Só a recuperação da economia pode resolver o problema da Previdência Social

Resultado de imagem para desemprego charges

Charge do Ivan Cabral (ivancabral.com)

Pedro do Coutto         

Um estudo feito por três autores, C. Luque, S. Silber e R. Zagha, edição de ontem do Valor, coloca uma luz forte e lógica a respeito do problema da Previdência Social no Brasil. Ontem focalizamos o fato de a dívida interna brasileira ser 13 vezes maior do que o déficit das contas do INSS. Hoje volto ao tema, de extraordinária importância tanto econômica quanto social, partindo do princípio de que a recuperação da Previdência Social depende da recuperação da economia, e não ao contrário, como acreditam economistas da equipe de Paulo Guedes.

Na minha opinião, o maior adversário das contas previdenciárias é o desemprego, porque a receita do INSS depende da folha de salários. Isso de um lado. De outro, surgiram propostas que repousam num sistema da capitalização custeado pelas contribuições, tanto as compulsórias quanto as facultativas. 

EMPREGADORES – Entretanto, não se pode ver o problema somente da parte dos empregados, pois, no Brasil, a contribuição compulsória das empresas empregadoras é, como recentemente publicou O Estado de São Paulo, quase 9 vezes maior que a dos empregados. O orçamento previdenciário deste ano, por exemplo, na escala de 860 bilhões de reais, é custeado pelas empresas em torno de 500 bilhões, enquanto a parte dos empregados complementa mais uma parcela, em número redondos, de 100 bilhões de reais. O déficit na conclusão da equipe econômica é da ordem de 260 bilhões de reais. 

Os professores Luque, Silber e Zagha, citam inclusive um filme japonês de sucesso, a “Tragédia de Narayama”, o qual coloca o problema do envelhecimento da população e seu reflexo na sociedade japonesa. A questão, com certeza, serve de exemplo para o Brasil. O regime de capitalização individual, seja ele descontado em folha, seja ele depositado num fundo bancário, não se aproxima do volume do desembolso atribuído aos empregadores. É verdade que as empresas deduzem o encargo do Imposto de Renda. Mas esta é outra questão.

OUTROS FATORES – Temos que levar em consideração que, no Brasil, a contribuição máxima dos empregados é de 11% sobre o teto de 5,6 mil reais. Enquanto isso os empregadores recolhem 20% sobre a folha salarial sem limite. Comparando-se os dois fatores verifica-se a dimensão verdadeira que separa as duas contribuições.

Outro fator mais ou menos oculto encontra-se na sonegação existente da parte das empresas, pois são elas as responsáveis pelo recolhimento mensal. Esse é o quadro da realidade. Luque, Silber e Zagha iluminaram uma realidade não muito aparente nas pesquisas econômicas que focalizam a questão previdenciária no país.

14 thoughts on “Só a recuperação da economia pode resolver o problema da Previdência Social

  1. O Brasil se encontra em um mar revolto, de ondas gigantescas, que varrem o seu convés, diante de tantos problemas que possui e sem solução imediata, como deveria.

    As variações dessas dificuldades são inúmeras, a ponto que podemos separá-las porque exigem tomadas de posições muito mais firmes e poderosas que o povo e país jamais viram!

    Se, em se tratando de povo, de fato, o desemprego é a chaga aberta, para o país, o custo de um Legislativo corrupto, ladrão, vagabundo, perdulário, incompetente, irresponsável e estelionatário é a ferida que não cicatriza!

    Ontem, o JN mostrou um apanhado da situação da população com referência a CINQUENTA E CINCO MILHÕES DE PESSOAS que vivem na pobreza e, dessa quantidade de miseráveis, CATORZE MILHÕES estão ABAIXO DA LINHA EXTREMA DE POBREZA!!!

    Os primeiros “ganham” por mês o máximo de R$ 406,00 (quatrocentos e seis reais);
    Os segundos, “auferem” mensalmente, a quantia de R$ 140,00 (cento e quarenta reais)!

    Considerando que, entre aposentados e trabalhadores ativos, existam mais quarenta milhões de cidadãos que recebem o humilhante salário mínimo, o Brasil sem vergonha mostra para o mundo o quadro da dor sem moldura!!!

    É a nação mais desigual do planeta;
    A mais injusta;
    E, definitivamente o país não é rico, mas pobre, pois explorado e roubado permanentemente!

    Os cálculos também apontaram que, para acabar com a miséria, o Brasil (governo) precisaria investir quase ONZE BILHÕES AO ANO e, para tirar da linha ABAIXO DA POBREZA, a mesma quantia, totalizando VINTE BILHÕES DE REAIS POR ANO.

    Pois bem:
    O podre, venal, nocivo, nefasto e prejudicial “poder” Legislativo, saca do bolso do trabalhador – dos pobres, daqueles abaixo da linha de pobreza e de quem recebe o salário mínimo – QUARENTA BILHÕES POR ANO.

    Fortuna jogada fora, literalmente, pois não precisariam receber salários milionários porque já roubam em demasia o povo e país.
    Quer dizer, pagamos para ser roubados, ainda por cima!!!

    Dito isso, a minha revolta e indignação por esta injustiça calamitosa, indiscutível, indescritível contra o brasileiro e ser humano, clamam PELO FECHAMENTO DO LEGISLATIVO!!!

    Devemos cortar em definitivo esta erva daninha que tem impedido que a boa vegetação floresça, pois destruidora, que não permite que possamos colher o que plantamos.

    Lamento que existam os covardes no comando dessa republiqueta, pois as minhas reclamações eu as dirijo para as FFAA, que permitiram que atingíssemos este patamar, que ofende os mais comezinhos princípios dos Direitos Humanos, além de incentivarmos a injustiça social, a discriminação, a impunidade, e a criação de castas nesta nação de miseráveis!!!

    Vou mais longe, e sem medo de dar explicações:
    O parlamento está matando o povo pela falta de verbas nas áreas vitais à sua sobrevivência.
    Segurança, saúde e falta de manutenção e fiscalização nas estradas, têm ceifado a vida de cem mil pessoas – daí para muito mais – a cada ano!!

    No falido RS, HOJE, a manchete nos jornais aponta que o nosso TCE ocasiona um prejuízo ao RS na ordem de TREZENTOS MILHÕES DE REAIS, pela descoberta e cálculos, que apontam diferenças a ser recebidas pelos corruptos “conselheiros” e servidores, referentes à URV de 94!!!

    Os caras tão pedindo que o povo tome as devidas providências, e que sejam drásticas e definitivas!
    Chegou o momento da reação, da LUTA, de se dizer BASTA à exploração, ao roubo, às injustiças, às discriminações, que o povo tem que somente obedecer e outorgar poderes, CHEGA!!!

    As fortunas estão sendo doadas aos parlamentares em forma de “salários”. No entanto, insaciáveis, o último reajuste foi de SEIS MIL REAIS POR MÊS A MAIS.

    Como eu quis ficar mais ainda possesso, somente este aumento (6.000,00) para as duas castas existentes, Judiciário e Legislativo, equivale a QUARENTA E TRÊS VEZES MAIS o que consegue ganhar o cidadão – sim, cidadão! – que vive abaixo da linha de pobreza!!!

    E, se eu comparar o quanto recebe o pobre (406,00 mensais) com o salário de um parlamentar, INIMIGO DECLARADO DO POVO, O LADRÃO AUFERE apenas DUZENTOS E QUARENTA E OITO VEZES MAIS que obtém um ser humano nesta republiqueta!!!

    A solução está em fechar este antro de venais, vulgo Congresso Nacional e, com esta fábula de dinheiro poupado, então resolver a vida dos pobres e miseráveis ou, também, o parlamentar irá querer se alimentar dos cadáveres aos milhares a cada mês ocasionados pela falta de dinheiro do governo, mas sobrando em quantidades incalculáveis para esta casta de criminosos???!!!

    Caso esta máfia travestida em parlamento não for extinta, mesmo que provisoriamente em nome de uma falsa democracia, então convoco o povo para fazermos justiça pelas nossas próprias mãos!!!

    • Ah, outro tapa na nossa cara desferido pelo parlamento, diz respeito à quantia que os novos eleitos têm “direito” de receber, em razão de mudança de seus estados para a capital, em “módicos” SETENTA MIL REAIS!!!!

      O pobre, aquele que “ganha” 400 reais por mês, levaria QUINZE ANOS para ter em mãos este valor, enquanto o ladrão e corrupto o tem na hora, quentinho, e sem a necessidade de comprovação!!!!

      Que tal?

      FECHAMENTO DO LEGISLATIVO JÁ!!!!!

    • Caro Francisco esqueceste de citar as insençoes fiscaia 313bi e o escorxante pag de juros das dividas int e extena de aproximadamente 500bi.Temos que distribuir riquezas e para tal teremos que tocar nos trilhionarios desse pais.

  2. O maior problema da previdência é o desvio do dinheiro da mesma para aplicação em outros interesses, que ocorreu sistematicamente nos últimos 30 anos.
    o segundo maior problema é a sonegação dos recolhimentos por parte de empresas poderosas e do próprio governo, acreditem.
    Trabalhei no IBGE durante um período, como contratado, na década de 90, e ano passado, quando fui averbar o tempo de serviço junto ao INSS, descobri que o IBGE nunca declarou ou recolheu as contribuições previdenciárias que me descontou em folha.
    Se o próprio ente governamental descumpre as regras, não vai ser o particular que vai cumprí-las.
    Reforma é só mais um engodo para forçar a sociedade a “entubar” mais um prejuízo.

  3. Vinte milhões de desempregados
    sessenta e três milhões de inadimplentes
    Trinta porcento do parque industrial ocioso
    Maiores taxas de juros do mundo
    Um estado inteiramente financista , que só visa o lucro do capital especulativo .

    IMPOSSÍVEL!!!

  4. Organizar o país, eis a questão (que me perdoe o William)

    1) – Os servidores públicos terão seus salarios equiparados – nos três poderes – com duas
    categorias: Nivel Superior e Medio. Haverá gratificações para Mestrado, Doutorado e Cargos de Chefia que nao poderão ultrapassar 30% dos salarios.

    2) – A Previdência voltará a ter seu próprio controle finannceiro.

    3) – Extinção dos Controles Internos, Externo e
    Tribunais de Contas e criação da Contabilidade Geral da República, vinculada ao Ministério da Fazenda. Todos os Estados e Municipios que recebam repasses financeiros da União, terão que apresentar mensalmente os respectivos balancetes. Obrigação, também , a todas as repartições federais.

    4) – Revisão do Código Brasileiro de Contabilidade (1916) e da Lei 3420/64

    5) – Adaptar a Contabilidade Pública ao modelo da Lei 6404/76

    6) – Obrigatório o ensino da Contabilidade Pública em todas as Universidades e Faculdades

    7) – Todas os profissionais liberais, micros e pequenas empresas, terão que ter um Livro Caixa para o registro de suas atividades financeiras. (Para facilitar as expressões débito e crédito serão substituidas por Entrada e Saída )

    Estas são apenas idéias criadas ao sabor do momento. Carecem de um estudo mais profundo.

  5. Sou leigo, mas não entendo a ânsia do futuro ministro da economia Paulo Guedes na reforma da previdência, o foco dele sempre é a previdencia spcial, porquê será?

  6. O problema do déficit da Previdência pode ser bem minorado se o Governo Federal deixar de pagar os seus aposentados e pensionistas com o dinheiro do INSS. A reforma da Previdência pode começar por aí, o Governo Federal pagando pelos seus aposentados e pensionistas, o Judiciário os dele pois orçamento tem, o mesmo se dando com o Legislativo. Aí até a contribuição sobre a folha de pagamento dos empregados pode baixar, mas será que o capitão em coragem para isto? Reformar a Previdência é uma conta de chegada, o resto é conversa de “experts” na matéria e de economistas com fórmulas salvacionistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *