Sessenta tons de vermelho (ou 60 motivos para não apoiar o PT)

Percival Puggina

Atendendo solicitação de leitores, republico aqui um artigo que postei em outubro de 2014. Sugerem os leitores que o publique e permaneça aberto a receber novas sugestões para posterior inclusão, ampliando a lista. Aguardarei as sugestões dos leitores. Este site, assim como minhas páginas no Facebook são frequentados por pessoas de alto nível e boa educação, de modo que quaisquer agressões e grosserias serão eliminadas. Com pequenas correções e adaptações ao momento atual, o texto era como segue.

Lembro, inicialmente, que o PT foi fundado em 1980 e atuou na oposição nacional durante 22 anos, até alcançar o poder com Lula, em 2003. Durante esse período, quem houver observado atentamente os fatos políticos, terá percebido que o PT atrapalhou sucessivos governos. Só para recordar:

1. votou contra a Constituição Federal;
2. foi contra o Plano Real;
3. criou organizações para promover a luta de classes, conflitos raciais, conflitos de gênero, invasões de terra, violência sindical;
4. foi contra todas as privatizações;
5. foi contra a lei de responsabilidade fiscal;
6. foi contra o cumprimento de nossas obrigações com credores externos;
7. foi contra a geração de superávit fiscal;
8. foi contra o agronegócio e a agricultura empresarial que o PT queria (e ainda quer) substituir por assentamentos do MST;
9. foi um partido golpista, tentando derrubar quem se antepusesse a seu projeto de poder;
10. se é verdade que apontou à nação alguns corruptos, firmando um conceito de partido diferente, formado por gente de bem, gente honesta, também é verdade que assassinou reputações, e, quando chegou ao poder, juntou-se aos maiores canalhas da República.

AGORA, AS COISAS COM O PT NO GOVERNO

  1. O PT, no governo, mostrou ser um partido capaz. Capaz de qualquer coisa.
    12. Há 12 anos, tenta reimplantar a censura através do marco regulatório da imprensa que pretende criar uma arbitragem sobre conteúdos;
    13. através da criação do Conselho Federal de Jornalismo para punir jornalistas considerados incômodos;
    14. através do PNDH-3;
    15. através do marco civil da internet, que inicia censura virtual;
    16. através do PLC 122 (da “homofobia”) e seus disparates;
    17. através da imposição do “politicamente correto” e da novilíngua e das confabulações do Foro de São Paulo.
    18. Dá apoio e refúgio a terroristas (Cesar Battisti é apenas um dos casos).
    19. Captura e devolução a Fidel os boxeadores cubanos.
    20. Apoia politicamente e financia os governos comunistas de Cuba, Venezuela e demais países do Foro de São Paulo;
    21. Faz o mesmo, incondicionalmente, com qualquer governo ou movimento adversário do Ocidente.
    22. Seus legisladores municipais se dedicam a homenagear com líderes comunistas e guerrilheiros com nomes de ruas.
    23. Criou um memorial para Luiz Carlos Prestes em Porto Alegre.
    24. Concede apoio explícito a companheiros condenados pela justiça por graves crimes.
    25. Revela verdadeira fobia pela construção de presídios e órgãos de segurança, resultando em gravíssima insegurança social.
    26. Manifesta incondicional dedicação aos direitos humanos dos bandidos e total desconsideração pelos direitos das vítimas.
    27. Empenha-se em inibir a ação armada das instituições policiais;
    28. Dedica-se à causa do desarmamento dos cidadãos.
    29. Rejeita a redução da maioridade penal.
    30. Criou o MST o movimentos sociais semelhantes apoiando suas truculentas invasões às propriedades públicas e privadas.
    31. Empenhou-se intensamente em ampliar as restrições ao direito de propriedade através do Código Florestal.
    32. Apoia a expansão das reservas indígenas sobre áreas de lavoura.
    33. Pretende retirar símbolos religiosos dos locais públicos;
    34. Dedica-se a destruir os valores morais e familiares “conservadores” nas escolas e nos materiais didáticos.
    35. Inventou a “Lei da palmada”.
    36. Apoia a legalização do aborto;
    37. Dedica-se a implantação das políticas de gênero e à respectiva ideologia.
    38. Concebeu kit gay e pretendia distribuí-los nas escolas;
    39. Apoia e/ou financia com recursos públicos a parada gay;
    40. a marcha das vadias e
    41. a marcha pela maconha.
    42. Criou as cotas raciais que reintroduzem no país a discriminação racial.
    43. Faz uso intenso do material didático, especialmente de livros didáticos para doutrinação ideológica.
    44. Criou com Fidel Castro o “Foro de São Paulo” onde ditadores e simpatizantes entram em conluio para produzir a hegemonia marxista na América Latina.
    45. Tentou acabar com a lei de anistia e manipula a História para transformar guerrilheiros e terroristas comunistas em paladinos da democracia.
    46. Promove gigantesco aparelhamento da administração pública, dos órgãos de Estado e dos tribunais superiores pelos partidos do governo.
    47. Criou uma infinidade de ONGs, financiadas pelo governo, para servir a seus objetivos políticos com dinheiro da nação.
    48. Fez do programa Bolsa Família um instrumento de dominação política das classes sociais mais desprotegidas, cristalizando nelas uma situação de dependência do governo.
    49. Faz uso sistemático da mentira como forma de comunicação com a sociedade.
    50. Corrompeu o Congresso Nacional com o mensalão.
    51. Perdoa dívidas de ditadores africanos e tiranetes sul-americanos para favorecer contratação de obras suspeitíssimas, financiadas com recursos do BNDES enquanto cobra, centavo por centavo, as dívidas dos estados e municípios brasileiros.
    52. No caso do porto cubano de Mariel, o PT investiu ali nos últimos anos dez vezes mais do que nos portos brasileiros.
    53. Usa o programa mais médicos para financiar a ditadura cubana.
    54. Tentou implantar o decreto 8423 que instituiria os conselhos bolivarianos no Brasil, em afronta à Constituição e ao Congresso Nacional.
    55. Toma decisões irresponsáveis, como as campanhas para atrair a Copa de 2014, os jogos Olímpicos de 2016.
    56. A gestão pública é um desastre que se expressa em irresponsabilidade fiscal, corrupção e ausência de prioridades.
    57. Seus 40 ministérios viraram fatias de um bolo para a festa dos governantes onde cada ministro faz a própria política e serve aos interesses de seu partido.
    58. Leva o “pragmatismo” ao nível do mais puro cinismo, como aconteceu foi abraçar-se com Paulo Maluf no exato momento em que isso foi conveniente à eleição de Haddad à prefeitura de São Paulo.
    59. Como se viu no início desta exposição, o PT, na oposição, é um partido que não deixa governar.
    60. E como se viu agora, o PT é um partido que não sabe governar.

Você pode estar se perguntando: Mas não existe gente boa no PT? Claro que há. Mas o problema está no partido. O partido dessa pessoa boa é um partido que faz mal ao Brasil e deve ser mantido longe do poder e a quilômetros de distância dos cargos públicos.

9 thoughts on “Sessenta tons de vermelho (ou 60 motivos para não apoiar o PT)

    • Sr. Alverga, aqui não é proibido defender o PT se é este seu desejo e saiba que nos apoiamos as colocações do Puggina, independente da filiação partidaria da qual ele pertence porem quanto aos escandalos e roubalheiras existentes no Brasil só quem é cego e b……..não vê que o PT é o principal responsavel. Um ditado coerente(quem nunca comeu melado quando come se lambuza).

  1. Prezado Sr Percival Puggina

    Eu acrescentaria a promoção de lutas de classes entre os brasileiros, tão nociva ao convívio social. Quem não conjuga dos pensamentos totalitaristas do Partido, passa a ser “das zelites” e corre o risco de ser punido pelo “exército do Stédile”.

  2. E o outro lá está dizendo que “não vai passar disso”, referindo-se à convocação de seu sócio Okamoto para a CPI e a investigação, prestes a se instalar – se é que já não está em curso – para descobrir que as palestras auto-laudatórias não eram outra coisa que não lavagem de dinheiro. Parece que, na época do mensalão, ele também pensava assim. Deu no que deu, embora ele tenha escapado, por frouxidão do Ministério Público. Desta vez, temos uma turma aguerrida, disposta a ajudar a limpar o Brasil dessa escumalha. E temos um Sérgio Moro, que não parece ter medo de nada.Nem de ninguém. Muito menos de um boquirroto que nunca sabe de nada, mas gosta de faturar alto.

  3. Mais uma: no Mato Grosso os índios são estimulados a fecharem as rodovias e a cobrarem pedágio. Estão fazendo isso neste exato momento na Rodovia 364.

    Cobram vinte reais de carros de passeio e cinquenta de caminhões e carretas.

    Quando a polícia rodoviária chega, eles param e vão para outro quilômetro da rodovia num claro ato de crime de extorsão estimulado pelo PT e pelas agremiações de esquerda que apoiam o PT.

    É o partido que estimula a guerra entre classes, a desobediência civil por parte dos “excluídos” da sociedade e do lumpemproletariado. Dos vagabundos e bandidos.

    Queria ver isso acontecer com a população devidamente armada, pois, se o cidadão de bem que está trabalhando ou passeando com a sua família pela BR, se negar a pagar o que os índios cobram, são ameaçados por flechas, lanças, batoques e tacapes e ainda tem de assistir ao seu veículo ser depredado.

    Não sei se o Brasil resistirá a mais quatro anos das investidas desse grupo de vagabundos que nos governa.

  4. Quando Deus fez o mundo e criou este Brasil como conhecemos, os outros países reclamaram do criador,
    por que tanta vantagem para o nosso pais?
    O senhor ao ver que sua obra despertava inveja, não teve alternativa, para fazer uma média com os outros,
    resolveu então criar esta “beleza” de eleitorado, que se vende por uma dentadura ou um bolsa família.
    Como o PT foi um partido parido nas sacristias da igrejas católicas, os padres já sabiam da mancada de Deus,
    aproveitaram a deixa e produziram o maior embuste político que o ocidente ja viu. O Partido dos trabalhadores. Agora só rezando para Deus se apiedar de nós e corrigir o erro.

  5. Puggina conclui seu artigo-tese com a seguinte frase: “O partido dessa pessoa boa é um partido que faz mal ao Brasil e deve ser mantido longe do poder e a quilômetros de distância dos cargos públicos.”

    Peço vênia para acrescentar, ao final, a frase “e a distâncias cósmicas do dinheiro público”.

  6. NINGUEM AGUENTA MAIS ESSES QUADRILHEIROS.

    Vereadora afirma que foi agredida por ser do PT. Janaina Ballaris, de Praia Grande, SP, ficou com várias marcas pelo corpo.

    VEJA AQUIhttp://g1.globo.com/sp/santos-regiao/noticia/2015/06/vereadora-afirma-que-foi-agredida-por-ser-do-pt-e-politica-de-intolerancia.html

Deixe uma resposta para Wagner Pires Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *