Sonho do golpe acabou, agora Jair Bolsonaro tem de enfrentar um pesadelo chamado Lula

Golpe mesmo está sendo arranjado na Casa Civil', ironiza militar | VEJA

Bolsonaro e Braga tinham o mesmo sonho, cada um por si

Carlos Newton

Como diria Vinicius de Moraes, de repente, não mais do que de repente, o presidente Jair Bolsonaro foi obrigado a entender que sua função de comandante-em-chefe das Forças Armadas só tem valor se for realmente exercida dentro das quatro linhas da Constituição, como ele gosta de afirmar.

Em tradução simultânea, a possibilidade de golpe militar não existe mais, o general-ministro Braga Netto pode desistir do sonho ao qual impeliu Bolsonaro, na suposição de que, em caso de golpe, o poder seria exercido por ele, que é general de quatro estrelas, e não por um mero capitão, um oficial inferior, aliás.

NÃO SOUBE ESPERAR – A decepção, portanto, foi dupla. O sonho acabou para o general e o capitão, ao mesmo tempo, e tudo por causa da inabilidade de Bolsonaro, que não soube esperar a Hora H e o Dia D recomendados pelo logístico amigo Pazuello.

Atabalhoadamente, como é seu estilo, o presidente mandou armar a falsa greve dos caminhoneiros e despertou a ira do Alto Comando do Exército, que não é de brincadeira, não, meus amigos.

Na verdade, a dupla Bolsonaro/Braga escapou por pouco. Se a greve fake dos caminhoneiros de transportadoras prosseguisse, o golpe militar que ocorreria seria muito diferente do movimento que vinha sendo tramado no Planalto.

TUDO AO CONTRÁRIO – Quem pediria a intervenção das Forças Armadas seriam os presidentes do Judiciário, ministro Luiz Fux, e do Congresso, senador Rodrigo Pacheco, que não têm mais paciência para aturar as maluquices de Bolsonaro, um presidente tipo Delfim Moreira, totalmente desequilibrado e sem condições de governar.

Fux e Pacheco já estava prontos para invocar o agora famoso artigo 142 e acabar com a brincadeira, tudo dentro das quatro linhas da Constituição. Os militares restabeleceriam a lei e a ordem com a maior facilidade, simplesmente afastando o presidente da República por desequilíbrio emocional, automaticamente transmitindo o cargo ao vice-presidente Hamilton Mourão, e vida que segue, diria João Saldanha, que adorava futebol, mas também era apaixonado por política.

###
P.S. – Daqui em diante, já desfeito o sonho do golpe. teremos de continuar aturando Bolsonaro até o final de 2022, que sempre estará a reclamar da vida e se dizendo perseguido político, igualzinho a Lula, que é outra figura insuportável na política brasileiro. (C.N.)

33 thoughts on “Sonho do golpe acabou, agora Jair Bolsonaro tem de enfrentar um pesadelo chamado Lula

  1. De certa forma, também dei um golpe, mas foi na minha vida!

    Hoje completo 72 anos!
    Jamais pensei que eu chegaria nesta idade, ainda mais de alguns anos para cá, em razão da saúde muito debilitada.
    No entanto, o Chicão está presente!

    Agradeço à TI por momentos maravilhosos e inesquecíveis que o blog me proporcionou, na pessoa do seu Editor, Carlos Newton.

    Afirmo, categoricamente, que este espaço democrático tem a sua parcela de colaboração efetiva na última década da minha existência, e por um simples motivo, porém de transcendental importância:
    as amizades que fui angariando ao longo desse tempo.

    Tenho amigos verdadeiros, legítimos, que sequer me conhecem. Entretanto, me consideram como se nos víssemos pessoalmente todo o dia, apesar de desconhecermos nossos rostos, altura, jeito de caminhar, cor dos olhos, como seria om aperto de mão.

    Amizades sinceras, puras, desinteressadas, raras de se encontrar e cultuar.
    Logo, se festejo mais um ano neste magnífico e belo planeta água e azul, quero que meus amigos deste blog incomparável igualmente sintam-se festejados, cumprimentados, enaltecidos,

    Obrigado pessoal, por eu poder dividir esse dia alegre com todos vocês.

    Um grande abraço.
    Saúde e paz aos meus diletos amigos,
    comentaristas, articulistas e, em especial, ao extraordinário Carlos Newton, que nos oferece um blog único, incomparável, repito, que deve ser considerado como o melhor deste país, indiscutivelmente.

    Vida longa, caríssimos!

        • Chico, muita alegria e esperança hoje, uma data bonita, mas não única, outras virão e esperamos passá-las junto. Muita felicidade para você e família.
          Abraços.

          • Caro Velho, meu amigo,

            Muito obrigado.

            Igualmente te desejo muita saúde, paz e vida longa, parceiro.

            Forte abraço.

          • Meus parabéns de outro coroa q em breve festejar 73.
            Embora tenhamos entendimentos diversos, sempre leio suas colocações.

          • Parabéns ao Francisco Bendl, vida longa, junto com a felicidade de sua belíssima família. Você é, antes de tudo, um vencedor.

            Do amigo de sempre,
            CN

          • Meu dileto amigo Carlos Newton,

            Somos vencedores, todos, indistintamente.

            A TI nos proporciona que diariamente nos encontremos para conversar, às vezes discutir, outras até para acirrar os ânimos e quebrar o pau!

            Nada tão natural esse convívio entre seres humanos tão diferentes um do outro.

            Mas, temos consciência, que a pessoa deve ser enaltecida, fortalecida, prestigiada, antes de qualquer movimento político e social.

            Tens nos mostrado essa importância que devemos a nós mesmos, Newton, ao longo desses 11 anos que frequento esse espaço.

            Um dos teus objetivos é a harmonia, o respeito, a troca de ideias de maneira racional, e no seu específico terreno.

            Tens sido um excelente professor e modelo de profissional, além de reconhecermos o fantástico e maravilhoso ser humano que nos acompanha diariamente na luta por um Brasil melhor e um povo menos sofrido!

            Forte abraço, parceiro.
            Muita saúde, paz e vida longa, para nossa felicidade.

      • Prezado Eliel,

        Muito obrigado, mesmo, pelos parabéns que me envias.

        Politicamente somos antagônicos, mas devemos mostrar que, muito antes, somos civilizados e nos respeitamos.

        Tu, neste gesto simpático, comprovas a tua boa índole, teu caráter, que caracterizam nossos embates como naturais, quando os pensamentos são diferentes, porém não sobrepujam as nossas condições de pessoas que precisam conviver pacificamente.

        Alegro-me em demasia pelo teu cumprimento, Eliel, pois te desejo o mesmo em termos de saúde, paz e vida longa.

        Abração, Eliel.

  2. Fiasco de domingo mostra que quem comanda as massas é Bolsonaro

    As manifestações públicas contra o presidente Jair Bolsonaro, contra seu governo e contra os “atos antidemocráticos”, convocadas para este fim de semana, foram um fiasco de primeiro grau. Aconteceu o pior: os organizadores chamaram o povo, e o povo não apareceu. O resultado é que conseguiram exatamente o contrário do que pretendiam. O inimigo, que deveria ser enfraquecido, saiu mais forte do que estava.

    Em outra ocasião, o fracasso seria apenas um fracasso. Vindo logo depois de Bolsonaro ter enchido as ruas com as maiores manifestações desde as “Diretas Já” ou o “Fora Dilma” de 2016, foi um desastre com perda total. A culpa por isso é de um dos mais velhos e resistentes vícios da política brasileira: os donos das manifestações acham que são eles, e não os manifestantes, que têm o poder de lotar a praça. Dá nisso: se o povo não quer ir, podem ficar convocando a vida inteira que não vai acontecer nada.

    O contraste patético entre os atos a favor de Bolsonaro, no dia Sete de Setembro, e as paupérrimas aglomerações da “oposição” deixam claro que o presidente, até agora, está com o comando das massas que vão para a rua. Seu grande adversário nas eleições de 2022, o ex-presidente Lula, não consegue nada parecido com o seu sucesso de público — por isso, aliás, não está querendo ganhar o jogo na Avenida Paulista, na Esplanada dos Ministérios ou na praia de Copacabana. Na derrota deste fim de semana, aliás, o PT nem quis se aliar aos organizadores, que ficaram falando sozinhos — mesmo porque, nas suas teorias, eles querem um Brasil sem nenhum dos dois, Bolsonaro ou Lula.

    Movimentos que fizeram parte do comando das manifestações anti-Dilma e anticorrupção estão entre os organizadores dos atuais protestos em “defesa da democracia”; imaginam, como dito acima, que o sucesso de 2016 se deve a eles, e não ao povo brasileiro. É como o galo da fábula, que se convenceu que o sol só nascia a cada dia porque ele cantava. Sua causa, então, era diferente. É claro que colhem agora um resultado também diferente.

    A esquerda e o PT, a mídia e os intelectuais, o “centro liberal” e quem mais se coloca na oposição ao presidente da República insistem em praticar o mesmo erro. Acreditam que o povo brasileiro só pode pensar igual a eles; quem não faz isso é “gado”. Não se conformam com a realidade; negam que multidões tenham se reunido para apoiar Bolsonaro. Mas então o que era aquele mar de gente vestido de verde e amarelo, com bandeiras do Brasil e gritado “mito”?

    “Gado” inconsciente, irrelevante e irresponsável, diz a oposição. É um equívoco fundamental. O que os comandantes da guerra contra o presidente não percebem é que o “antibolsonarismo” não é, nem vai ser, uma causa popular no Brasil.

    Enquanto não enxergarem essa evidência, continuarão a sonhar com as “pesquisas de opinião” que garantem que a popularidade de Bolsonaro “nunca esteve tão baixa” — justo no momento que fotos, vídeos e o testemunho dos participantes mostra as ruas tomadas por seus aliados.

    JRGuzzo

  3. Bom dia , leitores (as):

    Senhor Carlos Newton , embora o Presidente Jair Messias Bolsonaro tinha sido eleito sob á égide do instituto da reeleição , não seria o caso de impedi-lo ” LEGALMENTE” de concorrer a mesma , uma vez que ele usou o cargo p/ cometer inúmeros crimes ao longo de seu mandato , tais como , negligência , subversão , sabotagem , contra o ” Estado Nacional e revelou-se completamente ” INAPTO ” p/o cargo, etc…

  4. Parabéns ao velhote. Eu, também Chico, mais velhote, 77, tenho tido grande prazer na leitura do Professor Francisco Bendl, boas reflexões, a prudência e a amizade. Grande abraço.

    • Prezado Feitosa,

      Obrigado pelos cumprimentos, que faço questão de dividi-los contigo, parceiro.

      A nossa idade é gostosa, mas também traz um ônus muito importante, e que somos cobrados implacavelmente por isso:
      experiência, maturidade, conhecimento da vida, e conselhos aos mais moços.

      Ainda bem que a TI tem um time de setentões que posta seus comentários invariavelmente úteis, informativos e esclarecedores sobre a nossa situação social, política e econômica.

      Logo, parabéns a nós, Feitosa.

      Abração.
      Saúde e paz.
      Te cuida, parceiro.

        • Caso eu estiver vivo até lá, garanto que vou nem que seja de arrasto!

          Vamos unir este Brasil, deixando de lado essas picuinhas políticas, que mais nos atrasam, e sem que tenhamos o devido desenvolvimento social e econômico.

          Levarei comigo um assador de churrasco daqueles, então colocaremos sobre a mesa as iguarias nordestinas com as gaúchas, e comemoremos a vida, esta bênção divina, que está sendo tão mal aproveitada ultimamente.

          Mais um abraço.

  5. Parabéns Bendl !

    Como me ensinaram meus amigos gaúchos, ao festejar o aniversário de outros amigo, devemos desejar para o aniversariante “vida longa, muita saúde, harmonia, sucesso e morte súbita, sem sofrimentos”.

  6. Celso, meu caro,

    Obrigado pelas felicitações.

    Também te desejo saúde, paz e realizações.
    Que a morte ainda esteja tão distante, que não possas imaginar quando será e como que acontecerá.

    Tens muito por fazer ainda, parceiro, e espero dividir contigo este espaço democrático por muito tempo.

    Abração.
    Felicidades.

  7. Prezado Ronaldo,

    Pensamos diferente em termos políticos, mas temos a sabedoria e o discernimento para valorizar o ser humano, antes de qualquer movimento ou tendência política e econômica.

    Obrigado pelos cumprimentos, que te devolvo porque fazes parte deste time de setentões da TI.

    Abração, parceiro.
    Saúde e paz.

  8. Meu querido amigo Wilson,

    Obrigado.

    Faz tempo que nos conhecemos sem nos conhecer ?!
    Faz tempo que te respeito e admiro pelas tuas posições, postagens, sobriedade, equilíbrio e manifestações sensatas.

    Um abraço forte e fraterno.
    Saúde, paz e vida longa, parceiro.

    • Prezado Pereira Filho,

      Já aconteceu no passado de outra pessoa se passar por mim.
      Alguém quer saber quem é a jiboia, então jogou a isca.

      Não preciso de codinomes ou apelidos para dizer o que penso, portanto, desconsidera o comentário acima, apesar de estar te agradecendo pelos cumprimentos que me diriges pessoalmente.

      A jiboia não sou eu, e creio que não preciso desmentir o sequestro do meu nome nessa utilidade nada adequada às minhas posições em mais de dez anos neste blog.

      Muito obrigado pelas felicitações. meu caro.
      Um forte abraço.
      Saúde e paz.

  9. Perco o “inimigo”, mas não perco a piada.

    A jiboia não é você; ou você não é uma jiboia?

    Feliz aniversario Bendl. Como dizia meu avô: “amigos” vem e vão; “inimigos” é que são para sempre.

  10. J.Rubens,

    Muito obrigado pela felicitação de aniversário, sinceramente!

    Quero dar um fim a essas bobagens.
    Quero propor a paz entre nós.
    Não tenho mais idade para esse tipo de provocação, ataques, insultos …

    Penso que estamos perdendo um tempo precioso com um comportamento insano, inadequado e até mesmo desnecessário porque não nos leva para lugar algum.

    Podes até pensar que venceste essa guerra, pode, sem problema.
    Vou mais adiante:
    Estendo a minha mão em sinal de boa vontade, de dar um fim a essa conduta inconsequente.

    O que achas?
    Vamos iniciar um convívio que corresponde á altura deste blog e o quanto nos julgamos civilizados e educados?

    Caso não aceitares que terminemos com essas bobagens, da minha parte afirmo PUBLICAMENTE que elas terminaram.
    Não só não tenho mais idade, quanto saúde, e quero dedicar o tempo que me resta para viver bem com todos, indistintamente.

    Aceita a minha proposta?
    Fim dessa guerrinha idiota e inconsequente?

    Considerando que seja positiva a tua resposta, um forte abraço, saúde e paz, extensivo aos teus amados.
    Caso não aceitares a paz que ofereço, então arruma outro inimigo, pois este recuou e vota para casa para ter o tempo que ainda dispõe vivendo tranquilo, calmo, e revendo seus erros para pedir perdão ou consertá-los.

  11. Bendel,

    Cumprimentos pelo aniversário! e meus votos de saúde, alegria e vida longa!
    Sempre é bom ler os teus comentários em prol deste nosso País!
    Me parece ainda seres um dos poucos que o vês fora da ótica dos interesses pessoais e mesquinhos.
    Como terminaste o curso primário bem depois de mim, espero que continues a tua longa caminhada de manifestações a favor da nossa respeitabilidade como nação!
    Nossas felicitações!

    • Meu caro Ávila,

      Muito obrigado pelas felicitações, por conta do meu aniversário.

      A vida é tão curta, que quando nos damos conta não existimos mais.
      Logo, penso que devemos dedicá-la à felicidade de todos, e não para a própria pessoa ou grupos ou movimentos ou …

      Vivemos na mesma espaçonave neste cosmos sem fim.
      E somos tão pequenos, tão insignificantes, que até mesmo não somos sequer uma estrela, mas um mero e diminuto planeta no sistema solar que estamos presos!

      Para quê, então, tanta empáfia, orgulho, ódio, preconceito, segregação, discriminação?
      Temos um planeta exclusivo para um apanhado de vidas, que necessitam vitalmente de água e oxigênio.

      Por que tanto interesse em dinheiro?
      Patrimônio?
      Ostentação?
      Defender e praticar políticas ignóbeis e ideologias deletérias?
      Por que ser egoísta?
      Se deixar levar pela vaidade?

      Ajudaria em termos mortes mais suaves e amenas?
      Levaríamos para o além nossas conquistas materiais?
      Ou, todos nós, que da terra viemos, para ela retornaremos?!

      Penso, Ávila, que muito antes de odiar devemos amar;
      muito antes de dividir devemos somar;
      muito antes de querer ser o dono de tudo, devemos compartilhar.

      E disseste uma grande verdade ao fim do teu belo comentário, que volto a agradecê-lo:
      Que terminei o Ensino Primário antes de ti – tempo que assim definíamos o Fundamental.
      Pois considero o que eu disse acima, o que seria primário para o ser humano!

      Agregar, compartilhar, levar a paz, oferecer ajuda, estender a mão e … amar, muito, indistintamente!

      Abração.
      Saúde e paz, meu caro amigo, extensivo aos teus amados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *