Serra desmente Serra, fatos são fatos

Helio Fernandes

Durante a campanha presidencial (a segunda, que desde a primeira eu dizia que ele não ganharia) o ex-governador tinha uma predileção: exaltar a própria dignidade, honestidade, “não podem me acusar de coisa alguma”. Não era bem assim.

Serra não tinha a credibilidade que apregoava, como também estavam envolvidos nas maiores tramóias, com formidáveis “lavagens” de dinheiros ganhos ilegitimamente, sua filha e seu genro.

E mais: Serra estava e esteve sempre mais ligado ao aventureiro financeiro Daniel Dantas do que Gilmar Mendes. E ele e a família (a filha e o genro), sócios de empresas de Dantas e também de sua irmã Veronica Dantas. Que complô.

***

PS – Serra sempre fez questão de dizer e repetir: “Fui muito pobre, meu pai era quitandeiro”. Nada contra, é evidente, louvação para quem consegue se elevar, e não apenas financeiramente.

PS2 – Mas a “ascensão” de Serra foi uma farsa e uma fraude, o enriquecimento inexplicável e sem origem, perdão, com a origem mistificadora que está assombrando o país. E o mais grave é que Serra “não se despediu”. Disse: “É APENAS UM ATÉ LOGO”.

PS3 – Serra no momento está na França numa das propriedades do genro, que era pobre quando veio para o Brasil, agora é tão rico quanto o sogro.

PS4 – O ex-governador enquanto “descansa”, traça e projeta a forma de voltar do “até logo”, pronunciado por ele mesmo. Só que não pode mais iludir a opinião pública, enganar o cidadão-contribuinte-eleitor.

***

LIÇÃO DA ELEIÇÕES

Marcílio: Caríssimo Helio Fernandes. Obrigado pela existência deste blog nas eleições. Que debate maravilhoso proporcionou aos eleitores. Apesar de alguns principiantes, com certeza saíram mais amadurecidos, não importando o lado vencedor”.

Comentário de Helio Fernandes:
Excelente tua colocação, Marcílio. O objetivo era debater, nao importando, como você disse, o lado vencedor. Eu mesmo desde o início declarei que nao votaria nem em Dilma nem em Serra. Alguns (poucos) não entenderam, mas o principal foi atingido.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *