Suplicy, o multicandidato estilo “Mogadon”

O PT inteiro está irritado com Suplicy, ele e não ela. (Embora ela também não seja simpática ou agradável). Como seu mandato no Senado vai até 2014,  quer ser candidato a qualquer coisa.

Pretende ser vice, não importa quem seja o cabeça de chapa. E ameaça até se candidatar a senador, houve surpresa quando falou isso. É mais carreirismo. Se for eleito, dá alegria ao suplente, e prorroga o próprio mandato, que irá até 2018.

Não concordam, dizem abertamente: “Aguentar o Suplicy com mandato de mais 8 anos?”.

No auge, na Tribuna da Imprensa, Paulo Francis só chamava Suplicy de “Mogadon”, o mais poderoso sonífero daquela época.

As incalculáveis fortunas
da dupla Roriz-Estevão

Perguntei a um informante da capital, que tem mandato federal: “Quem é mais rico, entre esses dois cassados?”. Resposta: “É impossível dizer, Helio, são espantosamente ricos”.

Fiz então nova interrogação: “Você que conhece tudo em Brasília, diria, como se fala popularmente, são podres de ricos?”.

Riu, pediu sigilo, só entre nós dois: “São PODRES e são RICOS“. Rigorosamente verdadeiro.

Dona Roseana acha que não
se elege nem no segundo turno

Não foi eleita, “ganhou” o mandato DOADO pelo TSE. Agora, diz que é candidata à REELEIÇÃO. Mas sabe que está difícil. Acha que ganha do Jackson Lago, mas não do candidato do PCdoB, Flávio Dino, que tem apoio do PT maranhense.


This entry was posted in Sem categoria. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *