Situação jurídica de Lula se complica, podendo afastá-lo de 2018

Resultado de imagem para lula candidato 2018 charges

Charge do Joa A., reproduzida do Portal O Dia

Pedro do Coutto

A situação jurídica que envolve o ex-presidente Lula está se complicando, em termos pelo menos de afastá-lo da sucessão de 2018, o que modificará também o quadro básico das eleições presidenciais. Reportagem de Ricardo Brandt, O Estado de S. Paulo de segunda-feira, revela que o Ministério Público Federal está pretendendo acusá-lo também de obstrução à Justiça, com base no seu encontro com o então diretor da Petrobrás Renato Duque. Este é o segundo fato a ser considerado contra o ex-presidente, uma vez que o primeiro está contido na audiência que teve com o juiz Sérgio Moro. Neste caso, procuradores consideram seu depoimento em relação a Léo Pinheiro como uma confissão visando a lavagem de dinheiro.

Esses são os dois pontos básicos da reportagem de Brandt. Mas há um terceiro: a disposição do ex-ministro Antonio Palocci de aderir ao elenco dos delatores premiados. Palocci foi ministro tanto de Lula quanto de Dilma Rousseff. Comprovando sua nova disposição, mudou de advogado que o defendia no processo de Curitiba.

NOVO ADVOGADO – Palocci substituiu o criminalista José Roberto Batochio por Adriano Bretas, que vem orientando o depoimento de vários delatores. Bretas chefia uma equipe integrada por Tracy Reinalder, André Pontarolli e Matheus Macedo. Palocci deixou nítida, assim, sua intenção de delatar, sobretudo porque Adriano Bretas sustentou que sua nova posição não representa desistência ao habeas corpus que continua pleiteando.

Antonio Palocci foi ministro da Fazenda de Lula e chefe da Casa Civil de Dilma Rousseff. Esta condição não o coloca apenas como um delator privilegiado, mas sobretudo como testemunha valiosa dos bastidores do poder. Uma condenação aplicada a Lula, se mantida pelo Tribunal Regional Federal, o afastará da sucessão presidencial de 2018, com base na Lei da Ficha Limpa. Tal hipótese mudará basicamente o panorama político sucessório, uma vez que Lula, pelo que dizem pesquisas do Datafolha e do Ibope, estaria habilitado para disputar o segundo turno.

SENSAÇÃO DE VAZIO – O panorama sucessório de Michel Temer, hoje refletindo uma certa sensação de vazio, sem Lula ficaria ainda mais enfraquecido. Há carência de nomes. Tanto assim que o do prefeito João Dória está avançando, sinal de que Serra, Aécio e Geraldo Alckmin, todos do PSDB, estariam apresentando uma decolagem fraca.

Sem Lula, o PT fica órfão, o PMDB não possui nenhum nome de peso, e Ciro Gomes já se apresenta como possível candidato. Um nome certo hoje está consolidado para qualquer situação: o de Marina Silva. Faltam 15 meses para as urnas da sucessão.

18 thoughts on “Situação jurídica de Lula se complica, podendo afastá-lo de 2018

  1. Aqueles que exigem que apareça qualquer “recibo” passado pelo lula, comprovando ser ele um corrupto, podem sossegar o facho.
    Não aparecerá qualquer documento, pois como estão dizendo os delatores, ele agia através de PREPOSTOS.
    Todos dizem que faziam o que ele mandava e para onde ia o dinheiro.
    Esta tudo esclarecido, agora é só esperar as condenações, porque não ha alternativa.
    Como dizia o Ibrahim Sued, os cães continuarão a ladrar, mas a caravana, também continuará a passar, até porque rapadura é doce mas não é mole.

  2. Falta sustentação jurídica em processo contra Lula. No entanto, o final do roteiro de primeira instância já está redigido pelo juiz Moro. Esquece que Lula advertiu, “a história não acaba”. Por
    Fernando Augusto Fernandes https://goo.gl/kzlTmA

    • Meio-quilo de mortadela!
      Não falta sustentação jurídica, pois esta o Moro a faz muito bem. E, postar artigos de petistas sustentados com dinheiro roubado não acrescenta nada. Mostra apenas que temos que colocar muito mais gente na cadeia.

  3. O arguto e experiente Jornalista Sr. PEDRO DO COUTTO, junto com nosso competente Editor/Moderador Sr. CARLOS NEWTON e alguns outros poucos Jornalistas que sabem ler nas entre-linhas, pelos indícios, concluem que: dificilmente o Presidente LULA escapará da INELIGIBILIDADE, quando não de coisa pior.

    Por algum motivo a Classe Dominante (Proprietários do Capital Nacional/Internacional que operam no Brasil, dos Meios de Comunicações de Massas, as FFAA mais por causa da Presidenta DILMA e a Comissão Nacional da Verdade, etc, e outras Fontes de Poder, aparentemente VETARAM o Presidente LULA, que assim não chegará mais ao Poder.

    Mas com a Economia saindo da grande Recessão, o BC constatou crescimento no último Trimestre de 1,12%aa, ICB-Br , com a Inflação em queda até abaixo do centro da Meta de 4,5%aa, queda do Juro Básico e especialmente dos Juros Comerciais, o retorno do Crédito grande motor auxiliar do Consumo, com as Famílias e as Empresas já menos Endividadas, etc, tudo levando a crer que o crescimento/EMPREGO se acelerará até o fim de 2018.
    É quase certo que em 2018, os Salários/Aposentadorias baterão a Inflação, com um US$ Dollar contido, permitindo a apresentação a Candidato a Presidência, com boa chance entre os demais já Nominados, do experiente e competentíssimo Ministro da Fazenda Sr. HENRIQUE MEIRELLES (70) pelo PMDB-Base Aliada.
    Aguardemos, porque estimar o futuro antes que ele aconteça, é difícil.

  4. Pingback: Situação jurídica de Lula se complica, podendo afastá-lo de 2018 – Debates Culturais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *