Suplentes poderosos, Congresso instável

Helio Fernandes

Foi apresentado projeto no Congresso, que aprovado, teria enorme repercussão: o fim do suplente. Mas assim como apareceu, desapareceu, ninguém chorou uma lágrima que fosse. (Este Senado  já começa com 11 suplentes e três “senadores”, que não foram eleitos, outros candidatos “derrotados”, tiveram mais votos).

O projeto acabando com os suplentes (que não existem em nenhum país do mundo ocidental) morreu. Mas os que não disputam e lógico, não ganham eleição, continuam fortíssimos.

*** 

MINISTROS DOS TRANSPORTES E SUPLENTE

Alfredo Nascimento foi candidato a senador. A pedido de Lula, colocou João Pedro (PT) como suplente. Lula não teve dúvida, nomeou-o Ministro, o suplente assumiu. Perdeu a eleição para governador do Amazonas, ia reassumir no Senado. Pela terceira vez Ministro inútil e incompetente, para o suplente assumir. E ainda exigem voto obrigatório.

***

HENRIQUE EDUARDO ALVES E EDUARDO CUNHA

Anunciaram (registrei aqui) que vão à posse do novo presidente de Furnas. os funcionários, que trabalham de forma incessante pela empresa, preparam gigantesca vaia para os dois lobistas chantagistas. Acho que nao vão, preferia que fossem.

This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *