Serra recebeu R$ 220 mil em garrafas de vinho, segundo delação da Odebrecht

Serra era chamado de “careca” e “vizinho” nas planilhas da empreiteira

Deu no O Tempo

O senador José Serra (PSDB), ex-governador de São Paulo, recebeu cerca de R$ 220 mil em vinhos entregues pela construtora Odebrecht ao longo de cinco anos. É o que relatam as delações premiadas dos ex-executivos Carlos Armando Guedes Paschoal e Benedicto Barbosa, de acordo com a emissora “CNN Brasil”.

De acordo com os relatos feitos nos acordos de colaboração, o político, que era chamado de “careca” e “vizinho” nas planilhas da empreiteira, era presenteado por ocasiões de seus aniversários e nas festividades de Natal.

PRESENTE DE NATAL – Entre os vinhos recebidos por Serra, de acordo com os delatores, estariam seis garrafas de um Romanée Conti Grands Echezeaux. Cada garrafa da bebida custa R$ 21,5 mil. O presente chegou no Natal de 2009, quando Serra se preparava para ser candidato à Presidência da República pela segunda vez.

No total, foram 66 garrafas de vinho para o tucano, incluindo Alma Viva Primeira safra 1997, Chadwick, Don Melchor 2003, Léoville Las Cases, Carmin de Peumo, Chateau La Mission e Rosseau Clos-de-Beze. Em cada ocasião chegavam no mínimo seis e no máximo 12 garrafas para Serra.

PAGAMENTOS – A delação também aponta pagamentos de cerca de R$ 18,6 milhões a uma conta suíça de Ronaldo César Coelho em  moeda brasileira e estrangeira. Em valores de hoje, os repasses chegam passam de R$ 37 milhões. Coelho é apontado como operador do tucano, o que tanto as defesas dele quanto a de Serra negam.

O tucano ainda não se manifestou sobre as informações divulgadas pela CNN Brasil. Já a empreiteira diz que os fatos são antigos e reconhecidos pela própria empresa, que tem colaborado com a Justiça. “A Odebrecht se transformou inteiramente. A empresa tem hoje controles internos rígidos, que reforçam o compromisso com a ética, a integridade e a transparência.”

###
SEUNDO A DELAÇÃO, CONSTAM O SEGUINTES TIPOS E VALORES DE VINHOS CONSIDERADOS PELOS INVESTIGADORES:

Aniversário de 2007
6 garrafas Alma Viva Primeira safra 1997 Valor unitário: total: R$ 2.380
6 garrafas Sena 2001 Valor da unidade: R$ 1.680

Natal de 2007
12 garrafas Chadwick
Valor médio unidade: R$ 1.613

Aniversário de 2008
12 garrafas Don Melchor 2003
Valor unidade: R$ 720

Aniversário de 2009
6 garrafas Léoville Las Cases
Valor unidade: R$ 1.600

Natal de 2009
6 garrafas Romanée Conti Grands Echezeaux
Valor unidade: R$ 21,5 mil

Aniversário de 2010
6 garrafas Carmin de Peumo
Valor unidade: R$ 954

Natal de 2010
6 garrafas Chateau La Mission
Valor unidade: R$ 5,8 mil

Natal de 2011
6 garrafas Rousseau Clos-de-Beze
Valor unidade: R$ 3,5 mil

7 thoughts on “Serra recebeu R$ 220 mil em garrafas de vinho, segundo delação da Odebrecht

  1. Grande Honra Minha Ser o Mais Novo Comentarista / Colunista deste Site Tribuna da Internet ( Imprensa ) – vou sempre está atento e comentando sobre a Notícia Sempre que fatos e fatos esteja acontecendo estarei Presente aqui com certeza: Cesário Oliveira – 2020.

  2. Atenção temos no Brasil a Abi, Ari, Fenaj
    e SJMRJ – vamos todos nos Jornalistas de todo o Brasil agora em 2020 – fortalecer a luta de todos os Jornalistas do Brasil ficando Sócio do Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de Janeiro – fundado em 1954
    – Obs. o SJMRJ Emite a Carteira de Jornalista do SJMRJ ( Identidade Original de Jornalista ) – com validade nacional – Atenção Todos Jornalistas / Blogueiros / Alunos do Primeiro Ano de Comumunicacao
    Social / Jornalistas – SJMRJ Esta no Facebook e só visitar ok.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *