Sob ataques de Bolsonaro, a equipe de Mandetta demonstra estar cada vez mais unida

Entrevista coletiva com o ministro Saúde Luiz Henrique Mandetta ...

Equipe do Ministério da Saúde conquistou respeito e admiração

Bruna Lima
Correio Braziliense

O ministro Luiz Henrique Mandetta não está disposto a abrir mão do trabalho que iniciou desde o fim de janeiro no enfrentamento à Covid-19. Mesmo sofrendo críticas abertas do presidente Jair Bolsonaro, o líder da Saúde faz vista grossa aos embates pessoais e tem canalizado as energias para a elaboração de estratégias e a preparação do sistema de atendimento aos pacientes.

Quem atua na linha de frente da pasta afirma que a postura técnica de Mandetta tem agradado cada vez mais os membros da equipe e se convertido em união de esforços.

MANTER O FOCO – O entendimento do grupo, segundo membros do gabinete estratégico com quem o Correio conversou, é que o foco não pode ser perdido em um momento crucial de enfrentamento ao novo coronavírus.

Por isso, a recomendação interna é lidar com os gargalos da Saúde e, assim, não dar coro a falas de descontentamento de Bolsonaro. Sem dar o braço a torcer e não respondendo aos ataques pessoais, o ministro consegue se manter no cargo e mantém o discurso que só sairá se for demitido.

Apesar de, na quinta-feira (2/4), ter dito que Mandetta “extrapolou em algum momento” e que “não tem humildade”, Bolsonaro afastou a possibilidade de uma demissão durante a crise. “Eu não pretendo demitir o ministro no meio da guerra”, afirmou em entrevista à rádio Jovem Pan. “Ele montou o ministério de acordo com sua vontade. Eu espero que ele dê conta do recado”, completou.

RESPONSABILIDADES – Aliados do ministro acreditam que a fala reforça uma estratégia de Bolsonaro de se eximir das responsabilidades da crise de saúde e econômica em decorrência da pandemia.

Na contramão, Mandetta tem se posicionado e, inclusive, assumido mudanças de postura. “Natural de um cenário de crise e da própria humanidade”, disse, mais de uma vez, em coletivas.

Recentemente, ele passou a dar orientações de isolamento social mais enfáticas. O objetivo é evitar uma disseminação do vírus enquanto o país ainda trabalha para equipar as unidades de saúde. E, neste momento, ruído nenhum pode atrapalhar.

###
NOTA DA REDAÇÃO DO BLOG –
Apesar da carência de recursos e dos contratempos criados pelos Estados Unidos, que se apropriaram de encomendas de insumos e produtos médicos feitas por outros países, inclusive o Brasil, a equipe do ministro da Saúde faz o que pode. Enfrenta o presidente Bolsonaro e faz o que pode contra a pandemia.  (C.N.)

18 thoughts on “Sob ataques de Bolsonaro, a equipe de Mandetta demonstra estar cada vez mais unida

  1. Imagine se o Bolsonaro ficasse com essa historia de; um dia põe mascara, no outro tira mascara.

    PS: O bom, é que como agora a ordem, é para por mascara; os jornalistas, não precisam se preocupar com isso.

  2. Mandetta sabe que só continua no cargo por conta da solução de continuidade. Já andou se encontrando com Botafo-gol, o testa-de-ferro da bandidocracia, para jantar … o Presidente Bolsonaro.

  3. O que me deixa estarrecido é que toda e qualquer matéria que vemos aqui é pra denegrir a b c ou d , mas hora nenhum pra dizer se o pais como um todo está fazendo um bom trabalho contra a doença, mas de uma forma geral pra um pais de 3º mundo espoliado por corruptos esquerdistas pelos últimos 20 anos , podemos dizer que estamos dando uma surra nos países de 1º mundo ou será que a Alemanha conseguiria passar pela corrupção que o Brasil passou e se dar bem na pandemia.?

    • Al, até tenho que concordar com o Sr. Mas por favor, não cantemos vitória neste momento. Isto aqui só está começando.
      Torço pelo melhor… mas é prematuro afirmar isso.
      Com todo respeito.
      Atenciosamente.

    • O Ministério de Saúde está preocupadíssimo com um possível crescimento de contaminados para as próximas duas semanas.

      É que a média de permanência dos pacientes nos leitos é de 24,7 dias, o que é considerado muito longo.
      Junte-se a tudo isso a falta de testes e respiradores no mercado (o Trump comprou tudo que estava pronto e ainda encomendou pro futuro).

  4. Caixa gastará com aplicativo 15% do valor previsto em projeto do governo Witzel

    O Antagonista apurou que a Caixa Econômica Federal está investindo R$ 250 mil no desenvolvimento do aplicativo que será usado para pagamento do corona voucher. O valor corresponde a 2,5% dos R$ 10 milhões que a Secretaria de Ciência e Tecnologia do governo Witzel pretendia gastar com um App sobre informações do combate ao coronavírus..

    • O governo sabiamente esta depositando bolsa familia, corona voucher, fgts, dinheiro, diretamente na conta das pessoas. Governadores, prefeitos, políticos, imprensa, estão p da vida com o presidente. Achavam que o dinheiro iria para a conta deles para que fizesse a distribuição. Parabéns presidente!

  5. Presidente disse hoje que vai ter demissão de alguns, que a caneta na mão dele funciona e que não tem medo de fazer o que é melhor para o Brasil. Conclusão, o Mandetta é um dos que vai dançar, outro deve ser o astronauta que esta trabalhando em prol da China.

  6. Para o lugar do pernetta tem um monte q é contra a prisão domiciliar aplicada aos brasileiros ..

    Uma coisa que não convence : se ficarmos todo o mês de abril preso em casa e médicos , enfermeiros , lixeiros , terceirizados de limpeza , porteiros, policiais e outros trabalhando ..
    Só está adiando o inevitável , é o q eu penso , posso está errado ..

  7. Entonces o pessoal da linha de frente tem que pegar o touro a unha para garantir o bem viver do pessoal da retaguarda.
    As vezes tenho a percepção que estes e o pessoal da cracolândia são imortais ou infensos ao *vírus apátrida.
    Mâs… No frigir dos ovos, e por querer infectar todo mundo, Bolsonaro deve ser afastado e em seu lugar nomear um triunvirato com Maia, Alcolumbre e Toffoli.
    * Vírus apátrida, deve ser considerado assim pois se for chamado de vírus chines pode provocar um perigoso incidente diplomático com sérios riscos a nossa segurança.
    Já estou desacorçoado com esse vírus que atiça a virulência dos Cavaleiros de Granada e que já viralizou na rede.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *