Supremo deve remeter a denúncia de Rocha Loures à primeira instância

Resultado de imagem para rocha loures charges

Charge do Paixão (Gazeta do Povo)

Pedro do Coutto

Reportagem de Luisa Martins e Maira Magro, no Valor desta quinta-feira, revela que o ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo, vai se pronunciar nos próximos dias sobre os reflexos da decisão da Câmara dos Deputados bloqueando o processo contra o presidente Michel Temer pela acusação de corrupção passiva, em representação do procurador-geral da República Rodrigo Janot. A expectativa é sobre como o STF vai proceder em relação ao caso. Uma das alternativas é sustar o processo para que ele tenha curso no início de 2019, quando o presidente Temer concluir seu mandato. Portanto, depois das eleições de 2018.

Um dos reflexos da exclusão de Michel Temer do julgamento será a transferência da acusação contra Rodrigo Rocha Loures para a 1ª Instância, que poderá ser tanto a de Brasília quanto a de Curitiba. Há mesmo a hipótese de a 1ª Instância ser a de São Paulo. onde Rocha Loures foi filmado recebendo mala de dinheiro entregue por Ricardo Saud, executivo da JBS.

DEPENDE DE FACHIN – O encaminhamento será definido pelo ministro Edson Fachin. Vale acentuar que foi à Superintendência da Polícia Federal na capital paulista que Rocha Loures entregou a mala contendo 465 mil reais. Dois dias depois ele completou o restante de 35 mil reais através de depósito numa das agências da Caixa Econômica Federal na capital paulista.

Rocha Loures encontra-se, assim, em situação bastante complicada. O que poderá ele dizer a respeito do fato registrado e também confessado por sua ação de devolver o dinheiro na verdade em duas parcelas? Não poderá negar  o acontecimento que efetivamente foi registrado. Que poderá então dizer?

Qualquer explicação produzirá uma consequência de larga sensibilidade.O suborno está caracterizado por ação própria e pelo silêncio a que se recolheu Rocha Loures.

INDAGAÇÕES – Por que razão a JBS iria entregar 500 mil reais a um assessor do Palácio do Planalto, suplente de deputado federal, incapaz de poder usar a caneta mágica que beneficia corruptores como Joesley Batista, responsável pela entrega do dinheiro a um personagem meramente encarregado de transportá-lo e entregá-lo ao seu verdadeiro destinatário? Rocha Loures está profundamente complicado.

A razão de se encontrar incluído na ação de Rodrigo Janot contra Michel Temer deve-se ao fato do foro especial reservado ao presidente da República na Corte Suprema. Suspensa a abertura do processo,  não existe motivo que justifique a permanência de Rodrigo Rocha Loures no âmbito do STF. Assim, a prisão domiciliar do transportador da mala deverá logicamente ser alterada para prisão preventiva.

FATO RARO – Vale notar que a filmagem de um corrupto fugindo pela noite é um episódio raro na Justiça brasileira. Rocha Loures, dessa forma, encontra-se na véspera de deixar sua residência em São Paulo para ser transportado pela Polícia Federal para uma prisão em caráter fechado de Brasília, ou da capital paulista, ou de Curitiba.

Rocha Loures poderá também ser colocado na situação de um claro enigma, figura poética de Carlos Drunmond de Andrade, pois poucas vezes as evidências foram tão marcantes a respeito de um criminoso disfarçado de emissário do poder .

Rocha Loures, agora, não poderá escapar. Ou confessa tudo ou tenta se esconder no impossível universo do nada. Não conseguirá fugir de si mesmo, tão pouco da contradição do personagem por ele interpretado.

2 thoughts on “Supremo deve remeter a denúncia de Rocha Loures à primeira instância

  1. Quem se propuser a entender isto, tem necessariamente que ler as obras de Allan Kardec; só ali tem as explicações que satisfazem a razão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *