, o mais fascinante e fascinando muita gente. Comprometidos, quase todos, com sua nova-velha legenda.

Fez uma campanha excelente com os amestrados, não saía das Primeiras. Inesperadamente sumiu do noticiário, o “efeito” Lula atingiu-o de forma inclemente e cruel. O que é o efeito Lula em São Paulo? A candidatura do ministro Fernando Haddad.

Não por causa dele e sim pelo ex-presidente. Lula já disse: “Vou lançar o Ministro da Educação. Como jamais disputou eleição, a vitória será atribuída ao meu apoio”. E acrescenta rindo muito: “Ninguém duvida disso”. Muito menos Kassab.

***
SÉRGIO GUERRA PRESIDINDO

O partido “passa recibo” na falta de importância. Seu presidente era esse que está no título, exercia o mandato de senador. “Viu” que não se elegeria, preferiu ser deputado, pelo menos isso. Mas presidente do partido? E por imposição de Serra? Esse é o verdadeiro quadro-radiografia do PSDB, que não é oposição nem governo.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *